Tecnologia usada na Lua adaptada para encontrar bombas antigas na Terra

Uma tecnologia usada na Lua para detetar crateras de meteoros foi adaptada para encontrar crateras de bombas por explodir no Camboja.

Durante a Guerra do Vietname, os Estados Unidos lançaram cerca de 3 milhões de bombas no Camboja, embora muitas delas não tenham explodido e, ainda hoje, continuem enterradas no país. Isto pode ser muito perigoso caso uma delas seja detonada acidentalmente.

No entanto, um novo modelo de inteligência artificial, que utiliza imagens de satélite de alta resolução, pode acelerar a procura destas bombas e salvar vidas, escreve o Inverse.

Um estudo publicado, esta semana, na revista científica PLOS One, explica como os investigadores criaram um algoritmo para detetar automaticamente estas crateras nas imagens de satélite. Basicamente o que os investigadores fizeram foi ajustar um modelo que diagrama crateras de meteoros na Lua para identificar bombas na Terra.

Os cientistas explicam que as crateras de bombas passam por vários níveis de erosão, ao contrário das crateras de meteoros. Além disso, as crateras de bombas são relativamente mais pequenas, tendo entre 3 e 12 metros de diâmetro. Isto faz com que sejam mais difíceis de encontrar do que as crateras de meteoros, que podem ter 3.000 metros de diâmetro.

Para piorar a situação, as crateras de bombas podem apresentar uma forma irregular e incomum devido à erosão e a outros fatores. Os investigadores tiveram de adaptar a tecnologia utilizada na Lua para ter em consideração esta diferença.

Ainda assim, o Inverse explica que o método acusava alguns falsos positivos. Como tal, foi necessário analisar as imagens de satélite usando o conhecimento base de características comuns em crateras de bombas de forma a excluir os falsos positivos.

Com este novo modelo, os autores do estudo alegam que a eficácia da deteção de crateras de bombas aumentou 160%. Esta tecnologia pode ser de extrema importância para as sete organização a trabalhar atualmente para encontrar bombas e minas por explodir no Camboja.

Angola é também um país muito afetado pelo problema das minas por explodir, com cerca de 1.220 áreas do seu território com este tipo de artefactos explosivos. O país precisa de 269,7 milhões de euros para se ver livre de minas até 2025.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. “… as crateras de bombas são relativamente mais pequenas, …”
    Sério mesmo que escreveram mais pequenas? Falhas assim acabam com a credibilidade da informação apresentada. 😮

    • Falha?
      Onde?
      Em Português, “mais pequenas” está completamente correcto!!
      Se não sabes Português, que moral tens para vir a um site português tentar “corrigir” como se escreve em Portugal?
      Será que os americanos também vão a sites ingleses tentar ensinar Inglês ao ingleses?!

RESPONDER

Pedro Proença acredita que "vai ser possível jogar na presente temporada"

O Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) admitiu, esta terça-feira, a possibilidade de realizar jogos à porta fechada e ainda esta temporada. Em entrevista à rádio TSF, Pedro Proença disse acreditar que ainda "vai …

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra e ao Algarve" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa. O primeiro-ministro recomenda também aos emigrantes que não venham …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …