Trump está a “considerar a 100%” recandidatura em 2024

gageskidmore / Flickr

Donald Trump, ex-Presidente dos Estados Unidos

O antigo Presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse que está a “considerar a 100%” concorrer às eleições presidenciais de 2024 e contemplou como possível aspirante a vice-presidente Ronald DeSantis, atual governador da Florida.

Durante uma entrevista à Fox News Business, o republicano Trump afirmou que a fórmula Trump-DeSantis “encanta”, razão pela qual a considerou para a recandidatura à Casa Branca, uma hipótese que está a “considerar a 100%”.

Trump, que acabou o mandato de quatro anos em 20 de janeiro, depois de ser derrotado pelo democrata Joe Biden nas presidenciais de 3 de novembro de 2020, já tinha dito que queria voltar à corrida eleitoral.

“Estou a estudar muito seriamente, mais do que seriamente [a recandidatura], mas por razões legais não quero realmente falar sobre isso agora. É demasiado cedo”, referiu em 20 de abril o conservador.

A viver em Palm Beach, Florida, desde o final de janeiro, Trump recebeu a “peregrinação” de vários conservadores e figuras proeminentes republicanas em Mar-a-Lago, o clube privado que é também a ‘”ase das operações” da família Trump, com vista à conquista de apoio para as próximas eleições legislativas, em 2022, que são, por agora, as prioridades do ex-chefe de Estado, de acordo com analistas republicanos.

Trump apadrinhou a candidatura de DeSantis nas eleições de 2018 e, desde então, o governador da Florida é um dos maiores aliados do magnata.

“Ron” DeSantis foi, em fevereiro, o anfitrião da Conferência de Ação Política Conservadora, em Orlando, Califórnia, na qual foi considerado o candidato predileto às eleições presidenciais de 2024.

O final do mandato de Trump foi atribulado. Desde que os principais órgãos de comunicação social norte-americanos, como, por exemplo, a CNN, o The New York Times ou o The Washington Post, anunciaram as primeiras projeções que apontavam para vitória de Biden, até à confirmação no Congresso do democrata, o percurso foi tumultuoso.

No próprio dia das eleições, 3 de novembro, Trump declarou-se vitorioso e referiu que se o resultado fosse diferente era sinal de que tinha havido fraude eleitoral, perpetrada pelos democratas.

Seguiu-se uma campanha de descredibilização do sistema eleitoral norte-americano, várias ações judiciais que contestavam os resultados – principalmente nos estados com maior número de votos no Colégio Eleitoral e onde Biden venceu – e acusações infundadas de fraude eleitoral, dinamizadas por Trump, pela família do antigo Presidente, pelo advogado “Rudy” Giuliani e pelos apoiantes de Trump.

O “pináculo” deste percurso agitado foi a invasão ao Capitólio, em 6 de janeiro, que visava impedir a confirmação da vitória de Biden no Congresso, impulsionada por Trump, momentos antes do início da tentativa de insurreição, durante um discurso em Washington.

Considerado autor moral deste ataque ao Capitólio, Trump foi alvo de uma segunda processo de destituição, mas sem sucesso.

Investigação a Rudolph Giuliani é “muito injusta”

O ex-Presidente Donald Trump classificou esta quinta-feira a busca domiciliária realizada quarta-feira ao seu antigo advogado pessoal Rudolph Giuliani como “muito, muito injusta”, que elogiou como “o maior mayor da história de Nova Iorque”.

Donald Trump, na mesma entrevista, afirmou que “Rudy Giuliani é um grande patriota” e que as buscas realizadas no apartamento revelam um “duplo padrão”.

“É terrível ver o que se passa no nosso país com a corrupção e os problemas, e eles vão atrás de Rudy Giuliani. É muito triste, na verdade”, acrescentou Trump.

Rudolph Giuliani não fez ainda qualquer declaração, mas publicou uma longa exposição do seu advogado, Robert Costello, na rede social Twitter, que acusa os inspetores de “corrupção de dois pesos e duas medidas”.

Na quarta-feira, o Departamento Federal de Investigação (FBI, na sigla inglesa) dos Estados Unidos executou mandados de busca no escritório e casa de Rudolph Giuliani, que se encontra sob investigação há vários anos por causa dos negócios em que participou na Ucrânia, segundo a agência Associated Press (AP).

Os inspetores do FBI vasculharam o escritório, em Park Avenue, e a casa, em Madison Avenue, de Rudolph Giuliani e apreenderam aparelhos informáticos, confirmou à AP uma fonte ligada à investigação.

Os procuradores federais têm vindo a investigar as atividades de lóbi de Rudolph Giuliani na Ucrânia há meses, assim como a possibilidade de ter interferido com a administração Trump em 2019, em nome de funcionários e empresários ucranianos.

Giuliani foi uma figura central na tentativa de o antigo Presidente encontrar formas de desacreditar o então adversário político na corrida à Casa Branca, o democrata Joe Biden – que venceu as eleições presidenciais de 3 de novembro de 2020 – através da criação de polémicas sobre Hunter Biden, um dos filhos do democrata, atualmente acusado de fraude fiscal pelo Departamento de Justiça.

O The New York Times explicitou que a investigação tem por base uma alegada violação da legislação de lóbi pelo antigo presidente da câmara de Nova Iorque.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Novo (e nono) caso positivo de covid-19 no Euro 2020

Billy Gilmour não vai participar no último jogo da Escócia na fase de grupos, que pode terminar com uma qualificação inédita. Há mais um futebolista infetado pelo novo coronavírus, entre os que foram convocados para a …

Governo britânico estuda isenção de quarentena para vacinados

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira estar a avaliar a possibilidade de isentar de quarentena pessoas totalmente vacinadas contra a covid-19 que cheguem do estrangeiro, mas evitou falar sobre a expansão da “lista …

Ministra da Saúde quer “ganhar tempo” com vacinação para conter variante Delta

A ministra da Saúde admitiu esta segunda-feira que a variante Delta do coronavírus SARS-Cov-2 se tornará dominante em Portugal e disse que a estratégia é acelerar a vacinação contra a covid-19. “O que estamos a assistir …

Pais de bombeiro que morreu relatam vegetação lastimável na EN 236-1

Os pais do bombeiro Gonçalo Conceição, que morreu na sequência de queimaduras nos incêndios de Pedrógão Grande, relataram esta segunda-feira, no Tribunal Judicial de Leiria, que a vegetação junto à Estrada Nacional (EN) 236-1 estava …

Em 2020, nasceram em casa o dobro dos bebés do ano anterior. Mas não existe regulamentação

No último ano, os partos em casa aumentaram para quase o dobro em Portugal. No entanto, esta é uma realidade ainda sem regulamentação e que as seguradoras recusam financiar. Mais de 1100 mulheres optaram por …

Noah brincou e "comportou-se de forma muito normal". Alta hospitalar já foi autorizada

A criança de dois anos e meio que esteve desaparecida mais de 30 horas em Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova, teve esta segunda-feira alta do Hospital Amato Lusitano, disse a diretora clínica daquela unidade hospitalar de …

Espanha. Indultos aos líderes catalães serão aprovados na terça-feira, anuncia Sánchez

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, informou que o conselho de ministros vai aprovar na terça-feira a concessão de indultos aos líderes independentistas catalães, anúncio feito esta segunda-feira, no Grande Teatro do Liceu, em Barcelona. "Amanhã [terça-feira], …

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego recua em maio

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego recuou 1,7% em maio em termos homólogos e 5,1% face a abril, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). De acordo com …

BE quer retirar da fatura elétrica taxa de carbono paga às barragens e eólicas

A coordenadora do Bloco de Esquerda anunciou, em Torres Novas, a apresentação de uma proposta para que os portugueses deixem de pagar taxa de carbono na energia produzida pelas barragens e eólicas, a exemplo do …

"Eternizar" moratórias de crédito "é negativo", defende Centeno

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, defendeu esta segunda-feira que não se pode "eternizar" as moratórias de crédito, concedidas para fazer face aos efeitos da pandemia na economia, e que empresas e …