/

Fundo Lone Star: António Ramalho agiu com “total integridade” em relação a Vieira

2

José Sena Goulão / Lusa

António Ramalho, presidente do Novo Banco

O fundo Lone Star e acionista maioritário do Novo Banco diz que o CEO “agiu com total integridade” e que “não surgiram provas que comprometam a sua idoneidade”.

“Entendemos que o Conselho Geral e de Supervisão (CGS) do Novo Banco e os seus órgãos competentes concluíram a sua revisão interna independente relativa às matérias reportadas no âmbito da Operação Cartão Vermelho, em fevereiro de 2022”, afirmou fonte oficial da Lone Star.

António Ramalho agiu com total integridade ao longo deste processo e não surgiram provas que comprometam sua idoneidade como CEO do Novo Banco”, conclui o acionista, segundo s declarações noticiadas pelo jornal Eco.

O fundo Lone Star domina o CGS, o organismo que controla o Novo Banco e que é liderado por Byron Haynes.

O organismo apreciou a auditoria interna — feita pelo departamento de compliance do banco — e concluiu que não há qualquer evidência de que António Ramalho tenha agido de forma irregular.

Não acredita que o CEO se tenha comprometido em relação a Luís Filipe Vieira, ex-presidente do Benfica e rosto da Promovalor, e um dos maiores devedores do Novo Banco, que resultou em perdas suportadas pelo Fundo de Resolução.

De acordo com uma das escutas noticiadas pela imprensa, feitas ao então administrador Vítor Fernandes, António Ramalho terá pretendido marcar uma reunião com Luís Filipe Vieira, antes de este último ter ido à Comissão Parlamentar de Inquérito às perdas do Novo Banco.

As autoridades suspeitarem assim de uma concertação de posições, que está agora a ser alvo de análise por parte do Banco Central Europeu (BCE).

O Fundo de Resolução, em entrevista ao ECO  explicou que está a aguardar por “desenvolvimentos” do BCE.

António Ramalho ficou de novo no centro do furacão, depois de ter sido apanhado em escutas, no âmbito da investigação judicial a Luís Filipe Vieira, na Operação Cartão Vermelho. Podem revelar-se comprometedoras para o presidente do Novo Banco.

Na apresentação dos resultados anuais, António Ramalho não quis falar muito sobre a auditoria interna feita no banco, mas mostrou-se tranquilo face às suas conclusões e desmentiu, novamente, qualquer proximidade com Luís Filipe Vieira.

Não há nenhuma fotografia minha com Luís Filipe Vieira. Aliás, devo ser dos poucos que não têm uma fotografia com Luís Filipe Vieira”, afirmou.

  ZAP //

2 Comments

  1. Ate Quando os Portugueses vao ter de levar com este Buraco Negro Sugador de Dinheiro e Toda a sua mafia de Fato e Gravata

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.