Tecnologia usada na Lua adaptada para encontrar bombas antigas na Terra

Uma tecnologia usada na Lua para detetar crateras de meteoros foi adaptada para encontrar crateras de bombas por explodir no Camboja.

Durante a Guerra do Vietname, os Estados Unidos lançaram cerca de 3 milhões de bombas no Camboja, embora muitas delas não tenham explodido e, ainda hoje, continuem enterradas no país. Isto pode ser muito perigoso caso uma delas seja detonada acidentalmente.

No entanto, um novo modelo de inteligência artificial, que utiliza imagens de satélite de alta resolução, pode acelerar a procura destas bombas e salvar vidas, escreve o Inverse.

Um estudo publicado, esta semana, na revista científica PLOS One, explica como os investigadores criaram um algoritmo para detetar automaticamente estas crateras nas imagens de satélite. Basicamente o que os investigadores fizeram foi ajustar um modelo que diagrama crateras de meteoros na Lua para identificar bombas na Terra.

Os cientistas explicam que as crateras de bombas passam por vários níveis de erosão, ao contrário das crateras de meteoros. Além disso, as crateras de bombas são relativamente mais pequenas, tendo entre 3 e 12 metros de diâmetro. Isto faz com que sejam mais difíceis de encontrar do que as crateras de meteoros, que podem ter 3.000 metros de diâmetro.

Para piorar a situação, as crateras de bombas podem apresentar uma forma irregular e incomum devido à erosão e a outros fatores. Os investigadores tiveram de adaptar a tecnologia utilizada na Lua para ter em consideração esta diferença.

Ainda assim, o Inverse explica que o método acusava alguns falsos positivos. Como tal, foi necessário analisar as imagens de satélite usando o conhecimento base de características comuns em crateras de bombas de forma a excluir os falsos positivos.

Com este novo modelo, os autores do estudo alegam que a eficácia da deteção de crateras de bombas aumentou 160%. Esta tecnologia pode ser de extrema importância para as sete organização a trabalhar atualmente para encontrar bombas e minas por explodir no Camboja.

Angola é também um país muito afetado pelo problema das minas por explodir, com cerca de 1.220 áreas do seu território com este tipo de artefactos explosivos. O país precisa de 269,7 milhões de euros para se ver livre de minas até 2025.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. “… as crateras de bombas são relativamente mais pequenas, …”
    Sério mesmo que escreveram mais pequenas? Falhas assim acabam com a credibilidade da informação apresentada. 😮

    • Falha?
      Onde?
      Em Português, “mais pequenas” está completamente correcto!!
      Se não sabes Português, que moral tens para vir a um site português tentar “corrigir” como se escreve em Portugal?
      Será que os americanos também vão a sites ingleses tentar ensinar Inglês ao ingleses?!

Não são só os lagartos. Os jacarés também são capazes de regenerar a sua cauda

Os jovens jacarés americanos (Alligator mississippiensis) têm a capacidade de regenerar as suas caudas até 18% do comprimento total do seu corpo, concluiu uma nova investigação da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos. "O que …

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …