SEF fechou a torneira aos Vistos Gold

portugal.gov.pt

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas

A Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI) manifestou-se preocupada com os dados do programa de atribuição de vistos gold, “que revelam uma paragem completa” em maio e pede uma clarificação da situação.

Em comunicado, a CPCI cita dados oficiais para destacar a “paragem completa da atribuição de novos vistos em maio, com um registo de apenas seis autorizações de residência, num total de quatro milhões de euros [de investimento], valor que compara com os 54 milhões registados no mês anterior”.

Por isso, a confederação “questiona os motivos que justificam esta total suspensão”, nomeadamente se Portugal “deixou de ser atrativo para os investidores estrangeiros” ou se “os investidores se mantêm” e o que existe são “questões de ordem burocrática”.

“Esta é uma clarificação que se impõe, uma vez que, de acordo com vários agentes de mercado, o interesse dos investidores se tem mantido a níveis elevados, verificando-se um incompreensível atraso dos serviços do Estado na resposta, quer a novos pedidos, quer a meras renovações, sublinhando que estão em causa cidadãos estrangeiros que já efetivaram importantes investimentos em Portugal”, refere.

A CPCI recordou que, “desde a sua entrada em vigor, o programa de vistos gold foi responsável pela captação de cerca de 1,5 mil milhões de euros de investimento estrangeiro, do qual 1,3 mil milhões de euros, ou seja, 95% foi aplicado em imobiliário nacional, e representou mais de 100 milhões de euros em receitas diretas para o Estado, a que se somam incontáveis efeitos positivos noutras atividades como o comércio ou o turismo”, pelo que se trata de “uma matéria de superior interesse nacional, cuja resolução não pode ser adiada, estando em risco a confiança dos investidores e o posicionamento competitivo de Portugal face à forte concorrência de regimes similares existentes em diversos países europeus”.

A confederação salientou ainda que “após terem sido superadas as questões levantadas pela Operação Labirinto, depois de ter sido aprovado o aperfeiçoamento e alargamento do regime legal, esta nova situação é incompreensível, tendo em conta a importância estratégica deste programa”.

/Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

    • Não foram “super juízes”. Foram magistrados de um tribunal: A.Vara.
      Bom. Processo inevitavelmente associado a escutas que pelo topo foram mandadas destruir… “Só” porque apareceram “encavalitadas” noutras daquele processo.

  1. Devia ser encerrado definitivamente. Nunca devia ter existido. A residência e a nacionalidade são coisas sérias demais.

RESPONDER

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …

Cercas sanitárias e recolher obrigatório. Governo avalia novas medidas na próxima semana

O Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, vai voltar a reunir na próxima semana com o Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP), num encontro em que serão discutidas novas medidas para travar a propagação …

Presidenciais EUA. Biden promete vacina gratuita para todos, Trump apela ao voto latino

Joe Biden e Donald Trump continuam em campanha eleitoral para a corrida à Casa Branca, numas eleições que estão agendadas para 3 de novembro. O candidato presidencial democrata Joe Biden prometeu esta sexta-feira que a vacina …

Há 72 concelhos com risco "muito elevado" de contágio. Governo esconde mapas de perigo

O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS). Isto numa altura em que o Expresso …

Nuno Melo estuda candidatura à liderança do CDS

O eurodeputado Nuno Melo não excluiu uma candidatura à liderança do CDS, avança este sábado o semanário Expresso. Confrontado pelo jornal, o eurodeputado não excluiu uma eventual candidatura à liderança dos centristas, dizendo apenas que "não …