Segurança Social paga taxas de justiça de Rui Rangel. Juiz alega que não tem dinheiro

António Pedro Santos / Lusa

O ex-juíz desembargador Rui Rangel

Rui Rangel, ex-desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa, pediu apoio à Segurança Social para pagar as taxas de justiça, alegando que, como foi despedido, não tem dinheiro para as suportar. O ex-magistrado é o principal arguido da Operação Lex.

Acusado de 21 crimes, entre os quais corrupção, fraude fiscal e falsificação de documentos, Rui Rangel está a receber o apoio da Segurança Social para pagar as taxas de justiça que lhe cabem no âmbito da Operação Lex.

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã (CM) que cita um documento do Supremo Tribunal de Justiça onde “a Segurança Social informa que o requerimento do ex-desembargador [no sentido de receber apoio judicial] foi aceite no final de Janeiro“.



O CM nota que Rangel alegou que “foi despedido em Junho do ano passado e que neste momento não aufere qualquer rendimento”. Portanto, argumenta que não tem dinheiro para as taxas de Justiça.

Entretanto, Rui Rangel terá que continuar a pagar os honorários do seu advogado, João Nabais, que é um dos mais conhecidos da praça.

Rui Rangel é suspeito de ter recebido “luvas” de um milhão de euros em troca de decisões judiciais favoráveis.

O ex-magistrado é um dos 17 arguidos da Operação Lex que implica ainda a ex-mulher de Rangel, a também ex-magistrada Fátima Galante, o antigo presidente da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, entre outros.

A tese do Ministério Público (MP) é que Rangel vivia à custa dos alegados subornos que recebia, uma vez que mantinha uma vida de luxo que não seria compatível com o ordenado de três mil euros que tinha como juiz desembargador.

Em 2020, o Supremo Tribunal de Justiça pediu o arresto de imóveis, carros e contas bancárias de Rui Rangel e da ex-mulher como forma de garantir a existência de bens para suportar o eventual pagamento da indemnização cível de 1 milhão de euros que é pedida pelo MP.

No final de 2019, Rui Rangel foi demitido da magistratura devido ao seu envolvimento na Operação Lex.

  ZAP //

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. Este ainda há pouco tempo tinha o seu espaço de comentários num canal televisivo e não só. Falam em controlo de massas ? Aí têm um dos seus intervenientes. Resta saber a razão para que a comunicação social dê espaço a esta gente no formato de comentadeiros. Continuem a acreditar nos “mais que mentes”, nos portas e outros tantos que tanto gostam de criar opinião…

  2. Há pessoas que não têm um pingo de vergonha na cara, que por se saberem mexer, acham que tudo é válido.
    Eu ofereço- me para pagar as referidas custas de tribunal na condição de que esse senhor me contacte pessoalmente para pedir tall ajuda.
    Ratos de esgoto!

    • O problema é que quem lhe paga as taxas de justiça são os que realmente trabalham neste país. Que indecência! Ainda se admiram de partidos como Chega começar a ter votos que Deus nos Livre!

  3. Quantos favores não terá feito esses Rangel, a João Nabais. Parece que só assim ganhou vários processos e ganhou fama, mas sem mérito.

  4. Já não há vergonha nem remédio para este país, que não seja inocular com estrequenina gente como esta e a quem lhes dá proteção (são iguais)!

  5. Não pode dizer porque este é do mesmo clubismo, é assim que os políticos fracassam sempre com falta de frontalidade e imparcialidade!

  6. Se ele não tem dinheiro quem é que tem? O Ordenado de um Juiz, segundo me informaram, é superior ao do Primeiro ministro. Peçam ao Rui Pinto para investigar para onde ele enviou os rendimentos.

  7. Não o gasta-se roubou imenso devia dár para tudo, filh da ..ta, estuda-se como Sócrates olha para ver se ele não roubo o suficiente para advogados e farinha…..

  8. Onde é que o ZAP foi obter a notícia de que um juiz desembargador com a idade dele ganha 3 mil euros? O ordenado é muito maior e de cerca de 7 mil euros brutos.

RESPONDER

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …