Fruta do dragão e máscaras grátis. Vietname inova e triunfa na segunda vaga

A inovação do povo vietnamita está a ajudar a fazer do país uma história de sucesso não só na primeira vaga, mas também na segunda. Até ao momento, registaram-se pouco mais mil casos.

O Vietname foi uma clara história de sucesso da pandemia de covid-19 em maio, registando taxas de infeção muito baixas e sendo amplamente elogiado por ser confinado o quanto antes para prevenir surtos graves. Mas a 25 de julho, o vírus ressurgiu misteriosamente após 99 dias sem infeções.

A cidade costeira de Da Nang tornou-se o epicentro da segunda vaga e, em poucos dias após o primeiro novo caso, o vírus espalhou-se até Hanói e Ho Chi Minh (ex-Saigão). A 31 de julho, esse ressurgimento quebrou o registo de zero mortes no Vietname. O número de mortos é agora de 35 em todo o país, com 1.059 infeções desde o início da pandemia.

Mas ao longo da primeira e da segunda vagas, empresários vietnamitas e cidadãos banais têm arranjado formas inovadoras de responder à pandemia.

Prevenção, identificação e consciencialização

Algumas inovações pandémicas visam prevenir novas infeções. No centro do surto, Da Nang, a startup tecnológica local BusMap, trabalhou com as autoridades para criar um mapa de infeção para ajudar os moradores a evitar pontos de acesso e encontrar o centro de saúde mais próximo.

Enquanto isso, robôs recém-projetados receberam a tarefa de desinfetar hospitais e espaços públicos, com diferentes modelos desenvolvidos por um hospital militar em Ho Chi Minh, alunos de uma universidade privada em Hanói e alunos de uma universidade pública em Ho Chi Minh.

Vários dispensadores automáticos de desinfetante para as mãos foram montados por alunos de escolas em todo o país, usando peças disponíveis comercialmente. Ao receber alta do hospital, o 687.º caso de coronavírus do país até reuniu os seus amigos para produzir desinfetantes e cabines de higienização, que doou a hospitais, incluindo aquele que o tratou.

Nos primeiros dias do surto, a Ghen Co Vy, a música para lavar as mãos, composta por músicos locais em colaboração com o Ministério da Saúde, tornou-se viral em todo o mundo pela sua mensagem peculiar e coreografia dedicada.

Desde então, outras pessoas escreveram as suas próprias canções da covid-19, incluindo uma dupla de pai e filho, intitulada “Não se Preocupem, Da Nang Vai Superar a Covid”. A letra é sobre a segunda vaga em Da Nang e recorda as pessoas sobre as medidas preventivas.

Aliviando o impacto social negativo

Enquanto as intervenções acima foram principalmente dedicadas à prevenção e controlo, outro grupo de empreendedores concentrou-se em aliviar o impacto social negativo da covid-19.

Um famoso padeiro de Ho Chi Minh chamado Kao Sieu Luc usou pitaia, também conhecida por “fruta do dragão” para fazer pão, compartilhando a sua receita com o país.

A intenção é ajudar os criadores da “fruta do dragão” que não podem exportar as suas colheitas devido às rígidas restrições de viagens do Vietname. A receita foi adotada não apenas por pessoas comuns, mas também por outras empresas, resultando na criação do hambúrguer de “fruta do dragão” do KFC. Durante a segunda vaga, Kao está a fazer bolos lunares de pitaia à medida que o festival anual de outono se aproxima.

Em Hanói, o médico Khuat Thi Hai Oanh criou uma instituição de caridade chamada “Um Ovo Por Dia” para fornecer alimentos, máscaras e bens essenciais para os sem abrigo e famílias extremamente pobres em todo o norte do Vietname. A instituição de caridade também ajuda os mais necessitados a encontrar trabalho e acomodação e subsidia a renda.

O empresário de Ho Chi Minh, Hoang Tuan Anh, construiu uma máquina dispensadora de máscaras para a sua comunidade durante a segunda vaga. A máquina distribui gratuitamente máscaras embaladas individualmente, com um operador remoto para garantir uma distribuição justa e lembrar os destinatários de lavar as mãos antes de tocar no dispensador.

Durante a primeira vaga, Hoang montou a primeira máquina dispensadora de arroz à frente do seu escritório. A caixa fornecia 1,5 kg de arroz gratuitamente e, segundo relatos, terá distribuído 5 toneladas de arroz nos primeiros dois dias. Estas inovações foram replicadas por empresários e instituições de caridade em todo o país.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Covid persistente" atinge cerca de 20% dos curados (mas não recuperados)

Um novo estudo britânico indica que vários pacientes podem apresentar sintomas e sequelas durante vários meses, mesmo depois de testarem negativo. Os casos de “covid persistente” afetam maioritariamente mulheres e idosos. Há ainda muito por descobrir …

Acuña já é destaque em Espanha: "Não é bom nos 100 metros, mas..."

O ex-jogador do Sporting será uma referência para Lopetegui e já demonstrou um grande nível no jogo da Liga dos Campeões contra o Rennes. Marcos Acuña chegou a Sevilha há um mês e meio mas começa …

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …

Cova da Piedade não joga: "Prefiro perder três pontos do que alguém perder a vida"

O jogo entre Estoril e Cova da Piedade, como se esperava, não vai ser realizado e deverão ser atribuídos três pontos ao Estoril. Diretor do Cova da Piedade não poupa nas críticas. Mais uma partida da …

Investigadores descobrem porque há pessoas infetadas sem sintomas de covid-19

Investigadores do hospital universitário de Aarhus, na Dinamarca, descobriram que algumas pessoas infetadas com o novo coronavírus não desenvolvem sintomas porque este poder ocultar o seu genoma para não ser reconhecido. Como noticiou esta sexta-feira o …