Estado prevê ganhar mais de 25 milhões com leilão de madeira queimada

Paulo Cunha / Lusa

Este será o terceiro e o maior leilão para vender madeira ardida proveniente de matas nacionais afetadas pelos incêndios de outubro. O Governo espera arrecadar mais de 25 milhões de euros.

Segundo o jornal i, está marcada para esta quinta-feira a venda por hasta pública para vender a madeira ardida proveniente de matas nacionais, incluindo a do Pinhal de Leiria, afetadas pelos incêndios de outubro do ano passado.

Em causa estão 114 lotes de material lenhoso o que, de acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, abrange mais de um milhão e 200 mil árvores, sobretudo pinheiro-bravo, mas também acácia, eucalipto, pinheiro-manso e silvestre, carvalhos e castanheiros.

Este é o terceiro leilão com madeira atingida pelos fogos e vai decorrer no Instituto Português da Juventude, em Viseu. A expectativa do Governo, segundo o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, é arrecadar entre 25 e 35 milhões de euros, uma verba que será reinvestida na floresta pública.

De acordo com o jornal, a base de licitação dos 114 lotes em causa tem um valor mínimo de 4,5 milhões de euros e mais de um quinto das árvores estão localizadas na Mata Nacional de Leiria, onde estão situados os lotes com o preço de licitação mais elevado.

Segundo o i, a hasta pública agendada para hoje é a mais ampla até ao momento e volta a colocar à venda a maioria dos lotes que não tiveram licitações há dois meses.

Recorde-se que, no início deste mês, a TVI lançou uma reportagem na qual alegou que o incêndio no Pinhal de Leiria terá sido provocado por mão criminosa, cumprindo um plano traçado por madeireiros e donos de fábricas da região.

De acordo com o canal televisivo, tanto o incêndio que consumiu praticamente todo o pinhal como a falta de licitações nas últimas hastas públicas têm na base uma concertação de madeireiros para fazer baixar os preços.

Em declarações à TSF, a Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente desmente esta ideia de “cartelização dos madeireiros” e teme que o novo leilão volte a não ter os candidatos pretendidos pelo Estado.

Tal como na primeira hasta pública, a associação explica à rádio que os madeireiros estão com um problema de excesso de madeira queimada e sem mãos a medir com tanto trabalho a cortá-la e a retirá-la dos terrenos, nem forma de a escoar.

Segundo a Renascença, os incêndios de outubro atingiram 36 concelhos da região Centro, fizeram 49 mortos e cerca de 70 feridos e destruíram, total ou parcialmente, perto de 1.500 casas e cerca de 500 empresas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. mais uns senhores que nao sabem fazer contas
    fazer contas antes do fim
    ha um tempo atras era o passos coelho a pensar que ia encaoxar nao sei quantos milhoes quando criou a lei dos sacos de plastico. na volta, as empresas conseguiram fugir à lei e os cofres do estado ficaram a chuchar no dedo
    este anos é com a madeira queimada, estimaram que iam receber 25 milhoes, mas afinal parece que so fizeram 2,5 milhoes.
    é o resultado de fazer as contas antes do final. mais uma ideia que foi desastrosa
    todos sabemos que os incendios têm algo de estranho por tras (pagar a madeira a baixo custo) e como todos sabem, esperam por estes leiloes
    por mim estas madeiras de incendios duvidosos, era toda para a destruiçao. podia ser que acabassem com alguns incendios

RESPONDER

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …

Empresas estão a cobrar às farmácias 150 euros por caixa de máscaras

Empresas, muitas das quais nem sequer são do ramo farmacêutico, estão a cobrar às farmácias 150 euros por uma caixa de máscaras. Antes, eram vendidas por cinco euros. A pandemia de covid-19 levou a que a …

Governo alarga apoios a sócios-gerentes sem trabalhadores

O Governo enviou esta segunda-feira para promulgação pelo Presidente da República um decreto com alterações ao regime de apoio extraordinário dos trabalhadores independentes, estendendo agora os benefícios aos sócios-gerentes sem trabalhadores por conta de outrem. Este …

"Futebol precisa de dar e sofrer porque pode." Anúncio de lay-off do Liverpool gera críticas e um pedido de desculpas

O Liverpool anunciou que ia avançar com um mecanismo do Governo britânico semelhante ao lay-off que está a ser usado em Portugal, para receber apoios para pagar aos funcionários do clube que não são jogadores, …

"Semana D" na Educação. Alunos do 12.º com prioridade no regresso às aulas

O Ministério da Educação, liderado por Tiago Brandão Rodrigues, reúne-se esta terça-feira com os vários representantes da comunidade escolar para discutir como será o 3.º período de aulas numa época de contenção do novo coronavírus. Esta …

Benfica, Sporting e FC Porto querem cortar salários em 50%

Os 'três grandes' do futebol português querem cortar a folha salarial dos jogadores em 50%. Em causa está o controlo dos danos financeiros da pandemia de covid-19. Benfica, Sporting e FC Porto querem reduzir os salários …

Mais 34 vítimas mortais e 44 recuperados. Novos casos sobem 6%

Portugal regista nesta terça-feira 12.442 casos positivos de covid-19, mais 731 do que esta segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde. Trata-se de um aumento de 5,7% no número de novos casos. Esta taxa …

Emigrante infetado foi detido no domingo por andar a passear. Agora fugiu

Está a ser procurado pela polícia o emigrante infetado com o novo coronavírus que foi detido na Póvoa de Varzim, este domingo, por violar o dever de confinamento. De acordo com o Jornal de Notícias, o …

"Já fizemos", "não por enquanto" e "desatualizadas". Governo arruma propostas do PSD em três gavetas

O PSD anunciou, esta segunda-feira, as propostas económicas para fazer face ao impacto do novo coronavírus. O Governo já respondeu e "arrumou-as" em três gavetas: "já fizemos", "não vamos fazer por enquanto" e "desatualizado". A resposta …