Valentim foi “obrigado a arrendar” os dois apartamentos

José Coelho / Lusa

Valentim Loureiro, ex-presidente da Câmara de Gondomar

O ex-presidente da Câmara de Gondomar Valentim Loureiro refutou a acusação do Ministério Público de benefício à mãe de dois filhos seus ao arrendar apartamentos desta no Porto para acolher estudantes que a autarquia suportou entre 2001 e 2013.

Em conferência de imprensa em Gondomar, o agora vereador negou a acusação de participação económica em negócio afirmando “não ter feito nada para obter benefício nem beneficiar ninguém”, argumentando que a renda paga pelos dois apartamentos alugados por Deolinda Silva “era uma contrapartida” e que “não havia valores exorbitantes” envolvidos.

No processo do qual disse ter “sido constituído arguido em 2013“, mas que só agora veio a público, Valentim Loureiro afirmou decorrer da geminação, em 2001, entre as cidades de Gondomar e da Praia, em Cabo Verde, que depois avançou para o apoio da câmara “à vinda de dez estudantes (quatro rapazes e seis raparigas) para a Universidade Portucalense”, responsabilizando-se pelo seu alojamento no Porto.

Vincando que a geminação e o apoio aos estudantes foi “aprovado por unanimidade” na autarquia, o agora vereador sem pelouro em Gondomar explicou que os quatro rapazes “ficaram instalados numa casa na Rua Costa Cabral” e que “a dificuldade em encontrar alojamento para as raparigas pelo vereador Pacheco da Silva” fê-lo “ter de intervir para solucionar o problema”.

Dando conta de uma sugestão do primo da mulher com quem na altura “já não mantinha uma relação extraconjugal”, que lhe sugeriu falar com ela “porque tinha dois apartamentos no Porto para alugar”, Valentim Loureiro disse ter “conseguido, a custo, persuadi-la para arrendar a casa às estudantes”, vincando que anteriores tentativas “noutras casas pararam assim que as pessoas souberam ser para africanos”.

“Fui obrigado a arrendar, in-extremis, aqueles dois apartamentos à D. Deolinda”, sustentou Valentim Loureiro, confrontado “no final de outubro de 2001” com a necessidade de “arranjar uma solução” estando a “chegada dos estudantes prevista para 3 de novembro”.

Com o apartamento em Costa Cabral, para os rapazes, “alugado por 120 contos (cerca de 550 euros), os outros, em Nevogilde, “no 1.º e 2.º andar de um prédio”, ficaram à “câmara de Gondomar por 100 contos (cerca de 500 euros) e por 180 contos (cerca de 825 euros)”, Valentim Loureiro disse que a Polícia Judiciária, em relatório posterior, considerou tratarem-se de rendas “dentro do valor de mercado”.

Ainda citando o mesmo relatório, Valentim Loureiro disse que a PJ “comprovou aquando das buscas em outubro de 2013, que os apartamentos não estavam vazios“.

Afirmando-se convencido de que a “carta anónima” que espoletou a investigação “surgiu após em novembro de 2012 ter anunciado durante uma Assembleia Municipal que seria Fernando Paulo e não ele o próximo candidato” do movimento independente à câmara gondomarense, o major questionou a “confiança da procuradora-geral adjunta na PJ”.

No final do seu último mandato como presidente, em outubro de 2013, Valentim Loureiro disse ter instruído a vereadora com o pelouro da Habitação para “transferir os estudantes das casas de Nevogilde – como o número havia diminuído, desde 2006 que não habitavam em Costa Cabral – para casas em Gondomar”, assim cessando uma ligação “com que até o PS concordou quando pediu informações em 2013”, concluiu.

Valentim Loureiro foi eleito presidente da câmara em 1993, pelo PSD, renovando os mandatos em 1997 e 2001.

Em 2005, na sequência do seu envolvimento no processo judicial Apito Dourado, o PSD recusou-lhe o apoio, invocando falta de credibilidade, mas, mesmo assim, Valentim Loureiro acabaria por renovar o mandato em 2005 e 2009, com a lista independente Gondomar no Coração.

Nas últimas eleições autárquicas de 2017, Valentim Loureiro recandidatou-se, mas acabou derrotado pelo PS, conseguindo, contudo, eleger dois vereadores.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este “foi” á tropa (depois do 25A) para ser promovido a major quando tinha sido expulso (o famoso capitão batata) por causa do negócio das batatas e das rações.
    Se fosse eu que mandasse agora chamava-o á tropa e promovia-o a GENERAL.
    Sem margens para dúvidas este é um exemplo a seguir na nossa súcia_dade.

  2. Este e como os outros, corrupto aldrabao,sabem como foi que o boavista ganhou um campeonato? o Valintim loureiro era o presidente da Liga, e o filho presidente do boavista,

RESPONDER

Sobrelotação dos canis leva a aumento de ataques de cães abandonados

A sobrelotação dos canis tem feito aumentar o número de ataques de cães abandonados registados pela GNR. Só os casos registados neste semestre quase superam os valores do ano passado inteiro. Os canis sobrelotados é um …

Nova Zelândia. Enquanto preside a debate parlamentar, presidente dá biberão a bebé

O presidente do parlamento da Nova Zelândia partilhou nas redes sociais, na terça-feira, uma imagem onde aparece a dar biberão ao filho de um colega de partido enquanto presidia ao debate. Trevor Mallard, presidente do Parlamento …

Trump é "narcisista" e "absurdo", dizem governantes. "Não falam assim comigo", responde Presidente dos EUA

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) criticou na quarta-feira o tom "horrível" das declarações da primeira-ministra da Dinamarca, que considerou que a intenção de Donald Trump de comprar a Gronelândia era um "absurdo". "Achei que a …

Se o FC Porto perder na Luz, "adeptos vão pedir a cabeça de Conceição"

Ljubinko Drulovic, antigo jogador do SL Benfica e do FC Porto, disse que caso o FC Porto perca na Luz, os adeptos vão pedir a cabeça de Sérgio Conceição. Em entrevista à Rádio Renascença, o antigo …

"Variações" estreia-se hoje nas salas de cinema portuguesas

O filme de João Maia sobre o músico António Variações, que morreu em 1984, aos 39 anos, protagonizado pelo ator Sérgio Praia, estreia-se esta quinta-feira em cerca de 60 salas de cinema portuguesas. O filme é …

Mais videovigilância e segurança reforçada em bares e discotecas

A nova lei, que entra em vigor esta quinta-feira, alarga a instalação de videovigilância, obriga à contratação de um responsável pela segurança e a um segurança-porteiro em certos pontos dos bares. A partir desta quinta-feira, os bares …

Ordem queixa-se de falta de nutricionistas nas escolas públicas

A Ordem dos Nutricionistas tirou o chapéu à medida de restrição da publicidade em certos alimentos dirigida a crianças, dizendo que é um "passo importante". Contudo, afirma que "o caminho a percorrer ainda é longo". A …

Líder dos vinhos da Bacalhôa deixa grupo de Joe Berardo

Nomeado há um ano administrador delegado na Sociedade da Bacalhôa, Frederico Falcão deixou o grupo de Joe Berardo, investidor e empresário que está no centro da polémica devido às dívidas à banca de mais de …

PSP alerta: cuidado com as burlas com falsos acidentes em Lisboa

A Polícia de Segurança Pública (PSP) alertou esta quinta-feira a população da cidade de Lisboa para um esquema de falsos danos provocados em viaturas com o intuito de burlar os automobilistas. Em comunicado, a PSP explica …

Manifestantes barricam-se em estação de metro de Hong Kong contra polícia antimotim

Centenas de manifestantes barricaram-se ao princípio da noite contra a polícia antimotim numa estação de metro de Hong Kong. Centenas de manifestantes barricaram-se ao princípio da noite contra a polícia antimotim numa estação de metro de …