Caso Khashoggi: Trump mantém-se ao lado da Arábia Saudita

Michael Reynolds / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Donald Trump emitiu um comunicado em que se pronunciou sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, revelando que embora condene veemente o crime, a relação dos Estados Unidos é com Reino da Arábia Saudita, “parceiros na luta contra o Irão”.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou esta terça-feira que os Estados Unidos vão manter a sua relação com o príncipe saudita, Mohammed bon Salman, declarando que não existe a certeza absoluta de que este esteja diretamente ligado ao assassinato de Jamal Khashoggi.

“Pode muito bem acontecer que o Príncipe tenha conhecimento deste evento trágico – talvez tenha, talvez não!”, pode ler-se no comunicado emitido pela Casa Branca, noticia o The New York Times.

“O crime contra Jamal khashoggi foi um terrível, um que o nosso país não pode tolerar. De facto, já tomamos medidas fortes contra aqueles que sabemos que participaram no assassinato. Depois de uma excelente investigação independente, nós sabemos muitos dos detalhes deste crime horrível. Já sancionamos 17 sauditas que estão envolvidos no assassinato do Sr. Khashoggi, e pelo desaparecimento do seu corpo”, esclarece.

“Representantes da Arábia Saudita dizem que Jamal Khashoggi era um ‘inimigo do Estado’ e um membro da Irmandade Muçulmana, mas a minha decisão não é baseada nisso – isto é um crime horrível e inaceitável. O rei Salman e o Príncipe Mohammad bin Salman negaram veemente terem qualquer conhecimento de um plano ou execução do assassinato do Sr. Khashoggi”, continua.

No entanto, ressalva, “poderemos nunca vir a ter conhecimento de todos os factos envolventes no assassinato de Sr. Jamal Khashoggi”. Porém, “em qualquer caso, a nossa relação é com o Reino da Arábia Saudita“.

E explica: “Tem sido um grande aliado na nossa luta importante contra o Irão. Os Estados Unidos mantêm a intenção firme de continuar a parceria com a Arábia Saudita para garantir os interesses do nosso país, Israel e todos os parceiros na região. O nosso objetivo primordial passa por eliminar completamente a ameaça de terrorismo no mundo!”.

Na mesma nota informativa, Trump enumerou as razões que sustentam a aliança estratégica entre Washington e Riade: a luta contra o inimigo comum iraniano, o combate contra o “terrorismo islâmico radical”, a compra de armas norte-americanas e a estabilidade dos preços do petróleo (o reino saudita é o maior exportador de crude).

No texto, Donald Trump assegurou que os Estados Unidos não vão punir, neste momento, o príncipe herdeiro saudita ou suspender a venda de armamento à Arábia Saudita. Sobre este último assunto, Trump frisou que o cancelamento da venda de armamento a Riade, contratos avaliados em muitos milhões de dólares, apenas beneficiaria, por exemplo, a China e a Rússia.

Segundo o Presidente, as agências de informações norte-americanas “continuam a analisar todas as informações” relacionadas com o caso Khashoggi.

Vários media norte-americanos avançaram que os serviços secretos norte-americanos (CIA) tinham chegado à conclusão que o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, o atual homem forte de Riade, tinha sido o mandante do assassínio do jornalista.

 

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

CGTP convoca “grande manifestação” para 10 de julho

A CGTP-IN convocou uma “grande manifestação” em Lisboa, para dia 10 de julho, data em que se discute o Estado da Nação, como forma de luta à proposta de revisão do Código Laboral. Numa conferência de …

A Liberdade Iluminando o Mundo chegou a Nova Iorque há 134 anos. Vinha em 214 caixas

https://vimeo.com/342845039 A 17 de junho de 1885, a fragata Isere aportava em Nova Iorque levando a bordo 350 peças, que seguiam em 214 caixas. Depois de montado, este gigante puzzle daria forma a um dos monumentos …

INE chumba pergunta sobre origem étnico-racial no censos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) não vai incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, como pretendia a maioria dos membros do grupo de trabalho criado pelo Governo para avaliar …

Já morreram 100 crianças na Índia devido a um vírus cerebral associado à lichia

Já morreram 100 crianças devido a um surto de encefalite aguda no estado de Bihar, na Índia. Destas, 20 morreram em apenas um dia, a 16 de junho, escreve a imprensa local esta segunda-feira. As primeiras …

Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida

A Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida para dar lugar a um pavilhão multiusos. O presidente da Câmara, Aires Pereira, aproveitou o Dia da Cidade, no domingo, para apresentar o novo …

Autoridade dos Transportes defende sanções quando há falhas no metro

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes defende a "definição de requisitos mínimos de qualidade e de sanções em caso de incumprimento" por parte das operadoras do metro junto dos utentes. Após uma avaliação dos metros …

Oliveirense sagra-se bicampeã nacional de basquetebol

A Oliveirense sagrou-se pela segunda vez consecutiva campeã portuguesa de basquetebol, ao vencer em casa do Benfica, por 97-72, no quarto jogo da final. A Oliveirense, que chegou ao intervalo com uma vantagem de 53-41, conquistou …

Ivo Vieira é o novo treinador do Vitória de Guimarães

Ivo Vieira vai orientar o Vitória de Guimarães, depois de ter assinado um contrato válido para 2019/2020, anunciou o emblema vimaranense no site oficial. "A Vitória SAD informa que chegou a acordo com o treinador Ivo …

Dono da Altice compra leiloeira Sotheby's

O dono da Altice comprou a leiloeira Sotheby's, numa operação no valor de 3,7 mil milhões de dólares, cerca de 3,3 mil milhões de euros. O acordo definitivo foi assinado entre a Sotheby's e a BidFair …

PJ deteve português suspeito de apoiar Estado Islâmico

Um português foi detido, na madrugada de domingo, por suspeitas de apoiar o Estado Islâmico, tendo sido hoje ouvido em tribunal, que decretou como medida de coação a prisão preventiva, informaram as autoridades judiciais. Num comunicado …