Afinal, Costa não deixa de fora nenhum cenário para o Novo Banco

Tiago Petinga / Lusa

António Costa e Mário Centeno

António Costa e Mário Centeno

O primeiro-ministro recusou antecipar cenários sobre o Novo Banco e defendeu que o Governo evitou que este banco ficasse agora “entre a espada e a parede”, conseguindo mais um ano de prazo para uma solução.

Novo Banco

Estas posições foram assumidas por António Costa esta terça-feira, no final de uma reunião com o Grupo Parlamentar do PS, depois de interrogado sobre a situação do Novo Banco.

“Este é o tempo que o Banco de Portugal tem para avaliar as propostas que recebeu e tomar as decisões que julgar melhores. Não conhecemos as propostas, mas, quem sabe, até pode haver uma excelente proposta que resolva já, até de uma forma saudável para todos, os problemas relativamente ao Novo Banco”, disse.

Confrontado com declarações proferidas pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, de que o Novo Banco poderia ser alvo de um processo de liquidação caso não seja vendido até agosto de 2017, o líder do executivo invocou a legislação aplicável a este caso e considerou que Mário Centeno afirmou apenas “aquilo que resulta da lei”.

Mas António Costa procurou sobretudo não antecipar cenários relativamente ao Novo Banco, frisando que “agosto de 2017 não é hoje“.

“Estamos em julho de 2016, ponto”, disse.

Questionado se a atuação do Governo, sobretudo na sequência das declarações de Mário Centeno, não está a colocar o Novo Banco entre a espada e a parede, o primeiro-ministro recusou essa perspetiva, contrapondo que quem fez isso “foi quem o quis vender à pressa antes das eleições e desvalorizou-o, fracassando na venda – e quem não tratou sequer de aumentar o prazo disponível para vender o banco”.

“Quem tratou de obter um ano suplementar para que houvesse uma solução para o Novo Banco foi o atual Governo, tendo em vista, precisamente, evitar que ficasse entre a espada e a parede, havendo mais tempo para se encontrarem soluções. Até agora, este Governo não teve qualquer intervenção relativamente ao Novo Banco”, sustentou.

Em relação ao Novo Banco, o líder socialista reiterou a tese do Governo de que nenhuma alternativa é excluída.

“Temos mais um ano, até agosto de 2017, para se apreciar as diferentes soluções alternativas. É prematuro dizer que chegaremos a agosto de 2017 sem qualquer solução. Se assim for, a solução está prevista na lei e não tem nada de novo”, frisou.

Ou seja, insistiu António Costa, “não há nenhuma razão para em julho de 2016 estar-se a antecipar um cenário do que pode acontecer em agosto de 2017, quando ainda há um ano pela frente e há muito trabalho que pode e deve ser feito para encontrar boas soluções para um ativo que é muito importante”.

“O Novo Banco é banco que tem valor, tem clientes, uma rede, funcionários e negócios, e que não deve ser assim desvalorizado”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …

Trump admite testemunhar no inquérito para a sua destituição

O Presidente dos EUA admitiu, esta segunda-feira, "considerar seriamente" a possibilidade de testemunhar por escrito no inquérito para a sua destituição, que decorre no Congresso. "Embora não tenha feito nada de errado e não goste de …

INE espanhol está a "espiar" telemóveis para estudo estatístico

Um estudo do INE espanhol está a receber duras críticas por alegadamente infringir a privacidade de dados dos cidadãos. O gabinete irá monitorizar os telemóveis dos espanhóis. O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Espanha deu …

Donald Tusk vai presidir o Partido Popular Europeu

O presidente do Conselho da União Europeia (UE) é o único candidato à presidência do Partido Popular Europeu (PPE) e vai suceder no cargo ao francês Joseph Daul. Esta será a primeira vez que um europeu …

EUA. Casal vegan vai ser julgado por homicídio depois da morte do filho de 18 meses

Um casal americano, que segue uma alimentação vegan, vai ser julgado por homicídio depois da morte do filho de 18 meses, por malnutrição. Ambos vão permanecer detidos até à data do julgamento, em dezembro. Segundo noticiou …

Carrinha com 52 migrantes entra em Ceuta após derrubar barreiras fronteiriças

Uma carrinha com 52 migrantes rompeu, esta madrugada, as barreiras fronteiriças entre Marrocos e Espanha para entrar no enclave espanhol de Ceuta, incidente que a Guarda Civil espanhola já está a investigar. A carrinha lançou-se a toda …

Chef que renunciou à estrela Michelin espera sair do Guia em 2020

O chef Henrique Leis, que em julho renunciou à estrela Michelin que o seu restaurante detinha há 19 anos, afirma que o seu "compromisso com a Michelin acabou" e espera não ver renovada a distinção …

Morreu a fadista Argentina Santos

A fadista portuguesa morreu, esta segunda-feira, aos 95 anos de idade. As exéquias realizam-se, a partir das 17h00, na Basílica da Estrela, em Lisboa. A fadista Argentina Santos, que esta segunda-feira morreu aos 95 anos, despediu-se …

Governo apresenta queixa no Ministério Público contra 21 pedreiras

O ministro do Ambiente e da Ação Climática anunciou que 21 pedreiras, de um universo de 185, estão em incumprimento por falta de vedações, exigidas pelo levantamento do Governo, tendo sido apresentada queixa ao Ministério …

Adeus EDP Universal. Vem aí a SU Eletricidade, mas os preços não mudam

A EDP Serviço Universal vai deixar de existir a partir de 15 de Janeiro de 2020. Em seu lugar vai nascer a SU Eletricidade, a nova marca do universo EDP que vai abranger os clientes …