Estado prevê ganhar mais de 25 milhões com leilão de madeira queimada

Paulo Cunha / Lusa

Este será o terceiro e o maior leilão para vender madeira ardida proveniente de matas nacionais afetadas pelos incêndios de outubro. O Governo espera arrecadar mais de 25 milhões de euros.

Segundo o jornal i, está marcada para esta quinta-feira a venda por hasta pública para vender a madeira ardida proveniente de matas nacionais, incluindo a do Pinhal de Leiria, afetadas pelos incêndios de outubro do ano passado.

Em causa estão 114 lotes de material lenhoso o que, de acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, abrange mais de um milhão e 200 mil árvores, sobretudo pinheiro-bravo, mas também acácia, eucalipto, pinheiro-manso e silvestre, carvalhos e castanheiros.

Este é o terceiro leilão com madeira atingida pelos fogos e vai decorrer no Instituto Português da Juventude, em Viseu. A expectativa do Governo, segundo o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, é arrecadar entre 25 e 35 milhões de euros, uma verba que será reinvestida na floresta pública.

De acordo com o jornal, a base de licitação dos 114 lotes em causa tem um valor mínimo de 4,5 milhões de euros e mais de um quinto das árvores estão localizadas na Mata Nacional de Leiria, onde estão situados os lotes com o preço de licitação mais elevado.

Segundo o i, a hasta pública agendada para hoje é a mais ampla até ao momento e volta a colocar à venda a maioria dos lotes que não tiveram licitações há dois meses.

Recorde-se que, no início deste mês, a TVI lançou uma reportagem na qual alegou que o incêndio no Pinhal de Leiria terá sido provocado por mão criminosa, cumprindo um plano traçado por madeireiros e donos de fábricas da região.

De acordo com o canal televisivo, tanto o incêndio que consumiu praticamente todo o pinhal como a falta de licitações nas últimas hastas públicas têm na base uma concertação de madeireiros para fazer baixar os preços.

Em declarações à TSF, a Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente desmente esta ideia de “cartelização dos madeireiros” e teme que o novo leilão volte a não ter os candidatos pretendidos pelo Estado.

Tal como na primeira hasta pública, a associação explica à rádio que os madeireiros estão com um problema de excesso de madeira queimada e sem mãos a medir com tanto trabalho a cortá-la e a retirá-la dos terrenos, nem forma de a escoar.

Segundo a Renascença, os incêndios de outubro atingiram 36 concelhos da região Centro, fizeram 49 mortos e cerca de 70 feridos e destruíram, total ou parcialmente, perto de 1.500 casas e cerca de 500 empresas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. mais uns senhores que nao sabem fazer contas
    fazer contas antes do fim
    ha um tempo atras era o passos coelho a pensar que ia encaoxar nao sei quantos milhoes quando criou a lei dos sacos de plastico. na volta, as empresas conseguiram fugir à lei e os cofres do estado ficaram a chuchar no dedo
    este anos é com a madeira queimada, estimaram que iam receber 25 milhoes, mas afinal parece que so fizeram 2,5 milhoes.
    é o resultado de fazer as contas antes do final. mais uma ideia que foi desastrosa
    todos sabemos que os incendios têm algo de estranho por tras (pagar a madeira a baixo custo) e como todos sabem, esperam por estes leiloes
    por mim estas madeiras de incendios duvidosos, era toda para a destruiçao. podia ser que acabassem com alguns incendios

RESPONDER

Barcelona: Cruyff afasta-se e perder com o Benfica seria "um drama"

Ronald Koeman até poderá sair mas não será Jordi Cruyff a substituir o seu compatriota. O Barcelona atravessa uma fase perturbada, já há algum tempo, mas o panorama financeiro piorou o cenário fora de campo e …

Casa Branca oferece "telefonema educativo" a Nicki Minaj para acalmar apreensões sobre a vacina

Depois de um tweet de Nicki Minaj se ter tornado viral por associar a vacina contra a covid-19 à impotência, a Casa Branca convidou a rapper para um telefonema com especialistas para esclarecerem as suas …

Baterias de lítio-enxofre melhores e mais baratas? O segredo é uma pitada de açúcar

Uma colher cheia de açúcar pode ser o suficiente para permitir que um veículo elétrico faça uma viagem de Melbourne a Sidney (878 km) com uma única carga. Atualmente, os automóveis elétricos e os telemóveis utilizam …

Parlamento aprova na generalidade mudança do TC para Coimbra. Oito socialistas votaram a favor

A proposta passou com votos contra do Chega e PAN, abstenção do PCP, BE, PEV e maioria da bancada do PS e votos favoráveis do PSD, CDS, IL e de oito deputados socialistas. O resultado já …

Escola da Amadora queria proibir minissaias, decotes e chinelos - mas já voltou atrás

Um Agrupamento na Amadora publicou um código de vestuário que acendeu um debate nas redes sociais devido às regras que controlavam mais as raparigas. Entretanto, a escola já voltou atrás na decisão. Segundo escreve o Jornal …

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética. A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 …

Incidência e R(t) recuam em dia com mais 1.023 infetados e sete mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 1.023 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Apoiantes de Navalny acusam Google e Apple de "censura" política

Os apoiantes de Alexei Navalny acusaram hoje as empresas Google e Apple de terem suprimido o apelo ao voto "útil" proposto pelo oposicionista através das respetivas plataformas, denunciando "censura" num processo eleitoral em que a …

Presidente da República argentino cancela viagens para impedir que vice assuma Governo

Cristina Kirchner é parceira maioritária na coligação de Governo e exige, entre outras mudanças, a substituição de ários ministros, secretários e presidentes de organismos públicos. Recentemente, tem mostrado em público o seu descontentamento face à …

"Bazuca" europeia não resolve problema da falta de habitação

De acordo com vários especialistas, as 26 mil casas identificadas como prio­ritárias pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) não chegam para as necessidades do país, que podem chegar às 46 mil. A questão da aplicação …