Cuidados Intensivos precisam já dos 26 milhões prometidos pelo Governo (ou os “hospitais voltam a parar”)

Giuseppe Lami / EPA

A região de Lisboa e Vale do Tejo concentra, por esta altura, mais de 80% dos novos casos diários de infecção pelo coronavírus e alguns hospitais já estão a enviar doentes para unidades na periferia. Com o prolongar da pandemia, os Cuidados Intensivos podem ficar sobrelotados e sem capacidade de resposta, alerta um médico intensivista.

O médico Philip Fortuna, do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) que integra as Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) dos Hospitais Curry Cabral e São José, alerta que os 26 milhões de euros prometidos pelo Governo para o reforço da resposta nas UCI do Serviço Nacional de Saúde são mesmo necessários para evitar a ruptura destes serviços no Inverno, quando se espera que a pandemia volte a piorar.

“A proposta de mais investimento que o Governo anunciou, dar mais dinheiro aos hospitais para aumentar a capacidade de resposta nos cuidados intensivos, tem mesmo de avançar e já”, sustenta o médico em entrevista ao Diário de Notícias (DN).

O investimento de 26 milhões nas UCI está previsto no Plano de Estabilização Económica e Social que foi aprovado neste mês de Junho, com o intuito de aumentar o número de camas nas UCI e de contratar mais pessoal para estas unidades.

Philip Fortuna, que também é coordenador do Programa ECMO (oxigenação por membrana extracorporal), entende que “esta verba não [pode] ficar cativada, porque senão quando chegar o Inverno podemos ter mais covid e os hospitais vão ter de parar outra vez só para tratar estes doentes”. “Tal como tiveram de parar agora, mas uma coisa é pararem na fase aguda da doença, outra coisa é pararem todos os anos por causa disto, porque o vírus vai continuar por aí”, alerta.

O médico dá o exemplo da Unidade de Emergência Médica do Hospital de São José, onde as 22 camas polivalentes existentes foram divididas para acolher doentes de covid-19 e pacientes sem a infecção.

“Isto fez com que tivéssemos de dividir a equipa e que tivéssemos de criar circuitos independentes, o que faz com que a lotação de camas não seja a mesma”, salienta Philip Fortuna.

“Se um dia tenho a zona de doentes não Covid cheia, e a ala de doentes com Covid só com uma cama ocupada, é como se não tivesse mais camas, mesmo que mais de metade das camas Covid estejam vagas, o mesmo acontece se fosse o contrário”, acrescenta.

“Com a covid-19, para o mesmo número de doentes precisamos de mais recursos humanos, precisamos de mais camas, exatamente porque nos obriga a ter muitos mais doentes em isolamento“, esclarece o profissional de saúde.

Deste modo, o médico diz que tem de “haver um equilíbrio”. “Os hospitais não podem fechar só para tratar covid. Ou seja, temos todos de aprender a conviver com a doença, desde unidades, profissionais e população”, sublinha.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pizza para Itália e salmão para a Noruega. Emissora pede desculpa por imagens usadas nos Jogos Olímpicos

O canal de televisão sul-coreano MBC pediu desculpa publicamente após usar imagens para representar países durante a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Fotos de pizza para a comitiva italiana, de salmão para a …

"Quanto mais cedo, melhor". A dona da Marlboro apoia a proibição dos cigarros até 2030

O CEO da Philip Morris Internacional, dona da Marlboro, apoia a proibição da venda de cigarros, mas os activistas anti-tabaco já acusaram a empresa de hipocrisia por tentar comprar uma farmacêutica enquanto lucra com o …

Bezos e Branson não são astronautas, clarifica Administração da Aviação norte-americana

Dúvida instalou-se depois dos voos que levaram os dois bilionários ao espaço. Novas diretrizes da Administração Federal de Aviação vêm esclarecer.  Após os voos que os tornaram nos primeiros turistas espaciais, Jeff Bezos e Richard Branson …

Soldados afegãos buscam refúgio no Paquistão após perderem postos na fronteira

Quase meia centena de soldados afegãos buscaram asilo no Paquistão após perderem para os Talibãs o controle das posições militares na fronteira, informou o exército paquistanês esta segunda-feira. Centenas de soldados do exército afegão e oficiais …

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …