Número de vítimas mortais dos fogos de outubro de 2017 sobe para 50

Miguel A. Lopes / Lusa

Uma mulher vítima dos incêndios de outubro de 2017, que estava internada no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, morreu esta quinta-feira, elevando para 50 o número de mortos resultantes destes fogos.

A mulher, que tinha ficado com grande parte do corpo com queimaduras, inclusive vias respiratórias, foi inicialmente transportada, aquando dos fogos, da zona de Oliveira do Hospital para o hospital de S. José, em Lisboa, e posteriormente transferida para Coimbra, onde acabou por morrer.

A Câmara de Oliveira do Hospital já aprovou, entretanto, um voto de pesar pelo falecimento da vítima, que era funcionária da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira, neste município do distrito de Coimbra.

Os incêndios de 2017 em Portugal provocaram pelo menos 116 vítimas mortais, entre as resultantes do fogo de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, que deflagrou em 17 de junho, e dos incêndios de outubro na região Centro.

50 pessoas morreram e cerca de 70 ficaram feridas na sequência dos incêndios de outubro de 2017 na região Centro, que também destruíram total ou parcialmente cerca de 1.500 casas e mais de 500 empresas.

Das 50 vítimas mortais, 25 ocorreram no distrito de Coimbra (13 das quais no concelho de Oliveira do Hospital e as restantes 12 nos municípios de Arganil, Pampilhosa da Serra, Penacova e Tábua) e 17 em Viseu (Carregal do Sal, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão e Tondela).

Os restantes óbitos foram registados na autoestrada que liga Aveiro a Vilar Formoso (A25), nas zonas de Sever do Vouga (Aveiro) e de Pinhel (Guarda), e no concelho de Seia (Guarda).

No relatório que entregou em 20 de março na Assembleia da República, a comissão técnica independente que analisou os fogos na região Centro atualizou para 48 o número de vítimas mortais (até então vinham a ser referenciadas 46), mas quatro dias depois morreu, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, uma mulher que ficou “gravemente ferida” depois de as chamas terem atingido a casa onde vivia, no município de Mortágua, elevando então para 49 o total de falecimentos na sequência daqueles incêndios.

Com a morte registada hoje, eleva-se para 50 o número de mortos.

Em 17 de junho de 2017, as chamas que deflagraram no município de Pedrógão Grande, no interior do distrito de Leiria, e que alastraram a concelhos vizinhos, fizeram 66 mortos e 253 feridos, atingiram cerca de meio milhar de casas e quase 50 empresas, e devastaram 53 mil hectares de território, 20 mil hectares dos quais de floresta.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ministério Público pede penas suspensas para Orlando Figueira e Paulo Blanco

O Ministério Público pediu, esta quinta-feira, a condenação dos arguidos Orlando Figueira e Paulo Amaral Blanco, no âmbito da Operação Fizz, a penas de prisão suspensas na sua execução. No primeiro dia das alegações finais do …

Portugal vai ao Egipto e à Turquia para receber mais mil refugiados

Técnicos do SEF e do ACM vão deslocar-se a centros de acolhimento no Egipto e na Turquia para entrevistar refugiados que queiram vir para Portugal. Segundo o Diário de Notícias, elementos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras …

Esquerda e direita unem-se contra PS para fazer descer preço dos combustíveis

As propostas do PCP, Bloco de Esquerda, CDS-P e PSD vão ser discutidas esta quinta-feira, com o objetivo de reduzir o imposto sobre os produtos petrolíferos. O PS já prometeu votar contra e invoca a …

Turismo do Porto e Norte de Portugal, SAD do Braga e V. Guimarães alvo de buscas

A Procuradoria-Geral Distrital do Porto (PGDP) anunciou, esta quarta-feira, que foram constituídos cinco arguidos numa investigação à atividade desenvolvida por uma "entidade ligada à promoção do turismo", por alegados crimes de corrupção, peculato e abuso …

Não é só nas cidades. Comprar casa também está mais caro na periferia

Nos primeiros três meses do ano, a subida do preço das casas fez-se sentir em todos os concelhos do continente sem exceção. Odivelas, Leiria e Oeiras juntaram-se aos que mais valorizaram. Este é o segundo trimestre …

Trump impede (temporariamente) a separação de famílias migrantes

O Presidente dos EUA assinou, na quarta-feira, uma Ordem Executiva que permite resolver temporariamente o problema das famílias migrantes, que foram separadas dos filhos na fronteira com o México. No entanto, ressalvou que a política …

Impercetíveis "terramotos lentos" na falha de Santo André podem causar uma catástrofe

O risco sísmico na Califórnia pode ser maior do que pensávamos. Há 75% de probabilidade de ocorrer um terramoto de magnitude 7 (ou mais) nas próximas três décadas. Foram descobertos movimentos totalmente inesperados na área central …

Inteligência Artificial da Google já consegue prever quando é que os pacientes vão morrer

A Google tem expandido os seus serviços médicos e treinado algoritmos para prever quanto tempo de vida resta a um paciente, uma informação que pode mesmo ajudar a salvar vidas. A rede neural da Google pode …

Maduro anuncia aumento de 103,7% do salário mínimo

Nicolás Maduro vai aumentar o salário mínimo em 103,7% na Venezuela, naquele que é o quarto aumento salarial este ano. No entanto, os preços dos produtos aumentam diariamente cerca de 2,4%. O Presidente da Venezuela, Nicolás …

Descoberto artefacto em ouro que identifica o "Titanic" do século XIX

O navio a vapor Pulaski, conhecido como o "Titanic do seu tempo", naufragou em 1838, após uma explosão. Afundou em menos de uma hora, arrastando consigo cerca de um terço da tripulação. Um grupo de …