Crise surpresa na China coloca em risco venda do Novo Banco

António Cotrim / Lusa

-

O furacão que está a afundar a bolsa chinesa está a fazer-se sentir nas negociações para a venda do Novo Banco ao chineses da Anbang.

Expresso adianta que as negociações estão nesta altura num impasse, descrevendo que a Anbang, que tem ações de empresas chinesas, está a ter prejuízos e tem-se mostrado indisponível para melhorar as condições.

Em causa está o preço – e a dimensão do prejuízo a assumir pelo Banco de Portugal no processo. Tal como se encontra a proposta neste momento, os prejuízos poderiam chegar aos dois mil milhões de euros para o Fundo de Resolução.

O Diário Económico cita “fontes conhecedoras do processo” que afirmam que o grupo segurador chinês está a endurecer a sua posição negocial, acentuando-se o braço-de-ferro em torno da capitalização do Novo Banco, apontado neste momento como “o maior problema”.

O Banco de Portugal exige um reforço de capital para acautelar contingências e os resultados dos testes de stress europeus, mas o grupo segurador chinês exige um maior nível de conforto, com menores reforços na capitalização além da inicialmente prevista pelo comprador – na ordem dos mil milhões de euros.

A Anbang foi o comprador eleito pelo Banco de Portugal para dar seguimento às negociações, que têm que estar concluídas até segunda-feira, 31 de agosto. Caso a venda não se concretize, caberá ao Fundo de Resolução a recapitalização do banco, que provavelmente será suportado pelo Estado.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Está mais que visto que será o Estado português a ter que desembolsar o montante da recapitalização. Não há qualquer margem para dúvidas. O CEO do Anbang já afirmou que a aquisição do Novo Banco em Portugal deixou de ser uma prioridade e que se encontra neste momento mais interessada em reforçar posições já contratualizadas com algumas empresas chinesas que se encontram em situação de risco inerente. Assim, esqueçam a compra do Novo Banco por capitais chineses. Mais um agravar da crise portuguesa se fará notar no quarto trimestre deste ano bem como no novo ano. Saudações.

    • Neste momento a China faz melhores ‘aplicações’ fora que entre portas e antecipar com o discurso da ‘desgraça’ como o faz sem olhar outras portas que se encontram entreabertas não deixa de ser o que é – Culto da desgraça.
      Tenha em conta que o fundo de resolução é o único responsável e mesmo que à data não tenha fundos para cobrir qualquer desvio, o estado EMPRESTARÁ a diferença cujo capital será ONERADO!
      Venda-se a chineses ou por convite directo a candidatos anteriores e/ou outros investidores vinculados ao mesmo caderno de encargos, qualquer alternativa não terá custos para os contribuintes, mesmo com a eventual quota parte da CGD por se tratar de “fundo de resolução”!
      Entre nacionalizar e a solução adoptada incluindo o percurso futuro, não restam dúvidas, tratando-se de um banco privado e ao que parece ‘do regime’ que em menos de 8 anos trepou no ranking – vai-se saber mais tarde como – que a mais competente e eficaz solução foi a que, aliás reconhecidamente, foi adoptada, havendo lugar à justiça para os verdadeiramente enganados por criminoso(s). Sim, certamente havia investidores à boleia do mesmo comboio!

RESPONDER

China injeta capitais para obter projeção mediática global, revela relatório

O Governo chinês tem tentado obter projeção mediática em órgãos de comunicação social de todo o mundo através da injeção de capitais, de acordo com um relatório da Federação Internacional de Jornalistas, que será divulgado …

Superliga. Juventus arrisca ser excluída da Serie A na próxima época

Se a Juventus continuar ainda a fazer parte da Superliga europeia no arranque da próxima temporada, não poderá competir na Serie A. A Juventus, clube no qual atua o português Cristiano Ronaldo, arrisca ser excluída do …

"Mataram Ihor Homeniuk", mas crime de homicídio cai. Inspetores do SEF condenados a 7 e 9 anos de prisão

Esta segunda-feira, o Tribunal Criminal de Lisboa condenou os inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) Luís Silva e Duarte Laja a nove anos de prisão e um terceiro elemento, Bruno Sousa, a sete …

Reino Unido desce nível de alerta. Governo espanhol apela à "responsabilidade"

No Reino Unido, quatro diretores gerais de Saúde defendem que o grau de alerta para a pandemia deve passar do nível 4 para o 3. Em Espanha, depois de as medidas restritivas terem sido aliviadas …

Primo da rainha Isabel II terá usado "estatuto real" para vender acesso ao Kremlin

Uma investigação do Sunday Times e Channel 4 revelou que o príncipe Michael de Kent estaria disposto a usar o seu estatuto real para lucro pessoal e fornecer acesso ao regime do presidente russo Vladimir …

Presidente da Câmara de Famalicão não vai voltar a ser candidato pelo PSD

Paulo Cunha reúne-se nesta segunda-feira com o coordenador autárquico nacional e secretário-geral do PSD, José Silvano, a quem vai comunicar a decisão de não se recandidatar a um terceiro mandato pela coligação PSD-CDS. O autarca já …

André Ventura julgado por chamar "bandidos" a família do Bairro da Jamaica. Mas voltaria a fazê-lo

Esta segunda-feira, André Ventura foi ouvido em tribunal devido ao processo movido pela família do Bairro da Jamaica a quem o líder do Chega apelidou de "bandidagem". André Ventura é réu num processo cível por ofensas …

Médico-chefe do hospital russo onde Navalny foi tratado desapareceu misteriosamente

O ex-médico-chefe do hospital siberiano onde o crítico do Kremlin, Alexey Navalny, foi tratado imediatamente após o seu envenenamento no verão passado desapareceu misteriosamente. Alexander Murakhovsky é o atual Ministro da Saúde regional da região de …

Mais 158 casos e uma morte por covid-19 em Portugal

Esta segunda-feira, Portugal regista mais um óbito e 158 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Aprovada a venda da herdade das caçadas dos Salgado (com desvalorização de 15 milhões)

O Ministério Público e o Tribunal do Fundão aprovam a venda da Herdade do Vale Feitoso à empresa espanhola Vestein por 20,7 milhões de euros. Esta propriedade ficou conhecida por pertencer ao Grupo Espírito Santo …