Vítor Bento entra em funções no BES

d.r. Fundação Francisco Manuel dos Santos

Vítor Bento, presidente do BES

O Banco Espírito Santo (BES) comunicou esta segunda-feira ao mercado a cooptação de Vítor Bento, José Honório e João Moreira Rato para os cargos de presidente, vice-presidente da comissão executiva e administrador financeiro da instituição, respectivamente.

“O Banco Espírito Santo, S.A. informa que o conselho de administração, hoje reunido, decidiu cooptar (…) Vítor Augusto Brinquete Bento, José Alfredo de Almeida Honório e João de Almada Moreira Rato para as funções de presidente da comissão executiva, vice-presidente da comissão executiva, e administrador financeiro”, lê-se no comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com a informação enviada à CMVM, as nomeações visam substituir “Ricardo Espírito Santo Salgado, José Manuel Pinheiro Espírito Santo e José Maria Espírito Santo Ricciardi, também membros da comissão executiva, que haviam renunciado ao mandato”.

O Banco de Portugal (BdP) tinha determinado no domingo a convocação urgente de uma reunião extraordinária do conselho de administração do BES para proceder à cooptação dos novos membros para a comissão executiva.

No comunicado, o BdP informava sobre a cooptação dos membros propostos pela ESFG (Espírito Santo Finantial Group) e apoiados pelo Crédit Agricole: Vítor Bento, João Moreira Rato e José Honório.

“Esta cooptação será, conforme previsto, objeto de ratificação na assembleia-geral do BES, convocada para dia 31 de julho”, lê-se.

O Banco de Portugal informou que continua a aguardar que lhe seja submetido, para avaliação, o modelo de governo interno que venha a ser aprovado em assembleia geral extraordinária.

“De modo a permitir uma avaliação positiva pelo Banco de Portugal, a assembleia-geral deve assegurar que os membros a designar para o novo órgão societário são adequados tendo, designadamente, por referência os requisitos exigidos na lei para o exercício de funções de administração e fiscalização em instituição de crédito”, lê-se no comunicado do BdP.

Nas últimas semanas, foram tornados públicos vários problemas no Grupo Espírito Santo (GES), a que se juntam alterações na gestão do BES, com a saída do líder histórico do banco, Ricardo Salgado.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse que os depositantes do BES têm razões para confiar no banco e afirmou não ter dúvidas quanto à tranquilidade do sistema financeiro português.

Também durante a manhã de sexta-feira, o Banco de Portugal garantiu que o BES detém um montante de capital “suficiente” para acomodar eventuais impactos negativos decorrentes da exposição ao GES, tranquilizando os clientes em relação aos seus depósitos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …

Cercas sanitárias e recolher obrigatório. Governo avalia novas medidas na próxima semana

O Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, vai voltar a reunir na próxima semana com o Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP), num encontro em que serão discutidas novas medidas para travar a propagação …

Presidenciais EUA. Biden promete vacina gratuita para todos, Trump apela ao voto latino

Joe Biden e Donald Trump continuam em campanha eleitoral para a corrida à Casa Branca, numas eleições que estão agendadas para 3 de novembro. O candidato presidencial democrata Joe Biden prometeu esta sexta-feira que a vacina …

Há 72 concelhos com risco "muito elevado" de contágio. Governo esconde mapas de perigo

O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS). Isto numa altura em que o Expresso …

Nuno Melo estuda candidatura à liderança do CDS

O eurodeputado Nuno Melo não excluiu uma candidatura à liderança do CDS, avança este sábado o semanário Expresso. Confrontado pelo jornal, o eurodeputado não excluiu uma eventual candidatura à liderança dos centristas, dizendo apenas que "não …