Às vezes, 10 mil euros para Sócrates não chegavam para dois dias

psalter2009 / Flickr

Ex-primeiro-Ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro-Ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

As já conhecidas entregas de dinheiro de Carlos Santos Silva a José Sócrates são agora ainda mais claras: o novo livro sobre os bastidores da vida política do ex-primeiro-ministro descreve 40 entregas de dinheiro feitas ao longo de apenas um ano entre os dois principais arguidos da Operação Marquês.

O livro “Cercado – Os dias fatais de José Sócrates“, do jornalista da revista Sábado Fernando Esteves, é lançado esta quinta-feira e descreve segredos da vida política de José Sócrates nos últimos dez anos, a partir de documentos e entrevistas a colaboradores.

Os temas abordados passam por polémicas como o processo da Cova da Beira, o curso na Universidade Independente, o inquérito Freeport, o caso Face Oculta e os projetos das casas da Guarda, mas são as informações sobre a investigação que levou à sua prisão que tornam o livro ainda mais quente.

O autor descreve que as entregas de dinheiro a Sócrates desde o início da Operação Marquês, no verão de 2013, ocorriam a um ritmo de três vezes ao mês. Embora já referidas pela comunicação social, é a primeira vez que as 40 entregas de dinheiro feitas por Carlos Santos Silva a José Sócrates durante a investigação da Operação Marquês são descritas em detalhe.

Em um dos casos, nomeadamente 2 de abril de 2014, Carlos Santos Silva entregou pessoalmente a José Sócrates 10 mil euros em notas que não chegaram para dois dias – dois dias depois, a 4 de abril, o ex-primeiro-ministro voltava a pedir outros 10 mil euros, já que “aquela outra coisa”, como se referiu à quantia durante a chamada, não tinha sido suficiente.

Sócrates precisava pagar à sua secretária pessoal, Maria João, além de saldar a sua conta na agência de viagens Top Atlantic e ainda cobrir as despesas de alojamento em Paris, onde ainda mantinha uma casa depois de ter concluído o seu mestrado de Filosofia Política na Sciences Po.

Antes disso, a 27 de setembro de 2013, o empresário entregou 10 mil euros a Sócrates, depois de mais um telefonema em que o ex-PM socialista dizia a Santos Silva que “precisava de levar alguma coisa” porque tinha esgotado o plafond do cartão de crédito e Sofia Fava, a ex-mulher e mãe dos seus filhos, iria ainda nesse dia para Paris, precisando de dinheiro. Sete dias antes, já tinham sido pedidos outros 10 mil euros; quatro dias antes disso outros cinco mil, cita o semanário Expresso.

O livro descreve que Carlos Santos Silva admitiu ao Ministério Público ter entregado 550 mil euros em dinheiro a José Sócrates, que ficava sistematicamente sem plafond no cartão de crédito e tinha de voltar a telefonar ao amigo para pedir mais “livros” ou “fotocópias”.

Fernando Esteves cita um despacho do juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal, que viu necessidade de detalhar esses momentos para justificar a prisão preventiva do ex-primeiro-ministro e do seu amigo por corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais, reforçando a posição do Ministério Público, que dizia que os “livros” e “fotocópias”, como o dinheiro era muitas vezes referido, “serviam para quase tudo: para pagar roupa, salários, rendas, condomínios, viagens”.

O jornalista escreve ainda que Ministério Público “sublinha que, nos telefonemas em que solicitava o envio de quantias monetárias, o ex-primeiro-ministro não pedia – ordenava. É também por isso que os investigadores acreditam que o dinheiro, na verdade, lhe pertencia”, apesar do empresário e amigo do ex-PM tenha sempre justificado o tom como “normal”, dada a amizade e proximidade entre os dois que não requer tons “cerimoniosos”.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois é Sr. Sócrates, o sr é um “habilidoso, um artista” da politica que gostava de viver bem à conta do erário público.
    E agora o gágá do bochechas nada diz…Cadeia com este artista e outros de igual quilate.Este país precisa de uma limpeza geral e acabar com estes corruptos para bem do país.

RESPONDER

"Onde estão as provas?". Advogado de Brueckner diz que o seu cliente "nunca" irá a julgamento no caso de Maddie McCann

Friedrich Fulscher, advogado de Christian Brueckner, disse este domingo estar "certo" de que o seu cliente, suspeito do desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann no Algarve, "nunca" chegará a julgamento. "Onde estão as provas? Porque que …

Detido proprietário de jornal de Hong Kong ao abrigo da lei de segurança nacional

A polícia de Hong Kong fez buscas, esta segunda-feira, ao grupo de comunicação social Next Media, considerado pró-democracia, pouco depois da detenção do seu proprietário, ao abrigo da lei de segurança nacional. Dezenas de agentes das …

Detetado surto de covid-19 em lar do Barreiro. Há pelo menos 47 infetados

Um surto de covid-19 no Lar São José, no Barreiro, contabiliza 47 casos positivos e dois internamentos de idosos, mas a "situação está controlada", disse, este domingo, o delegado de saúde adjunto regional de Lisboa …

Índia regista recorde diário de mortes. Reino Unido atinge marca negra

O novo coronavírus continua a alastrar-se um pouco por todo o mundo. Enquanto alguns países estão a conseguir lidar com a pandemia de covid-19, outros estão a fracassar nessa tarefa. Este domingo, no total, registaram-se 6.106 …

"Um disparate". Presidente nega envolvimento na vinda de Juan Carlos para Cascais

O Presidente da República afirmou que “qualquer pessoa minimamente inteligente e sensata” perceberia que o chefe de Estado não se poderia envolver na questão do rei emérito de Espanha, classificando essa ideia como um "disparate". Em …

Plano do hidrogénio vai sair "muito caro" aos portugueses

Os fundadores da Tertúlia Energia defendem que o plano do hidrogénio do Governo tem várias lacunas e vai custar "muito caro" aos consumidores portugueses. Num artigo publicado no jonal ECO, os fundadores da Tertúlia Energia, Abel …

Governo vai lançar plano para salvar empresas viáveis em dificuldades (e perdoar juros ao Fisco)

O Governo vai lançar um plano para salvar empresas viáveis que será um novo mecanismo temporário para ajudar empresas que se encontrem em situação económica difícil ou em insolvência devido à pandemia. O plano, que se …

Fábio Silva a prazo no Dragão. Avançado deverá sair por 40 milhões

Fábio Silva deverá abandonar o FC Porto dentro dos próximos dias. O jovem avançado permitirá um encaixe de 40 milhões de euros para os cofres portistas. A saída de Fábio Silva do FC Porto parece praticamente …

"Há filhos e enteados?". Marques Mendes arrasa decisão "inacreditável" de realizar festa do Avante

Luís Marques Mendes criticou este domingo a realização da festa do Avante, considerando "inacreditável" que a habitual festa comunista seja realizada no atual contexto da pandemia de covid-19 em Portugal. No seu habitual espaço de …

Varandas só tem espaço para 24 jogadores. Metade será de Alcochete

Com o intuito de reduzir custos, o presidente sportinguista, Frederico Varandas, diz que quer um plantel com 24 jogadores para a próxima época. Cerca de metade são produtos de Alcochete. Frederico Varandas pretende encurtar o plantel …