Tomada de posse: deputados furiosos com Cavaco

Homem de Gouveia / Lusa

O Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva

O Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva

O Presidente da República marcou a tomada de posse do novo Governo para a mesma hora em que se realiza uma sessão plenária na Assembleia, fazendo com que a maioria dos socialistas não possa estar presente na cerimónia.

A tomada de posse do novo Governo de António Costa está marcada para as 16h00 desta quinta-feira com uma cerimónia a realizar-se no Palácio da Ajuda. Até aqui parece estar tudo bem, não fosse o facto de, exatamente à mesma hora, estar a decorrer no Parlamento mais uma sessão plenária.

Face ao agendamento mal calculado da cerimónia, esta decisão está a causar alguma indignação entre os socialistas, já que muitas caras do grupo parlamentar não vão poder estar presentes.

Segundo as informações apuradas pelo Expresso, o próprio presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, não gostou da decisão e vê de forma negativa o facto de a Presidência nem sequer ter tido o cuidado de contactar previamente a Assembleia.

Perante muitas das críticas que se fizeram ouvir, a Presidência da República já reagiu ao incidente e esclareceu que a cerimónia e o seu respetivo agendamento não foram impostas por ninguém mas sim marcadas com o próprio líder socialista.

“O Presidente marcou a data e a hora da tomada de posse do Governo durante a reunião que teve com António Costa e como se compreende, certamente, com o acordo do próprio”, disse fonte oficial de Belém.

Para tentar arranjar uma solução, o Partido Comunista terá mesmo sugerido que a sessão parlamentar começasse só depois da tomada de posse mas o atual Presidente da Assembleia terá recusado essa hipótese.

De acordo com o mesmo jornal, Ferro Rodrigues considera que não tem de ser a Assembleia a mudar o seu funcionamento, uma vez que a agenda está marcada há muito tempo e também porque é sabido por todos que às quintas à tarde se realizam sessões plenárias deste género.

Face a esta sugestão, segundo o Público, o PS não levantou “obstáculos” e também o PSD transmitiu “abertura” para qualquer decisão. Pelo contrário, do lado do CDS ninguém foi contactado para dar a conhecer o seu parecer.

“Ninguém nos falou. (…) Mas, também, já não é comigo, este Governo não é o meu“, disse o líder parlamentar Nuno Magalhães.

Em causa está um debate no qual serão discutidas as medidas extraordinárias apresentadas pelo PS e as propostas da esquerda para que as mulheres possam ter acesso a técnicas de procriação medicamente assistida.

Confusões à parte, ainda não será desta que os protagonistas dos três partidos do acordo à esquerda, PS, BE e PCP, estarão reunidos. Isto porque Jerónimo de Sousa não vai estar presente, tendo sido substituído pelo líder parlamentar João Oliveira.

Por outro lado, Catarina Martins já confirmou presença e vai estar acompanhada de uma comitiva na qual constam Pedro Filipe Soares, presidente do grupo parlamentar e o deputado José Manuel Pureza.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. O homem além de já estar meio “balhelhas” esta ressabiado por ter que indigitar um primeiro ministro de quem não gosta. Se fosse o Coelho até ovinhos da páscoa o srº Silva levava para oferecer.
    Como presidente “de todos os portugueses” deixa muito a desejar.

  2. Este gabarito de presidente está mais que caótico. A idade afeta-nos a todos embora mais a uns que a outros, chama-se a isto ” asqueroso cerebral “.

    • Quem não lê a noticia toda, ou tem dificuldade em interpretar o que lê, só consegue fazer comentários despropositados, pois se o agendamento foi efectuado em conjunto com o AC, que mais se pode dizer?

  3. Não percebo porque é que este pessoal da direita liberal e ultra conservadora se preocupa tanto com o PS e com o governo de esquerda, se é assim táo inviavel e de duração tão curta, deveriam estar descansados, ou terão medo de estes fazerem melhor que os troikistas que nos governaram e o povo perceber o quanto tem andado enganado ao votar nos lobos que nos desgovernaram (governaram-se a eles e bem).

    • As suas palavras são sábias. De facto o Sr. Costa começa em grande. Muitos boys e girls, ou seja muitos Ministros e Secretários. À grande !!! Como diz e muito bem este governo vai durar pouco, resta é saber quais vão ser os estragos que irão fazer em tão pouco tempo. Gastar é facil, o dificil é poupar.
      Mas não me parece que o Sr. Costa esteja muito preocupado com isso. Como diz o povo: ” Quem vier atrás que feche a porta ”.

  4. É a ver estes comentários que inevitavelmente tenho de concluir que há pessoas mesmo burras! Sem ofensa aos burros.. mas.. há mesmo!

    Mas afinal não diz o artigo que foi o Costa a agendar a dita “coisa” ??

    “…Perante muitas das críticas que se fizeram ouvir, a Presidência da República já reagiu ao incidente e esclareceu que a cerimónia e o seu respetivo agendamento não foram impostas por ninguém mas sim marcadas com o próprio líder socialista.

    “O Presidente marcou a data e a hora da tomada de posse do Governo durante a reunião que teve com António Costa e como se compreende, certamente, com o acordo do próprio”, disse fonte oficial de Belém.
    …”

    … mas sou eu que estou a ler mal… ou quem fez a asneira foi o Costa? O Cavaco está velho mas não está charlupas…

  5. E o governo já tomou posse e a vida continua… E a procriação medicamente assistida também há-de ter o seu seguimento seguimento… e a vida continua com ou sem polémica!

RESPONDER

Estudo mostra que é seguro misturar vacinas, mas DGS quer mais detalhes

O novo estudo dá indicações sobre a segurança da administração de vacinas de marcas diferentes – uma das opções possíveis em Portugal para o meio milhão de pessoas com menos de 60 anos que receberam …

Romualda Fernandes - PS

"Erro" ou "canalhice"? PS exige desculpas da Lusa pela forma como identificou deputada

A Lusa está no olho do furacão depois de um jornalista da casa ter identificado a deputada do PS Romualda Fernandes como "Preta" numa peça que acabou por ser replicada em vários jornais online. O …

Estudo mostra que o navio Mary Rose tinha uma tripulação multiétnica

A análise dos restos mortais de parte da tripulação do navio de guerra Mary Rose, o favorito do rei Henrique VIII de Inglaterra, mostra a diversidade que já existia no período Tudor. O navio de guerra …

Hulk marcou num jogo que foi interrompido... cinco vezes

Muitas pausas na partida entre América de Cali e Atlético Mineiro. Protestos na Colômbia também afetaram o jogo Atlético Nacional-Nacional. Grupo H da Taça Libertadores, quarta jornada. Em Barranquilla, América de Cali e Atlético Mineiro entraram …

Festa leonina, OE e política. Marcelo poupa Cabrita, mas não põe de lado uma remodelação

Em entrevista à RTP, a primeira deste mandato, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, poupou Cabrita, culpou os adeptos pelo que se passou nos festejos do Sporting, sublinhou que acredita que o Orçamento …

Governo prometeu a Bruxelas reforma de serviços do Estado. Sindicatos não sabiam

O Governo prometeu a Bruxelas arrancar com uma “reforma funcional e orgânica da administração pública (AP)” sob pena de não receber os cheques da bazuca europeia. “A reforma iniciar-se-á no segundo trimestre de 2021, com a …

Implante neural permite que pessoas paralisadas escrevam. Basta imaginar as letras

Pela primeira vez, uma equipa de investigadores descodificou os sinais neurais associados à escrita de letras e, em seguida, exibiu versões digitadas dessas letras em tempo real. Quando uma lesão ou doença priva uma pessoa da …

Presidente do PSD Oeiras demite-se depois de Rio rejeitar apoiar Isaltino Morais

O presidente da Comissão Política do PSD de Oeiras, estrutura que declarou apoio à candidatura do independente Isaltino Morais à liderança do município, demitiu-se, conforme anunciou esta quinta-feira o próprio, depois de a Comissão Política …

Revolta nas Forças Armadas. Ramalho Eanes entre os 28 ex-chefes militares contra reforma Cravinho

Vinte e oito ex-chefes de Estado-Maior dos três ramos, incluindo o general Ramalho Eanes, assinaram uma carta a contestar o processo da reforma das Forças Armadas em curso e apelaram a um debate alargado à …

Israel reforça presença militar na fronteira com Gaza. "Última palavra ainda não foi dita"

O Exército israelita tinha anunciado, esta quinta-feira à noite, que os seus soldados tinham entrado na Faixa de Gaza. Depois veio negar essa informação, atribuindo a confusão a um problema de "comunicação interna". Na noite desta …