Tancos. Arguido admite que mentiu sobre a chamada anónima que levou às armas roubadas

Paulo Novais / Lusa

Militares à entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

O major Pinto da Costa admitiu ter mentido ao Ministério Público ao dizer que as armas tinham sido descobertas graças a uma chamada anónima.

O julgamento do caso do assalto a Tancos retomou nesta segunda-feira com a audição do major Pinto da Costa e do seu adjunto na PJ Militar do Porto, sargento Lage de Carvalho. Foi este segundo que, em resposta ao coletivo de juízes do Tribunal Judicial de Santarém, disse que “isto é tudo muito virtual”, referindo-se à acusação de que é alvo.

O major Pinto da Costa, por sua vez, reiterou que os resultados da investigação colhidos no terreno pelos inspetores da Polícia Judiciária Militar (PJM) eram transmitidos não só ao então diretor-geral da PJM, o coronel Luís Vieira, como também ao diretor da investigação criminal, o coronel Manuel Estalagem.

De acordo com o jornal Público, o major disse ainda que outras pessoas sabiam que decorriam diligências junto de um informador, nomeadamente o tenente-coronel Donato Tenente e o capitão João Bengalinha.

Pinto da Costa assume que mentiu ao Ministério Público ao dizer que as armas tinham sido descobertas graças a uma chamada anónima, mas garante que o fez para não desautorizar as chefias.

“Quando um Diretor-Geral dá a ordem, eu não digo ‘não’. Andei, por determinações superiores, a fazer diligências para apurar o máximo de informações sobre Tancos”, disse o arguido.

O Ministério Público entende que esse esquema permitiria recuperar o armamento furtado através do informador e suspeito do assalto João Paulino em troca da promessa de que ele e os seus cúmplices não seriam perseguidos judicialmente.

Ambos os arguidos falaram ainda do impacto do processo nas suas vidas. Lage de Carvalho disse que falar do assunto implicava sempre deixar escapar alguma “emotividade” e Pinto da Costa disse que o processo o afeta pessoalmente “e é de uma injustiça tão grande”.

“Nós, inspetores, atuamos com autonomia ao nível tático, ou seja, vamos fazer isto ou aquilo [no terreno]. Para serem feitas, vigilâncias ou interceções teriam que ser pedidas superiormente”, afirmou ainda Pinto da Costa.

Carlos Melo Alves, defensor do arguido João Paulino, questionou o porquê de não ter havido vigilâncias, mantendo-se da opinião de que os inspetores que usaram o autor confesso do furto como informador sabiam quem ele era ou, pelo menos, deveriam ter procurado saber.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. um militar cumpre sempre ordens superiores, é isso que lhe ensinam.
    mas ainda não percebi, entre outra coisas, qual o objectivo do roubo: era p/vender? a quem? ou queriam fazer um golpe de Estado?

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …