Novo Banco liquidado se não for vendido até agosto de 2017

O Governo informou a Comissão Europeia que “não considera a possibilidade” de realizar uma nova ajuda estatal ao Novo Banco, acrescentando que, se o banco não for vendido até agosto de 2017, entra num processo ordeiro de liquidação.

Novo Banco

No relatório que acompanha as alegações fundamentadas de Portugal no âmbito do processo de apuramento de sanções, enviadas esta segunda-feira a Bruxelas, o executivo liderado por António Costa indica que “o Governo português já expressou ao Banco de Portugal a sua profunda preocupação com o processo de venda, nomeadamente porque o Governo não considera a possibilidade de uma ajuda estatal adicional”.

O Governo sublinha que setor financeiro é “uma prioridade” e compromete-se a “mudar para melhor” o sistema bancário e a “minimizar o uso do dinheiro dos contribuintes”.

Destacando que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Novo Banco são “os dois principais problemas” para resolver, o executivo afirma que, no caso no Novo Banco, a instituição deverá ser vendida até agosto de 2017, quando se cumprem três anos da medida de resolução aplicada ao Banco Espírito Santo (BES) que levou depois à criação do banco de transição, onde ficaram os ativos considerados não tóxicos do ex-BES.

No entanto, escreve que, se o Novo Banco não for vendido até agosto de 2017, “vai entrar num processo ordeiro de liquidação“.

Já em maio, o primeiro-ministro tinha dito que uma eventual alienação por valor baixo do Novo Banco, implicando responsabilidades financeiras elevadas para os participantes no Fundo de Resolução, não poderá contar com qualquer desconto por parte dos contribuintes.

“Independentemente do valor da alienação, as responsabilidades do Fundo de Resolução para com o Estado manter-se-ão. Uma alienação por um valor baixo pode implicar responsabilidades elevadas para os participantes no sistema, mas não contará com qualquer desconto por parte dos contribuintes“, declarou o líder do executivo numa conferência em Lisboa.

Depois do colapso do BES, o Novo Banco foi capitalizado com 4.900 milhões de euros através do Fundo de Resolução bancária. O Estado português entrou com 3.900 milhões de euros neste Fundo e os bancos com os restantes mil milhões.

Este banco de transição tem de ser vendido no máximo até agosto de 2017, depois de a Comissão Europeia ter estendido por um ano a data para a sua alienação.

A instituição teve prejuízos de 980,6 milhões de euros em 2015, justificando mais de metade deste resultado negativo ainda com o legado do BES. Já o resultado operacional (antes de impostos, imparidades e provisões) foi positivo em 125 milhões de euros em 2015.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se o Resultado Operacional foi positivo em 125 milhões deve haver muitos Bancos espanhois interessados em pagar pelo menos esse valor e ficar com o Banco bom. Mesmo que se distraiam, não é preciso vender precipitadamente por “valor baixo”. As propostas aparecerão, tal como as aves de rapina.

  2. Para quem tinha soluções para tudo já falam em liquidação do Banco nada mau, entretanto a restante camaradagem que suporta o governo vão ficando fechados na casca mais ou menos caladinhos.

RESPONDER

PEV também vota contra o Orçamento do Estado para 2022

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) anunciou, esta segunda-feira, que também vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022. Em conferência de imprensa, na Assembleia da República, José Luís Ferreira disse que "o grupo parlamentar …

Governo lamenta decisão do PCP. "Nunca tínhamos ido tão longe como fomos este ano"

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares reagiu, esta segunda-feira à tarde, na Assembleia da República, ao anúncio de voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). Na Assembleia da República, Duarte Cordeiro …

Vulcão Cumbre Vieja lança lava, cinzas e fumo em La Palma

Vulcão de La Palma "no auge da atividade". Derrocada parcial do cone revela grande fonte de lava

Uma derrocada parcial do cone do vulcão da ilha de La Palma, nas Canárias, deixou à vista uma grande fonte de lava, segundo o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan). "Estamos no auge da atividade" do …

Presidente recebeu dose de reforço da vacina contra a covid-19 juntamente com a da gripe

O Presidente da República recebeu, esta segunda-feira, a dose de reforço da vacina contra a covid-19, juntamente com a vacina da gripe. "O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta tarde o reforço (ou terceira dose) …

PCP duvida do "golpe de asa" do Governo. BE estranha a sua "indisponibilidade"

O Partido Comunista anunciou, esta segunda-feira, que vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) na generalidade, juntando-se ao Bloco de Esquerda. "Não acredito em bruxas (...). Nunca faltámos à chamada e procurámos sempre …

"Ou há Orçamento ou avanço para a dissolução da Assembleia da República", diz Presidente

O Presidente da República afirmou, esta segunda-feira, que irá aguardar até ao último segundo da votação do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade e, caso se confirme o chumbo, iniciará logo o processo de …

Portugal regista mais cinco mortes e 313 casos de covid-19

Portugal registou, esta segunda-feira, mais cinco mortes e 313 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 313 novos …

Quase 23 milhões de afegãos vão sofrer insegurança alimentar aguda no inverno

O Programa Alimentar Mundial da ONU alerta para a crise no Afeganistão, afirmando que o país está "entre os piores desastres humanitários do mundo, senão o pior". Cerca de 22,8 milhões de afegãos, mais de metade …

A COP26 ainda não começou, mas parece condenada ao fracasso. Matos Fernandes está "pouco otimista"

Cimeira tem início a 31 de outubro, mas os sinais que chegam não são positivos, com muitos dos líderes e representantes dos principais países a apontar dedos aos que ainda não se comprometeram com metas …

Líder do CDS-PP compara Estado a centro comercial por devolver "míseros cêntimos" do combustível

Líder centrista anunciou que o CDS vai apresentar novamente no Parlamento uma proposta para acabar com o adicional dos produtos petrolíferos — algo que já tinham feito no passado, mas que mereceu o chumbo de …