O inédito caso do Vietname. Tinha tudo para correr mal, mas continua com zero mortes

Narendra Shrestha / EPA

O Vietname é um país em desenvolvimento, que possui uma grande fronteira terrestre com a China e uma população de 97 milhões de pessoas, mas ainda não relatou uma única morte por coronavírus.

A 21 de abril, o país havia relatado 268 casos de covid-19, com mais de 140 pessoas a recuperarem completamente.

A razão pela qual o Vietname conseguiu manter os pacientes à porta da morte é uma estratégia do Governo em três frentes distintas. Embora essas escolhas políticas possam não ser consistentes com a defesa das liberdades civis, elas estão a mostrar-se essenciais para manter a pandemia sob controlo.

Triagem e testes de temperatura

A partir de fevereiro, qualquer pessoa que chegasse ao aeroporto de uma grande cidade vietnamita precisava de passar por uma triagem compulsória de medição da temperatura corporal e preencher uma autodeclaração de saúde, informando os seus dados de contacto e histórico de viagens e saúde.

Agora, estas medidas são obrigatórias para todos os que entram nas principais cidades e algumas províncias por terra e para todos que entram num edifício governativo ou hospital.

Qualquer pessoa com temperatura corporal acima de 38°C é levada ao centro médico mais próximo para testes mais detalhados. Aqueles que comprovadamente mentiram na sua autodeclaração, ou que resistem a declarar completamente, podem ser acusados criminalmente.

Também houve testes intensivos por todo o país. Foram instaladas estações de teste nas cidades, nas quais todos os cidadãos podem participar. As comunidades que vivem perto de casos confirmados são rapidamente testadas e colocadas em confinamento.

A 5 de março, o Vietname tinha validado três kits de teste diferentes, cada um a custar menos de 25 dólares e produzindo resultados em 90 minutos. Tudo isto está a ser fabricado no Vietname. O custo dos testes é importante em todos os lugares, mas é particularmente importante em economias emergentes como o Vietname e estes kits de teste acessíveis ajudaram a estratégia intensiva de testes do Governo.

Confinamentos direcionados

O segundo ponto da abordagem do Vietname é a quarentena e os confinamentos. Desde meados de fevereiro, o povo vietnamita que volta para casa do exterior fica em quarentena durante 14 dias na chegada e faz o teste para a covid-19.

A mesma política de quarentena foi aplicada aos estrangeiros que vieram para o Vietname. Qualquer pessoa que tenha entrado em contacto direto com uma pessoa infetada, cujos detalhes sejam divulgados, é incentivada a entrar em quarentena. Se for descoberto que alguém entrou em contacto com alguém que deu positivo, eles serão colocados em quarentena obrigatória.

Em março, o Vietname começou a pôr cidades inteiras em quarentena. Viajar entre cidades agora é altamente restrito. Em Danang, no centro do Vietname, qualquer pessoa que não seja um residente registado da cidade, mas deseje entrar, deve submeter-se a uma quarentena de 14 dias numa instalação aprovada pelo Governo.

Aldeias de 10.000 pessoas foram cercadas por conta de casos únicos. Bach Mai, um famoso hospital de 3.200 pessoas em Hanói, que também é um dos principais centros de tratamento covid-19, foi fechado no final de março após um membro da equipe contratado externamente ter testado positivo. Empresas, estatais e privadas, são fechadas, e os setores de turismo e companhias aéreas são essencialmente congelados.

Comunicações constantes

Desde o início de janeiro, o Governo vietnamita comunicou amplamente aos cidadãos sobre a gravidade do coronavírus. As comunicações foram claras: a covid-19 não é apenas uma gripe má, mas algo a ser levado extremamente a sério; portanto, as pessoas são aconselhadas a não arriscarem a sua vida ou a de outras pessoas.

O Governo tem sido criativo nos seus métodos de comunicação. A cada dia, diferentes partes do Governo vietnamita enviam informações aos cidadãos. Detalhes sobre sintomas e medidas de proteção são comunicados via texto para telemóveis em todo o país. O Governo também fez parceria com plataformas de mensagens para distribuir atualizações.

Isto é associado à arte da propaganda em todo o país e aos carimbos que disseminam ainda mais as mensagens de saúde pública sobre o vírus. As cidades do Vietname são enfeitadas com pósteres que lembram os cidadãos do seu papel de impedir a propagação do vírus.

Mesmo que alguns casos ainda não tenham sido detetados pelas autoridades, não há dúvida de que a abordagem vietnamita foi eficaz na redução da propagação do vírus. Combinadas, estas medidas significam que o Vietname ainda não sofreu nenhum surto comunitário de larga escala, o que devastaria uma cidade como Ho Chi Minh, com uma população de 11 milhões de habitantes, e sobrecarregaria o sistema de saúde do país.

As três frentes da estratégia do Vietname podem não ser totalmente consistentes com os ideais liberais, mas estão a funcionar. O sistema de saúde tem tempo para tratar cada paciente e, ao fazer isso, mantém o número de mortes por covid-19 em zero. O Vietname oferece lições importantes, pois a covid-19 deve espalhar-se ainda mais pelos países em desenvolvimento.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A 5 de Março, o Vietname tinha validado três kits de teste diferentes, cada um a custar menos de 25 dólares e produzindo resultados em 90 minutos. Tudo isto está a ser fabricado no Vietname. É daqui que eu retiro uma parte importantíssima da notícia, só para dizer, que vergonha esta Europa, por este caminhar e pelo caminho que optaram estaremos dentro de alguns anos todos incluídos nos países de terceiro mundo, até quando vamos nós europeus admitir esta opção de globalismo que nos impuseram, que nos arruinou e nos pôs na subserviência dos chineses.

RESPONDER

O maior salto em cinco anos. Dívida pública atingiu recorde em abril

A dívida pública aumentou para 262,1 mil milhões de euros em abril, o valor mais alto desde 1995, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal. A dívida pública aumentou para o valor recorde de 262,1 …

Diabéticos e hipertensos. PSD quer debater alteração que retirou estes doentes de regime excecional

O PSD pediu a apreciação parlamentar do decreto-lei que retirou doentes hipertensos e diabéticos do regime excecional de proteção relativo à covid-19. A apreciação parlamentar permite que a Assembleia da República debata, altere e, no limite, …

Norte sem contágios por covid-19. Grande Lisboa regista 96,5% dos novos casos

Portugal regista hoje 1.424 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 32.700 infectados, mais 200, segundo o boletim da Direcção-Geral de Saúde (DGS). 193 dos novos casos são na área …

Aviões deixam de ter lotação reduzida a partir desta segunda-feira

Os aviões deixam, a partir desta segunda-feira, de ter a lotação de passageiros reduzida a dois terços, mas o uso de máscara comunitária é obrigatório. O Governo alinhou, assim, as regras nacionais pelas regras europeias no …

Marcelo pede que não se passe do "8 para o 80" e alerta para imagem do país

O Presidente da República reiterou hoje o apelo à população para que não se passe “do 8 para o 80” nas medidas de prevenção da covid-19, alertando para os riscos da imagem do país “cá …

Só metade das crianças deverá voltar ao pré-escolar esta segunda-feira

As crianças em idade pré-escolar regressam esta segunda-feira aos jardins de infância, que voltam a funcionar com novas regras, depois de encerradas durante mais de dois meses, devido à pandemia da covid-19. Apesar do regresso, que …

Dois astronautas (e um dinossauro de peluche) chegaram à EEI à boleia da SpaceX

Para além dos astronautas Doug Hurley e Bob Behnken, seguia a bordo da Crew Dragon um dinossauro de peluche com lantejoulas. E há uma explicação para isso. Este sábado, o foguetão Falcon 9, da SpaceX, fez …

Pescadores já podem capturar sardinha, mas recuo no consumo é uma preocupação

Os pescadores voltam a poder capturar sardinha, a partir desta segunda-feira, e até 31 de julho, com limites diários e semanais, segundo um despacho publicado em Diário da República. De acordo com o diploma, assinado pelo …

Madeirense contesta quarentena obrigatória em Tribunal (e há uma sentença que lhe dá razão)

Uma cidadã madeirense que chegou no domingo à Madeira e recusa cumprir quarentena num hotel entregou um pedido de ‘habeas corpus’ no Juízo de Instrução Criminal do Tribunal do Funchal. A acompanhar o pedido está …

Idade é o maior factor de risco para se ser internado ou morrer de covid-19

As pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos infetadas pelo novo coronavírus têm uma probabilidade de ser internadas em cuidados intensivos 10,4 vezes superior à de uma pessoa até aos 50 anos. Os …