Suspeitos no desaparecimento de jornalista são próximos do príncipe saudita

Erdem Sahin / EPA

Segundo as autoridades turcas, cinco dos 15 envolvidos no desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi são próximos do príncipe herdeiro da Arábia Saudita.

Os cinco suspeitos envolvidos no homicídio do jornalista Jamal Khashoggi fazem parte do grupo de quinze funcionários sauditas que chegaram em dois aviões à Turquia horas antes de o jornalista desaparecer a 2 de outubro no consulado da Arábia Saudita, em Istambul, na Turquia.

Um dos suspeitos, Maher Abdulaziz Mutreb, é companheiro regular do príncipe nas suas viagens ao exterior, enquanto outros três envolvidos também fazem parte do círculo de segurança de Mohamed bin Salman. Já o quinto elemento é médico forense do Ministério do Interior da Arábia Saudita, cuja suposta relação não é detalhada pelo New York Times.

Segundo alguns meios de comunicação turcos e norte-americanos, Ancara tem gravações vídeo e áudio que provam que Khashoggi foi morto na sede diplomática.

Na terça-feira, Donald Trump, Presidente norte-americano, criticou a crescente condenação global da Arábia Saudita no caso do desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi. Trump afirmou que o rei saudita Salman e o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman negaram que sabiam o que tinha acontecido a Khashoggi quando este entrou no consulado no início deste mês.

Já o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse também na terça-feira que a Arábia Saudita fez um “compromisso sério” para responsabilizar líderes e dirigentes neste caso. Mike Pompeo esteve na Arábia Saudita para reunir com o príncipe herdeiro e fez a declaração depois de encontros com a liderança saudita.

No encontro, o monarca saudita comprometeu-se a levar a cabo uma investigação “completa, transparente e oportuna” sobre o desaparecimento de Khashoggi, jornalista crítico do regime de Riade cujo paradeiro se desconhece desde o dia 2 de outubro, dia em que foi visto a entrar no consulado da Arábia Saudita em Istambul.

Uma fonte turca disse esta terça-feira à estação televisiva CNN que o corpo de Jamal Khashoggi foi desmembrado depois de ter sido assassinado. A estação de televisão norte-americana avançou que o Presidente Erdogan afirmou que os investigadores turcos estavam a analisar materiais “tóxicos” e “pintados”.

Um oficial da polícia turca disse esta terça-feira à imprensa, sob condição de anonimato, que durante as buscas foram encontradas provas de que o jornalista foi morto no consulado. Na segunda-feira, ainda segundo a CNN, a Arábia Saudita deverá admitir que Khashoggi morreu no consulado, durante um interrogatório que correu mal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Legislação vai apertar o cerco à publicidade de alimentos para crianças

A partir de outubro, a publicidade dirigida a menores de 16 anos vai sofrer alterações significativas: bolachas e leites achocolatados, 90% dos cereais de pequeno-almoço e 72% dos iogurtes no mercado não vão ser publicitados …

Sequestrador de autocarro no Rio de Janeiro estava em surto psicótico

O jovem de 20 anos que foi morto na terça-feira após sequestrar 37 pessoas num autocarro no Estado brasileiro do Rio de Janeiro estava em "surto psicótico", segundo a psicóloga que acompanhou a missão no …

200 ex-deputados indianos vão ter de deixar os bungalows de luxo onde vivem

Os deputados indianos que perderam os seus lugares nas recentes eleições enfrentam um novo problema: têm de sair rapidamente das casas oficiais onde vivem. As habitações, na maioria bungalows de luxo numa zona privilegiada de Nova …

Caracas novamente às escuras. Apagão afeta mais 11 estados da Venezuela

Um apagão deixou na terça-feira a cidade de Caracas e outros 11 estados do país parcialmente às escuras. Segundo as rádios locais e internautas, o apagão afetou o Distrito Capital, Miranda, Zúlia, Yaracuy, Guárico, Barinas, …

Londres deixa de participar na maior parte das reuniões da UE a partir de 1 de setembro

Os representantes britânicos vão deixar de participar na maior parte das reuniões da União Europeia (UE) a partir de 01 de setembro, estando presentes somente nas que "dizem respeito ao interesse nacional", afirmou esta terça-feira …

Berardo escapou ao boicote. Vinhos da Bacalhôa no top dos mais vendidos em Portugal

Apesar dos boicotes promovidos a Joe Berardo após as suas polémicas declarações na Comissão Parlamentar de Inquérito à gestão da Caixa Geral de Depósitos, os vinhos da Bacalhôa, empresa de Azeitão de que o empresário …

Maré de algas invadiu praias do Algarve

Além de a água do mar mais fria do que o habitual, as praias foram invadidas por algas. O fenómeno natural causou estranheza e preocupação entre os banhistas, mas não existem riscos para a saúde. No …

Há livrarias a recusar vouchers de manuais gratuitos por falhas no pagamento do Estado

Algumas livrarias estão a enfrentar problemas financeiros com a entrega dos manuais escolares gratuitos que, neste ano, foram alargados até ao 12.º ano. Tudo devido a atrasos no pagamento dos reembolsos do Estado. Nalguns casos, …

Renato Sanches pode estar de saída do Bayern. "Está tudo em aberto"

O médio português voltou a expressar desagrado com a falta de tempo de jogo no Bayern Munique e o Lille poderá estar interessado na sua contratação. Renato Sanches voltou a expressar desagrado com a falta de …

De Chaves a Faro. Costa vai percorrer o país de lés a lés para "ganhar novas forças"

Com as eleições legislativas a aproximarem-se, António Costa comprometeu-se a percorrer os mais de 700 quilómetros da Estrada Nacional 2 durante as próximas semanas. António Costa já começou a preparar a campanha para a corrida às …