Biden a seis delegados da Casa Branca. Trump contesta contagem de votos em quatro estados

Sarah Silbiger / Bloomberg Pool by EPA

O candidato democrata Joe Biden venceu no estado norte-americano do Michigan, somando agora 264 delegados ao Colégio Eleitoral, contra os 214 conquistados pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Depois de conquistar o Michigan, o Wisconsin e o Arizona – que a agência noticiosa AP e a emissora norte-americana FOX News dizem que já venceu – Joe Biden precisa agora apenas de manter a liderança no Nevada (6 delegados) para conseguir os 270 delegados e tornar-se o 46.º presidente dos Estados Unidos.

No Nevada, o democrata lidera por uma margem curta e há ainda votos por contar.

O Wisconsin foi, depois do Arizona, o segundo estado norte-americano que Biden “roubou” a Trump, tendo em conta os resultados de 2016. O candidato democrata também arrebatou a Trump o único delegado no segundo distrito do Nebrasca.

O Presidente norte-americano, que nesta quarta-feira falou de fraude quando ainda faltavam contar milhões de boletins de votos, já iniciou, juntamente com a sua equipa jurídica, os procedimentos judiciais necessários para contestar os resultados em pelo menos quatro estados: Pensilvânia, Georgia, Carolina do Norte e Michigan.

Recorrendo à rede social Twitter, Donald Trump referiu-se a uma “enorme quantidade de boletins de voto despejados secretamente” em mesas eleitorais daqueles estados.

A publicação acabou por ser sinalizada por conter informação contestável.

Biden confiante na vitória

Joe Biden, que está também a encurtar a distância para Trump no estado da Pensilvânia, tem-se mostrado confiante na vitória nestas presidenciais.

“Estou confiante de que sairemos vitoriosos. Mas esta não será apenas uma vitória minha. Será uma vitória do povo americano”, escreveu na rede social Twitter.

Biden reunia nestas eleições, ao fim do dia desta quarta-feira, mais 70 milhões de votos, tornando-se o candidato à Casa Branca com o maior número de votos populares.

O recorde anterior pertencia ao antigo Presidente norte-americano Barack Obama, na eleição de 2008, quando recebeu 69,4 milhões de votos (e 365 votos ao Colégio Eleitoral), que lhe garantiram o lugar na Casa Branca, recorda a revista Visão.

Esta é também já a eleição presidencial norte-americana com a maior afluência do último século: aos 70 milhões de votos já contabilizados para o democrata, juntam-se os 67 milhões já ultrapassados por Donald Trump, na mesma hora.

Protestos pela contagem de votos levaram apoiantes de Trump e Biden às ruas nos Estados Unidos: por um lado, há quem fale em fraude e peça que os votos parem de ser contado; do outro lado, os manifestantes exigem que todos os votos sejam contados.

Neste momento, o favoritismo nas eleições recai para Biden, mas nada está ainda fechado e é possível que o vencedor não seja conhecido nesta sexta-feira.

Faltam contar muitos votos em estados que podem ser decisivos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …

Advogados dizem que há questões "pontuais" por resolver no SEF do aeroporto de Lisboa

Responsável pela Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados reveleu que mantém uma "estreita relação e cooperação com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e que o centro de instalação temporária no aeroporto …

EUA "golearam" Europa mas a Europa "humilhou" o Mundo

Vitória clara dos americanos no golfe, mas vitória ainda mais "gorda" dos europeus no ténis. Quem é europeu e gosta de várias modalidades desportivas, teve muito para ver neste fim-de-semana. E terminou com emoções completamente distintas: …

Governo reforça apoios ao setor do turismo com nova linha de crédito

Nova linha de crédito terá 150 milhões de euros destinados às pequenas e médias empresas, tendo como objetivo incrementar a retoma económica. O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital anunciou hoje, em Coimbra, …

Nova Iorque quer usar guarda nacional para substituir trabalhadores de saúde não vacinados

A governadora de Nova Iorque, Kathy Hochul, está a considerar usar a guarda nacional e funcionários médicos de fora do estado para suprir a falta de pessoal de saúde, já que dezenas de milhares provavelmente …

O PSD saiu vitorioso ou derrotado das autárquicas? Depende a quem se perguntar no partido

Resultado conquistado por Carlos Moedas em Lisboa está a ser visto como um autêntico balde de água fria para os possíveis adversários de Rui Rio na corrida à liderança do PSD. Uma semana antes das eleições …

Bruno Fernandes falhou grande penalidade - e Cristiano deve substituí-lo

Médio do Manchester United desperdiçou a oportunidade de dar um ponto à sua equipa, contra o Aston Villa. De repente, o ambiente em Old Trafford mudou. O Manchester United venceu três jogos e empatou um, nos …

A Islândia estava prestes a ter um parlamento de maioria feminina - até à recontagem dos votos

A recontagem dos votos das legislativas de sábado fez com que o número de mulheres passasse de 33 para 30. Mesmo assim, a Islândia mantém-se como um dos países do mundo com maior representação parlamentar …