Confinamento leva vítimas de violência doméstica a denunciar agressores por SMS

Situações como o confinamento agora imposto, o desemprego e a incerteza, estão a levar a um aumento da procura de apoio psicológico por parte de mulheres registadas como potenciais vítimas de violência doméstica, sobretudo através de mensagens escritas.

De acordo com os últimos dados da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, citados pela Rádio Renascença, este é o principal meio que as vítimas de violência doméstica encontraram para contactar as autoridades e fazer queixa.

“Desde que o serviço de SMS começou a funcionar, no dia 27 de março, temos já 44 pedidos, o que revela eficácia deste meio, uma vez que muitas pessoas estarão em situação de confinamento e sentir-se-ão mais seguras e confortáveis ao procurar informação e apoio através de mensagens escritas”, disse à Renascença a secretária de Estado da Igualdade e Cidadania (CIG), Rosa Monteiro.

A responsável referiu que, por agora, isso não significa um aumento do número de denúncias. “Estamos a monitorizar e não há registo de um aumento de casos, tanto reportados pelas forças de segurança como pelas linhas de atendimento e pelo novo serviço SMS da CIG”.

Um total de 95 contactos através destes meios diretos para a CIG foram registados desde o dia 19 e “as 39 chamadas para a linha de atendimento estão dentro do número padrão”, indiciou ainda, acrescentando que “noutros países só após o pico da epidemia é que se vieram a revelar situações de intensidade e violência”.

“O espaço doméstico é de grande risco para as pessoas mais vulneráveis – as crianças e as mulheres – mas, nesta altura, darão prioridade às questões de proteção da saúde”, disse.

E acrescentou: “As equipas no terreno têm detetado um aumento da procura de apoio psicológico por parte de mulheres que já estavam a ser acompanhadas. São pessoas com traumas e as situações de pânico, ansiedade, dúvida e medo agudizam este período”. Este tipo de apoio também tem sido solicitado “por mulheres que estão a ficar desempregadas”.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Eu faço aqui um apelo e espero ser atendido , homens portugueses com estes comportamentos, acabem com a violência doméstica, basta de violência , nada se resolve com violência, não tenham atitudes que possam denegrir a imagem do homem português, como homem que sou, não me revejo nesses comportamentos violentos, por favor ,respeitem as vossas mulheres, as vossas crianças, o amor não pode justificar a violência! Integridade, dignidade e respeito acima de tudo!

  2. Felicito a coragem das pessoas agredidas. Ao denunciarem estão a fazer, pelo menos 3 coisas, a saber: a dignificarem-se como pessoas; a evitarem um “até à próxima” e, por último, a recusarem-se a viver como vítimas. Bem hajam.

    • O pedido de desculpas – ainda que “embrulhado” em choro e vãs promessas – é mera verborreia. Não acreditem em alteração do comportamento do agressor para melhor; ele irá alterar-se, sim, mas sempre para pior.
      – DENUNCIEM À PRIMEIRA OFENSA porque, se houver uma segunda, o agressor já está referenciado.

RESPONDER

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …