Socialista Isabel Moreira declara apoio a João Ferreira. Ventura classifica-o como “camarada de plástico”

Isabel Moreira / Facebook

A deputada do PS Isabel Moreira

A deputada socialista Isabel Moreira foi uma das primeiras a manifestar apoio a João Ferreira, candidato do PCP. Já o líder do Chega, André Ventura classificou o comunista como um “camarada de plástico”.

Numa publicação no Facebook, Isabel Moreira considerou um erro a falta de um candidato oficial do PS e disse-se “livre para escolher”: a cruz no boletim de voto será para o candidato comunista, João Ferreira. A deputada do PS reconhece em João Ferreira os traços de “democrata, avesso a populismos”.

“Os ataques à democracia que se fazem sentir na Europa , nos EUA, no Brasil, etc, são ataques que, por aqui , recordam-nos da importância de partidos como o PCP”, escreveu a deputada socialista no Facebook, frisando a “institucionalização do conflito que evita o sonho dos inimigos da democracia”, entre eles a extrema-direita que diz fazer “tantas horas da comunicação social”.

“E, mais importante, gosto muito do João Ferreira. Acho que é um democrata. Avesso a populismos, o que traz exatamente aquilo que quero que seja marcado nesta campanha, que tanto promete nessa matéria”, escreveu Isabel Moreira no Facebook.

A deputada socialista disse ainda que se tratará de um voto “em nome de uma democracia não populista” e em nome “do Estado de direito”.

“Camarada de plástico”

O presidente do Chega, André Ventura, anunciado candidato às eleições presidenciais de janeiro, classificou este sábado o seu concorrente comunista como um “camarada de plástico”.

“Esperávamos algum ‘camarada cassete’ a repetir as mesmas coisas sobre Cuba ou o PREC (Processo Revolucionário em Curso), há 40 anos, e aparece o ‘camarada de plástico’, um político que de valor apenas tem o ser jovem e bem-parecido”, disse, em declarações à agência Lusa.

O deputado único do Chega já tinha recorrido a epítetos depreciativos para com as candidatas presidenciais Ana Gomes (diplomata e ex-eurodeputada socialista) e Marisa Matias (eurodeputada do BE), respetivamente, “candidata cigana” e “candidata marijuana”.

“João Ferreira apresenta-se este sábado às eleições presidenciais, uma clara terceira ou quarta escolha, atrás de nomes como o do líder, Jerónimo de Sousa, ou do ex-sindicalista Arménio Carlos. Certamente que estes se recusaram ao combate e deixaram Ferreira a travar sozinho o combate impossível para o PCP”, acrescentou Ventura.

O eurodeputado comunista, também vereador na Câmara Municipal de Lisboa, já foi o eleito pelo PCP para cabeça de lista ao Parlamento Europeu em duas ocasiões, assim como para primeiro candidato da lista à autarquia da capital, possuíndo assim larga experiência de campanhas eleitorais.

O eurodeputado comunista junta-se assim aos oito candidatos anunciados às eleições presidenciais de 2021.

O líder e deputado único do partido Chega, André Ventura, o primeiro a apresentar publicamente a sua intenção de concorrer ao mais alto cargo da nação, a 29 de fevereiro, em Portalegre.

Seguiram-se, no final de julho, as manifestações de vontade de concorrerem a Belém do advogado e fundador da Iniciativa Liberal, Tiago Mayan Gonçalves, e do presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), Bruno Fialho.

No passado dia 5, a eurodeputada e dirigente do Bloco de Esquerda Marisa Matias anunciou que voltaria a concorrer às presidenciais do próximo ano, com apresentação marcada para quarta-feira no Largo do Carmo, em Lisboa.

No dia seguinte, quinta-feira, foi a vez de a ex-eurodeputada socialista Ana Gomes apresentar a sua candidatura a Presidente da República. No mesmo dia, no Porto, foi apresentada a pré-candidatura a Belém do ex-militante do CDS Orlando Cruz, que já por três vezes no passado fez este anúncio, mas que nunca chegou a formalizar o processo junto do Tribunal Constitucional.

Além destes nomes, na terça-feira Vitorino Silva, também conhecido como “Tino de Rans”, confirmou ao Observador que ia ser candidato. O calceteiro natural de Penafiel diz que quer lutar contra “populismos”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

    • Basta apontares um leitor de código de barras e sabes logo. Eu creio que ela só o acha giro … ou então concorda com ele e apoia-o na saída do euro e da UE. Mas não… esta senhora não gosta é de populismos. Isso é que importa! Essas duas populistas da esquerda democrática. A Marisa e a Ana Gomes não prestam. Não lhe servem ! Venha a esquerda autoritária para impor a ordem !

      • ó Zé, ele não defende a saída da UE e em relação ao euro fala em negociação. Até que são vários os países da UE que não partilham o euro. já agora, qual é o teu candidato? (mostra os teus amigos)

  1. “Acho que é um democrata.”, diz Isabel Moreira. Qualquer respeito que pudesse ter pela senhora deputada, acabou de desaparecer. Será que não conhece a História? Não sabe o que é o Comunismo? Inacreditável.

      • O caro Zé também é daqueles que acha que o comunismo só não funciona por culpa dos outros? Basta ler o manifesto comunista e os livros que se seguiram do Lenin e Engels para perceber o monte de contradições que para ali vai (a teoria da necessidade de haver uma “vanguarda” destrói por completo a noção de abolição de classes, só para citar um exemplo). No entanto nem sequer é preciso conhecer a literatura comunista para perceber que o comunismo não funciona: todos os sistemas verdadeiramente comunistas falharam, colocando sempre as culpas em forças externas. Nunca assumiram as próprias culpas. Isso é visível hoje em dia na Venezuela, por exemplo. A China teve de meter o comunismo na gaveta para conseguir funcionar, por exemplo. Portanto, basta conhecer a História. O comunismo puro vai contra a própria natureza humana, logo é impossível de colocar em prática. Só me espanto é com a quantidade de malta que ainda não percebeu isso (ou que percebeu e está-se a por a jeito para pertencer à “vanguarda”… pois).

  2. Votar na corrupção? Não obrigado.
    No tempo da outra senhora quem nomeava os corruptos era o Salazar actualmente, em nome da demo + cracia, quem os nomeia são os votos da ignorância.
    Com base nas ultimas eleições e, dado que a abstenção superou os 50%, igual quantidade de cadeiras da A. R. deveriam estar vazias mas, como em demo + cracia vale tudo, o zé pagode aceita o que lhe poem no prato apesar de ser mal servido politicamente.
    As pessoas esquecem-se ou nunca se aperceberam que, maioritariamente, os indivíduos que seguem a politica são indivíduos que se licenciam e se servem da política para governar a vidinha deles e dos seus tudo, à custa da ignorância dos votantes.
    Reduzam os vencimentos e mordomias aos que se servem dos cargos políticos, e quero ver quantos é que por lá ficam……

    Um dia perguntaram a Mahatma Gandhi quais são os factores que destroem os seres humanos?
    A Política, sem princípios; o Prazer, sem compromisso; a Riqueza, sem trabalho; a Sabedoria, sem carácter; os negócios, sem moral; a Ciência, sem humanidade; a Oração, sem caridade. (Mahatma Gandhi)

    Se queres formar um juízo acerca de um homem, vê quem são os seus amigos. (Fenelon)

RESPONDER

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …

PSD prepara reforma do sistema político e quer "conquistar" PS

Até maio, o PSD vai lançar um processo de debate, interno e externo, para preparar uma série de reformas no sistema político, na Justiça e para a revisão constitucional. O PSD vai preparar um pacote de …

Arranca na Índia a "maior campanha de vacinação do mundo"

Começou este sábado, na Índia, aquela que é considerada a "maior campanha de vacinação do mundo" pelo Governo de Narendra Modi. Depois de ter registado 175 mortes e 15.158 novos casos nas últimas 24 horas, a …

Entre críticas e um mea culpa, Marcelo não quer "sistema manco" e deixa recados à direita e esquerda

Marcelo Rebelo de Sousa deixa algumas críticas ao Governo e aos partidos políticos pela forma como tem sido alinhada a resposta à pandemia de covid-19, mas também faz um mea culpa quanto ao alívio das …

PS consegue o seu melhor resultado desde as legislativas. Chega ultrapassa CDU

O PS consegue o seu melhor resultado desde as legislativas de 2019, com 39%, num estudo da Eurosondagem em que o Chega ultrapassa a CDU nas intenções de voto. Na sondagem, para o Porto Canal e …

ACT não tem carros suficientes para fiscalizar teletrabalho

Apesar de a falta de viaturas ser um problema antigo, o regresso ao teletrabalho obrigatório aumenta as preocupações da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), que está sem carros suficientes para garantir a fiscalização. Os …

Livros, vestuário e brinquedos. Supermercados proíbem venda de artigos não essenciais a partir de segunda-feira

A partir de segunda-feira, os supermercados estão proibidos de vender produtos que não sejam essenciais ou de primeira necessidade. O decreto que regulamenta o novo estado de emergência prevê a possibilidade de o Governo limitar as …