Sócrates recusa prisão domiciliária com pulseira eletrónica

José Goulão / Flickr

Ex-primeiro ministro e líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro ministro e líder do PS, José Sócrates

O ex-primeiro-ministro José Sócrates recusou hoje a proposta do Ministério Público para ficar a aguardar o desenrolar da “Operação Marquês” em prisão domiciliária, com vigilância eletrónica.

“Agora, o Ministério Público propõe prisão domiciliária com vigilância eletrónica, que continua a ser prisão, só que necessita do meu acordo. Nunca, em consciência, poderia dá-lo“, responde José Sócrates, numa carta a que a SIC teve hoje acesso.

A medida de prisão domiciliária com pulseira electrónica exige a aceitação por parte do arguido, lembra o DN, citando a Lei 33/2010, que frisa que “a vigilância electrónica depende do consentimento do arguido ou condenado”.

A decisão de José Sócrates foi comunicada aos advogados Pedro Delille e João Araújo, que esta segunda-feira o visitaram na prisão de Évora e com quem esteve reunido durante cerca de três horas.

Sócrates encontra-se preso preventivamente há mais de seis meses, depois de ter sido constituído arguido por indícios de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Com esta decisão, o ex-primeiro-ministro continua para já em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Évora.

Esta terça-feira, o juiz Carlos Alexandre irá decidir se Sócrates se mantém em prisão preventiva ou se pode passar para prisão domiciliária sem pulseira electrónica.

Abaixo, a declaração de José Sócrates divulgada pela SIC.

“DECLARAÇÃO

A minha prisão constituiu uma enorme e cruel injustiça. Seis meses sem acusação. Seis meses sem acesso aos autos. Seis meses de um furiosa campanha mediática de denegrimento e de difamação, permitida, se não dirigida, pelo Ministério Público. Seis meses de imputações falsas, absurdas e, pior – infundamentadas, o que significa que o Ministério Público não as poderia nem deveria fazer, por não estarem sustentadas nem em indícios, nem em factos, nem em provas. Seis meses, enfim, de arbítrio e de abuso.

Aqui chegados, que cada um assuma as suas responsabilidades. A minha prisão foi uma violência exercida injustamente contra mim, mas foi-o de forma unilateral – foi-me imposta. Esse acto contou sempre com o meu protesto e o meu repúdio; nunca com o meu silêncio e muito menos com o meu assentimento. Agora, o Ministério Público propõe prisão domiciliária com vigilância electrónica, que continua a ser prisão, só que necessita do meu acordo. Nunca, em consciência, poderia dá-lo.

Por outro lado, não posso ignorar – nem pactuar – com aquilo que, hoje, para mim, está diante dos olhos: a prisão preventiva usada para investigar, para despersonalizar, para quebrar, para calar, para obter sabe-se lá que “confissões”. Também não ignoro – nem pactuo – com a utilização da prisão domiciliária com vigilância electrónica como instrumento de suavização, destinado a corrigir erros de forma a parecer que nunca se cometeram. Estas “meias-libertações” não têm outro objetivo que não seja disfarçar o erro original e o sucessivo falhanço: depois de seis meses de prisão, nem factos, nem provas, nem acusação.

Meditei longamente nesta decisão, no que ela significa de sacrifício pessoal e, principalmente, no sacrifício que representa para a minha família e para os meus amigos, que têm suportado esta inacreditável situação com uma extraordinária coragem. Todavia, o critério de decisão é simples – ela tem que estar de acordo com o respeito que devo a mim próprio e com o respeito que devo aos cargos públicos que exerci. Nas situações mais difíceis há sempre uma escolha. A minha é esta: digo não”.

José Sócrates

ZAP / Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. … Da carta e do erário público
    Ainda que não se apresente a vestir a pele de “mártir político”, tem estômago… Domiciliária “vigiada” (polícia à porta!) … Opção eventualmente mais cara (disponibilidade de argolas e custos de vigilância mais em conta) parcialmente compensada pela perda da pensão completa!

  2. “…utilização da prisão domiciliária com vigilância electrónica como instrumento de suavização, destinado a corrigir erros de forma a parecer que nunca se cometeram.” ou “Nas situações mais difíceis há sempre uma escolha. A minha é esta: digo não”. Histriónico… À Hugo Chaves… Melodramático, teatral…

  3. Como é possível este chorrilho se, conforme consta, ao arguido ainda não foi facultado (para consulta) o acesso ao processo?

  4. Grande dignidade! Ainda há Homens que sabem enfrentar com coragem a (in)justiça!
    Merecem aplausos e louvores.

    Joana

  5. ANA MESMA, Sociedade Unipessoal
    Centro Nacional de Estudos e Formação Alienação vs Alucinação
    CNEFAA
    informa:
    Está prevista, para ainda hoje, uma emissão particular de obrigações dirigida em exclusivo aos residentes do bairro no café INDRÓMINAS, com o valor facial de 0,50€ com vencimento previsto “ad eternum” tendo em vista a publicação de outros “out doors” 4 x 2 m fora de Lamego.

  6. Não se conhecem pontos da acusação e usam “grande” a soar a superlativo… Mais casos de mera boca no bico do trombone.

RESPONDER

Descobertas inscrições neolíticas com símbolos da realeza egípcia

Uma missão arqueológica do Ministério de Antiguidades de Egito descobriu perto da cidade de Assuão, no sul do país, as primeiras inscrições reais que remontam ao período neolítico. Este período começou há 12 mil anos e …

Já sabemos qual é o segredo para superar a inveja

De acordo com uma investigação recente, temos mais inveja da experiência de uma determinada pessoa antes de ter acontecido do que depois de já ter passado. O segredo está no tempo. Pesquisas anteriores mostraram que os …

Holanda é a vencedora da 64.ª edição da Eurovisão

A Holanda, que venceu pela última vez há 44 anos, foi o país que obteve maior pontuação (492 pontos), atribuída pelos espetadores de cada país e pelos júris nacionais dos 41 países que participaram na …

Primavera em Plutão: uma análise ao longo de 30 anos

Sempre que passa em frente de uma estrela, Plutão fornece informações preciosas sobre a sua atmosfera, preciosas porque as ocultações de Plutão são raras.  A investigação realizada por investigadores do Observatório de Paris, ao longo …

Os carros voadores podem fazer parte do transporte público de Paris em 5 anos

A operadora de transportes públicos RATP, que administra os serviços de autocarros, elétricos e metros em Paris, anunciou a sua parceria com a companhia aérea europeia Airbus para "estudar a viabilidade" de incorporar veículos voadores …

Porto vs Sporting | Dragões vencem clássico quente

O FC Porto fechou o campeonato com uma vitória, ao bater o Sporting por 2-1, no Dragão, conseguindo, por fim, derrotar um dos principais rivais na principal prova portuguesa de clubes esta temporada. O Sporting …

Uma das ilhas mais remotas do mundo está a afogar-se num mar de plástico

Localizada a mais de dois mil quilómetros da costa noroeste da Austrália, a ilha dos Cocos pode não ter muita população, mas lidera em termos de acumulação de plástico. De acordo com um estudo publicado na …

Benfica vs Santa Clara | Águia garante 37º título

O Benfica venceu o Santa Clara no Estádio da Luz, por 4-1, e sagrou-se campeão da Liga NOS 2018/19, o 37º título da História do emblema “encarnado”. Num jogo mais difícil do que o resultado …

Benfica é campeão nacional de futebol

O Benfica venceu o Santa Clara por 4-1 com golos de Seferovic (dois), João Félix e Rafa e é campeão nacional da temporada 2018/19. Ao vencer o 'nacional' de 1976/77, os 'encarnados' somaram, então, o quinto …

Astrónomos encontram módulo lunar da Apollo 10 meio século depois

Cinquenta anos depois da missão Apollo 10, cientistas encontraram o seu módulo lunar, que andou deriva a poucos quilómetros da superfície da Lua. O módulo lunar conhecido como "Snoopy" foi encontrado em órbita a pouco mais …