Senado desafia Trump e quer condenar líder saudita por assassínio de jornalista

USDoD / Wikimedia

O príncipe saudita Mohammed bin Salman

O Senado dos Estados Unidos tem “um alto grau de certeza” de que Mohammed bin Salman “foi cúmplice” do assassínio do jornalista Jamal Khashoggi.

São apenas seis os nomes dos apoiantes originais da resolução, mas é tal a influência destes senadores, três republicanos e três democratas, que restam poucas dúvidas sobre a aprovação do texto que desafia Trump, que já disse manter-se do lado da Arábia saudita.

“Esta resolução afirma, sem equívocos, que o príncipe herdeiro da Arábia Saudita foi cúmplice no assassínio de Khashoggi e tem desestabilizado a região e posto em risco os nossos interesses de segurança nacional em várias frentes”, afirma o senador Lindsey Graham num comunicado. “Caberá aos sauditas decidirem como lidar com isto. Mas cabe aos EUA afirmar com firmeza quem somos e no que é que acreditamos.”

Para além de Graham, a resolução foi proposta pela senadora democrata Dianne Feinstein e pelos republicanos Marco Rubio e Todd Young, aliados aos democratas Edward Markey e Christopher Coons. Outros senadores influentes já falaram em defesa do texto.

Há semanas que alguns congressistas apontam o dedo ao príncipe herdeiro na morte do jornalista crítico que estava há um ano a viver na Virgínia. Khashoggi foi morto e desmembrado a 2 de outubro, no consulado saudita de Istambul, por um “esquadrão da morte” enviado da Arábia Saudita em aviões oficiais.

Riad nega qualquer envolvimento ou conhecimento prévio de Mohammed bin Salman, ainda que no grupo que matou o jornalista estivessem os responsáveis da segurança que lhe eram mais próximos.

A CIA, recorda o Público, concluiu que foi Mohammed bin Salman a ordenar a morte de Khashoggi. Depois de a Casa Branca negar que essas tivessem sido as conclusões, o Presidente Donald Trump afirmou que a agência tinha “a sensação” da culpa do príncipe mas não “estava convicta”.

A gota de água para a decisão destes senadores foi uma audiência com a diretora da CIA, Gina Haspel. “Não tenho nenhuma dúvida que o príncipe herdeiro ordenou a morte e foi sempre mantido ao corrente da situação”, afirmou no final do encontro o republicano Bob Corker, chefe da Comissão dos Negócios Estrangeiros.

Para além de o responsabilizar pelo assassínio, a resolução também considera Mohammed bin Salman culpado por alegadas atrocidades na guerra do Iémen e apela a Riad para pôr fim ao bloqueio que promoveu entre os países do Golfo Pérsico contra o Qatar. O grupo de senadores dos dois partidos exige ainda a libertação do blogger Raif Badawi, de várias mulheres ativistas e de outros presos políticos no reino.

Esta resolução é divulgada ao mesmo tempo que o Senado se prepara para avançar com outra que pretende impedir os EUA de continuarem a apoiar os sauditas na guerra iemenita. Aqui trata-se de invocar um procedimento que retira poderes sobre decisões militares ao Presidente, algo que já foi tentado e chumbado no passado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hubble capta uma galáxia que tem 12 clones no céu

O telescópio espacial Hubble captou uma galáxia que parece ter sido duplicada várias vezes, aparecendo em regiões distantes do Universo. A galáxia, apelidada de Sunburst Arc, fica a a quase 11 mil milhões de anos-luz da …

Exoplanetas, explosões de estrelas e mais de mil objetos desconhecidos. Vídeo da NASA mostra "a beleza da paisagem cósmica"

https://vimeo.com/371950351 A NASA revelou esta terça-feira um panorama em vídeo do céu austral (hemisfério celestial sul), construído graças a 208 imagens captadas pelo caçador de planetas TESS (Exoplanets in Transit) durante um ano. Em comunicado, a …

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …