Plano de vacinação pode prolongar-se até março de 2022. Normalidade pode regressar já no próximo verão

Portugal vai receber 22,8 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 que chegam para imunizar toda a população, mas o processo vai decorrer em três fases, a última das quais poderá prolongar-se até ao primeiro trimestre de 2022.

De acordo com o plano apresentado ontem, a população que não está incluída nos grupos prioritários apenas deverá começar a ser vacinada a partir de Julho de 2021.

Os cidadãos terão que dar o “seu consentimento esclarecido”, depois de serem informados sobre as “precauções”, as “contra-indicações” e a possibilidade de ocorrência de “reações adversas”, ainda que estas sejam “raras ou muito raras”, especifica-se no documento da DGS.

Na primeira fase, que pode ir de Janeiro a Abril, serão vacinadas 950 mil pessoas, incluindo residentes e trabalhadores em lares, pessoas internadas em unidades de cuidados continuados, doentes crónicos a partir dos 50 anos, profissionais de saúde diretamente envolvidos na prestação de cuidados e profissionais das forças armadas e forças de segurança.

Numa segunda fase incluem-se as pessoas a partir dos 65 anos saudáveis, que não residam em lares ou em unidades de cuidados continuados e cidadãos entre os 50 e os 64 anos com outras patologias consideradas menos graves. Esta segunda fase deverá decorrer no segundo trimestre de 2021 mas pode estender-se até Julho.

Finalmente, na terceira fase será imunizada a restante população, mas esta fatia da população só começará, assim, a ser vacinada a partir de Julho.

O primeiro momento de vacinação vai decorrer em exclusivo nos locais onde habitualmente são administradas as vacinas do plano nacional, ou seja, nos os centros de saúde. Estão previstos cerca de 1200 pontos.

Numa fase subsequente, poderá ser necessário uma expansão da rede de pontos de vacinação, admitiu o especialista Francisco Ramos, sem adiantar mais detalhes.

Num cenário otimista, será possível vacinar as 950 mil pessoas da primeira fase até ao final de Fevereiro, o que em media dá 16 mil pessoas por dia (contando com os fins-de-semana).

Toda a operação está dependente do ritmo de abastecimento das doses e a calendarização prevista no plano estende-se até ao primeiro trimestre de 2022. De acordo com o plano, nos primeiros três meses do próximo ano está prevista a chegada de mais de quatro milhões de doses de vacinas, no segundo, serão mais de 7,5 milhões, e no terceiro, quase 8 milhões. Por fim, no último trimestre de 2020 chegarão mais de dois milhões, estando ainda prevista a entrega de mais cerca de 1,5 milhões no primeiro trimestre de 2022.

O plano pode ter que ir sendo ser alterado, uma vez que o ritmo de abastecimento vai depender da aprovação das várias vacinas.

Para garantir uma comunicação eficaz, haverá “um local na Internet” onde poderá ser consultada toda a informação relevante e vão ser criadas linhas telefónicas de apoio à população em geral e para os profissionais de saúde.

Na reunião no Infarmed, na manhã de quinta-feira, os especialistas afirmaram que “a pandemia dá sinais de estabilização” e que o pior já terá passado, por agora. O pico de novos casos foi atingido no dia 25 de novembro, estando o índice de transmissão a nível nacional em 0,99.

Nos internamentos ainda é esperado um aumento e estima-se que haverá, no total, 6500 mortes até ao final do ano.

Os peritos admitem, ainda assim, que no verão será possível começar a retomar a normalidade.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O título deste artico é incongruente: se “até Março de 2020” como é que podemos regressar à normalidade no próximo verão (julgo que referem o verão de 2021) ou estarão a referir-se ao de 2022?

    Vejamos!

    • Caro leitor,
      O regresso à normalidade não implica necessariamente que toda a população nacional ou planetária esteja vacinada. Após uma dada percentagem de população vacinada, a taxa de transmissão do vírus reduz-se para valores que poderão permitir o regresso a (alguma) normalidade.

      • Eu diria mesmo total normalidade. Doenças como o sarampo e outras também não estão totalmente erradicadas. Mas havendo grande parte da população vacinada (muito embora agora haja para aí umas correntes de malucos contra a vacinação) obtém-se uma proteção praticamente total enquanto grupo. E é isso que deverá acontecer no mundo quando 65% a 75% da populaçao estiver vacinada.

Responder a Pedro Cancelar resposta

Maionese está a salvar tartarugas após derrame de petróleo em Israel

Membros do Centro Nacional de Resgate de Tartarugas Marinhas de Israel estão a usar maionese para limpar as vias respiratórias de tartarugas que inalaram petróleo em alto-mar. Israel fechou este domingo as praias mediterrânicas dias após …

Itália investiga empresas de entrega de comida. Há estafetas tratados "como escravos"

Itália está a investigar as empresas de entrega de comida online, com um promotor a lamentar que os estafetas que fazem as entregas, muitos deles imigrantes, são praticamente tratados "como escravos". Procuradores de Milão avançaram que …

O IONIQ 5 é o novo carro elétrico da Hyundai (e é enorme entre eixos)

O ano 2021 vai ser promissor na apresentação e lançamento de carros elétricos no mercado mundial. Algumas marcas, como a Hyundai, têm produtos prontos para serem comercializados. Agora, a marca sul-coreana apresenta o IONIQ 5. Com …

Em Moscovo, qualquer um pode ser vacinado contra a covid-19 (e até ganha um gelado)

Em Moscovo, capital da Rússia, a vacina Sputnik V está disponível gratuitamente a qualquer pessoa que queira ser vacinada desde 18 de janeiro. Os interessados não precisam de agendar a toma e até ganham um …

As abelhas convenceram-nos de que sabiam matemática. Mas mentiram-nos

O novo estudo não significa necessariamente que as abelhas não entendam números, mas sugere que os animais usam propriedades não numéricas para resolver problemas matemáticos. Vários estudos convenceram-nos de que as abelhas são pequenos génios matemáticos: …

Liam Thorpe era prioritário na vacinação contra a covid-19 por ter 6,2 cm. Foi um erro

Liam Thorp, um homem de 32 anos sem comorbilidades, foi incorporado na lista de cidadãos prioritários para a vacinação contra a covid-19 no Reino Unido. Tudo por causa de um erro no sistema, que o registou …

Decisão de Lyon de retirar carne das ementas escolares gera protestos em França

A decisão temporária do presidente da Câmara de Lyon, membro do partido Europa Ecologia - Os Verdes, está a ser recebida com protestos em França. De acordo com o jornal The Guardian, Grégory Doucet decidiu retirar …

Roma 3-1 SC Braga | Minhotos despedem-se na Cidade Eterna

Portugal está sem equipas na Liga Europa 2020/21. O Sporting de Braga deslocou-se a Roma e perdeu por 3-1, terminando a eliminatória dos 16 avos-de-final com um agregado de 5-1, após a derrota por 2-0 …

Desenhe o seu próprio icebergue. Um site diz-lhe se flutua ou se vira

Joshua Tauberer criou um simulador de icebergues com o objetivo de demonstrar que a glacióloga Megan Thompson-Munson estava certa. "Um icebergue alongado não flutuaria de cabeça, mas de lado", disse a especialista na semana passada. A …

Divulgados vídeos que sugerem como poderão ser os primeiros óculos de Realidade Aumentada da Samsung

A Samsung tem falado de óculos de Realidade Aumentada (RA) há anos, tendo recentemente lançado um conjunto básico de óculos de projeção de imagem no palco CES 2020. Porém, nunca tinha sido visto a empresa …