O inédito caso do Vietname. Tinha tudo para correr mal, mas continua com zero mortes

Narendra Shrestha / EPA

O Vietname é um país em desenvolvimento, que possui uma grande fronteira terrestre com a China e uma população de 97 milhões de pessoas, mas ainda não relatou uma única morte por coronavírus.

A 21 de abril, o país havia relatado 268 casos de covid-19, com mais de 140 pessoas a recuperarem completamente.

A razão pela qual o Vietname conseguiu manter os pacientes à porta da morte é uma estratégia do Governo em três frentes distintas. Embora essas escolhas políticas possam não ser consistentes com a defesa das liberdades civis, elas estão a mostrar-se essenciais para manter a pandemia sob controlo.

Triagem e testes de temperatura

A partir de fevereiro, qualquer pessoa que chegasse ao aeroporto de uma grande cidade vietnamita precisava de passar por uma triagem compulsória de medição da temperatura corporal e preencher uma autodeclaração de saúde, informando os seus dados de contacto e histórico de viagens e saúde.

Agora, estas medidas são obrigatórias para todos os que entram nas principais cidades e algumas províncias por terra e para todos que entram num edifício governativo ou hospital.

Qualquer pessoa com temperatura corporal acima de 38°C é levada ao centro médico mais próximo para testes mais detalhados. Aqueles que comprovadamente mentiram na sua autodeclaração, ou que resistem a declarar completamente, podem ser acusados criminalmente.

Também houve testes intensivos por todo o país. Foram instaladas estações de teste nas cidades, nas quais todos os cidadãos podem participar. As comunidades que vivem perto de casos confirmados são rapidamente testadas e colocadas em confinamento.

A 5 de março, o Vietname tinha validado três kits de teste diferentes, cada um a custar menos de 25 dólares e produzindo resultados em 90 minutos. Tudo isto está a ser fabricado no Vietname. O custo dos testes é importante em todos os lugares, mas é particularmente importante em economias emergentes como o Vietname e estes kits de teste acessíveis ajudaram a estratégia intensiva de testes do Governo.

Confinamentos direcionados

O segundo ponto da abordagem do Vietname é a quarentena e os confinamentos. Desde meados de fevereiro, o povo vietnamita que volta para casa do exterior fica em quarentena durante 14 dias na chegada e faz o teste para a covid-19.

A mesma política de quarentena foi aplicada aos estrangeiros que vieram para o Vietname. Qualquer pessoa que tenha entrado em contacto direto com uma pessoa infetada, cujos detalhes sejam divulgados, é incentivada a entrar em quarentena. Se for descoberto que alguém entrou em contacto com alguém que deu positivo, eles serão colocados em quarentena obrigatória.

Em março, o Vietname começou a pôr cidades inteiras em quarentena. Viajar entre cidades agora é altamente restrito. Em Danang, no centro do Vietname, qualquer pessoa que não seja um residente registado da cidade, mas deseje entrar, deve submeter-se a uma quarentena de 14 dias numa instalação aprovada pelo Governo.

Aldeias de 10.000 pessoas foram cercadas por conta de casos únicos. Bach Mai, um famoso hospital de 3.200 pessoas em Hanói, que também é um dos principais centros de tratamento covid-19, foi fechado no final de março após um membro da equipe contratado externamente ter testado positivo. Empresas, estatais e privadas, são fechadas, e os setores de turismo e companhias aéreas são essencialmente congelados.

Comunicações constantes

Desde o início de janeiro, o Governo vietnamita comunicou amplamente aos cidadãos sobre a gravidade do coronavírus. As comunicações foram claras: a covid-19 não é apenas uma gripe má, mas algo a ser levado extremamente a sério; portanto, as pessoas são aconselhadas a não arriscarem a sua vida ou a de outras pessoas.

O Governo tem sido criativo nos seus métodos de comunicação. A cada dia, diferentes partes do Governo vietnamita enviam informações aos cidadãos. Detalhes sobre sintomas e medidas de proteção são comunicados via texto para telemóveis em todo o país. O Governo também fez parceria com plataformas de mensagens para distribuir atualizações.

Isto é associado à arte da propaganda em todo o país e aos carimbos que disseminam ainda mais as mensagens de saúde pública sobre o vírus. As cidades do Vietname são enfeitadas com pósteres que lembram os cidadãos do seu papel de impedir a propagação do vírus.

Mesmo que alguns casos ainda não tenham sido detetados pelas autoridades, não há dúvida de que a abordagem vietnamita foi eficaz na redução da propagação do vírus. Combinadas, estas medidas significam que o Vietname ainda não sofreu nenhum surto comunitário de larga escala, o que devastaria uma cidade como Ho Chi Minh, com uma população de 11 milhões de habitantes, e sobrecarregaria o sistema de saúde do país.

As três frentes da estratégia do Vietname podem não ser totalmente consistentes com os ideais liberais, mas estão a funcionar. O sistema de saúde tem tempo para tratar cada paciente e, ao fazer isso, mantém o número de mortes por covid-19 em zero. O Vietname oferece lições importantes, pois a covid-19 deve espalhar-se ainda mais pelos países em desenvolvimento.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A 5 de Março, o Vietname tinha validado três kits de teste diferentes, cada um a custar menos de 25 dólares e produzindo resultados em 90 minutos. Tudo isto está a ser fabricado no Vietname. É daqui que eu retiro uma parte importantíssima da notícia, só para dizer, que vergonha esta Europa, por este caminhar e pelo caminho que optaram estaremos dentro de alguns anos todos incluídos nos países de terceiro mundo, até quando vamos nós europeus admitir esta opção de globalismo que nos impuseram, que nos arruinou e nos pôs na subserviência dos chineses.

    • Efetivamente a Coreia é de confiança.!?
      Nós não temos aquela cultura nem temos um regime totalitário.
      Nós já somos clientes da China há muitos anos! E depois dos Chineses virão os Indianos, meu caro senhor..
      Onde tem andado?
      Deixo um conselho aos leitores e comentadores. Gostem mais de Portugal e de ser Português……

RESPONDER

Nuno Mendes e João Félix fora do jogo com a Alemanha

Os jogadores Nuno Mendes e João Félix vão ficar fora do jogo deste sábado frente à Alemanha devido a uma mialgia muscular. Ambos vão assistir ao encontro na bancada e devem recuperar a tempo de defrontar …

Antigo governador civil desmente Medina (que explicou sem explicar o envio de dados a embaixadas)

O último governador civil de Lisboa, o socialista António Galamba, desmente Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, no âmbito das conclusões da auditoria ao envio de dados de manifestantes para embaixadas estrangeiras. E há …

Portugueses burlados em Munique. PSP alerta para a venda de bilhetes falsos

No dia em que Portugal joga contra à Alemanha na capital da Baviera, a PSP alertou que vários portugueses estão a ser burlados com a venda de bilhetes falsos para a partida. O intendente Pedro Colaço …

Correos Express "passa a perna" aos CTT. Empresa quer conquistar Portugal para ter oferta ibérica na Ásia

A empresa espanhola concorrente dos CTT está a monopolizar as entregas ibéricas. Em 2019, comprou 51% da unidade de transporte expresso do grupo logístico Rangel e quer ter centros de distribuição em todo os distritos …

Autoridades passam 25 multas no primeiro dia de confinamento em Lisboa

As autoridades policiais passaram 25 autos de contraordenação no primeiro dia de confinamento da Área Metropolitana de Lisboa. Desde as 15h da tarde de ontem que é proibido entrar ou sair da AML, embora existam várias …

Ricardo Salgado queria afastar juíza por ser sobrinha de Ana Gomes

Um dos julgamentos que Salgado enfrenta é no Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão (TCRS) de Santarém por causa de coimas que lhe foram aplicadas pelo Banco de Portugal. O ex-banqueiro tentou atrasar o julgamento …

Afinal, Darwin poderá ter-se enganado em relação à seleção sexual

Um novo estudo sugere que Charles Darwin poderá ter-se enganado parcialmente em relação à teoria da seleção sexual. Charles Darwin foi um cientista cuidadoso. Em meados do século XIX, enquanto procurava evidências para a sua teoria …

“Não temos um presidente". Moedas arrasa Medina após divulgação da auditoria à CML

A auditoria interna da Câmara Municipal de Lisboa, apresentada ontem por Fernando Medina, está longe de pôr fim à polémica em torno do envio de dados pessoais de manifestantes a embaixadas estrangeiras. O presidente da Câmara …

"Fui sujeito a pressões, intimidações e ameaças". António Oliveira desiste de candidatura à Câmara de Gaia

Esta sexta-feira, numa reunião de emergência, António Oliveira, candidato à Câmara de Vila Nova de Gaia, anunciou ao líder do PSD, Rui Rio, a sua desistência da corrida eleitoral. António Oliveira tinha sido a escolha de …

Marcelo pede a portugueses "noção" sobre momento de transição

O Presidente da República destacou a importância "de as pessoas terem a noção" do momento de transição" na pandemia em Portugal, sublinhando as vacinas como resposta. A campanha de vacinação justifica o "momento de transição" que …