Afinal, Costa não deixa de fora nenhum cenário para o Novo Banco

Tiago Petinga / Lusa

António Costa e Mário Centeno

António Costa e Mário Centeno

O primeiro-ministro recusou antecipar cenários sobre o Novo Banco e defendeu que o Governo evitou que este banco ficasse agora “entre a espada e a parede”, conseguindo mais um ano de prazo para uma solução.

Novo Banco

Estas posições foram assumidas por António Costa esta terça-feira, no final de uma reunião com o Grupo Parlamentar do PS, depois de interrogado sobre a situação do Novo Banco.

“Este é o tempo que o Banco de Portugal tem para avaliar as propostas que recebeu e tomar as decisões que julgar melhores. Não conhecemos as propostas, mas, quem sabe, até pode haver uma excelente proposta que resolva já, até de uma forma saudável para todos, os problemas relativamente ao Novo Banco”, disse.

Confrontado com declarações proferidas pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, de que o Novo Banco poderia ser alvo de um processo de liquidação caso não seja vendido até agosto de 2017, o líder do executivo invocou a legislação aplicável a este caso e considerou que Mário Centeno afirmou apenas “aquilo que resulta da lei”.

Mas António Costa procurou sobretudo não antecipar cenários relativamente ao Novo Banco, frisando que “agosto de 2017 não é hoje“.

“Estamos em julho de 2016, ponto”, disse.

Questionado se a atuação do Governo, sobretudo na sequência das declarações de Mário Centeno, não está a colocar o Novo Banco entre a espada e a parede, o primeiro-ministro recusou essa perspetiva, contrapondo que quem fez isso “foi quem o quis vender à pressa antes das eleições e desvalorizou-o, fracassando na venda – e quem não tratou sequer de aumentar o prazo disponível para vender o banco”.

“Quem tratou de obter um ano suplementar para que houvesse uma solução para o Novo Banco foi o atual Governo, tendo em vista, precisamente, evitar que ficasse entre a espada e a parede, havendo mais tempo para se encontrarem soluções. Até agora, este Governo não teve qualquer intervenção relativamente ao Novo Banco”, sustentou.

Em relação ao Novo Banco, o líder socialista reiterou a tese do Governo de que nenhuma alternativa é excluída.

“Temos mais um ano, até agosto de 2017, para se apreciar as diferentes soluções alternativas. É prematuro dizer que chegaremos a agosto de 2017 sem qualquer solução. Se assim for, a solução está prevista na lei e não tem nada de novo”, frisou.

Ou seja, insistiu António Costa, “não há nenhuma razão para em julho de 2016 estar-se a antecipar um cenário do que pode acontecer em agosto de 2017, quando ainda há um ano pela frente e há muito trabalho que pode e deve ser feito para encontrar boas soluções para um ativo que é muito importante”.

“O Novo Banco é banco que tem valor, tem clientes, uma rede, funcionários e negócios, e que não deve ser assim desvalorizado”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …

Criança com anemia aplástica grave submetida a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …