Mais um ex-tesoureiro do PT e outras 13 pessoas arguidos no caso Lava Jato

Leonardo Prado / Agência Câmara

Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores do Brasil

Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores do Brasil

O ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) Paulo Ferreira e outras 13 pessoas foram constituídos arguidos por acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e cartel, no âmbito da Operação Lava Jato.

O juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato, que trata do maior esquema de corrupção da história brasileira, aceitou a denúncia na sexta-feira.

Paulo Ferreira é o terceiro ex-tesoureiro do movimento político do ex-Presidente Lula da Silva e da Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, a tornar-se réu na operação judicial.

Entre os acusados estão também o empreiteiro Léo Pinheiro, da construtora OAS, o lobista Adir Assad e o ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque, preso desde fevereiro do ano passado.

Em causa estão suspeitas de fraudes num contrato para obras no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, no Rio de Janeiro, onde são realizados estudos sobre a exploração de petróleo.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), para que o contrato fosse assinado, as empresas que formavam o consórcio – OAS, a Carioca Engenharia, a Schahin, a Construbras e a Construcap – “ofereceram e efetivamente pagaram mais de 5,6 milhões de euros em subornos”.

O dinheiro, de acordo com a denúncia, era “para funcionários do alto escalão da Petrobras e representantes do Partido dos Trabalhadores (PT), que davam sustentação política a tais funcionários corrompidos”.

Na sua decisão, Sérgio Moro considerou haver “indícios suficientes de autoria e materialidade” contra os acusados.

Paulo Ferreira, que foi secretário de finanças do PT entre 2005 e 2010, também é réu na Operação Custo Brasil – um desdobramento da Operação Lava Jato, que trata de fraudes na gestão de empréstimos consignados no Ministério do Planeamento -, e foi preso preventivamente em junho.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Deixar Bilbau não dá bom resultado (lembra-se da grande equipa de Bielsa?)

Javi Martínez tenta contrariar a tendência dos seus antigos companheiros de equipa no famoso Atlético de Bilbau, que só aceita no seu plantel futebolistas nascidos no País Basco ou com ascendência familiar basca. Javi Martínez, herói …

Tatuagens racistas, saias curtas, cabelos e bigodes estranhos proibidos na PSP

Os polícias que tenham tatuagens com símbolos, palavras ou desenhos de natureza partidária, extremista, racista ou que incentivem à violência têm seis meses para as remover, de acordo com novas normas da PSP que também …

Republicação das caricaturas de Maomé foi o motivo do ataque junto ao Charlie Hebdo

A republicação das caricaturas de Maomé terá estado na origem do ataque junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, confessou o principal suspeito. Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais …

Segunda vaga pode matar menos (mesmo com novos casos a disparar)

Os especialistas acreditam que a segunda vaga de covid-19 em Portugal vai ser menos letal, embora o número de novos casos diários possa vir a ser "muito elevado". Isto porque temos a lição mais bem …

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …