Saúde mental de Donald Trump está a torná-lo “perigoso”, alertam 350 especialistas

Jim Lo Scalzo / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Pelo menos 350 especialistas assinaram uma carta para o Congresso sobre a alegada deterioração do estado de saúde mental de Donald Trump. Apesar de não ser um alerta novo, a situação voltou a merecer uma chamada de atenção.

Numa carta enviada ao Comité Judicial da Câmara dos Representantes, os clínicos consideram que a situação do Presidente dos Estados Unidos pode ser muito mais grave aquela até agora considerada e pedem aos legisladores que tenham em conta que o seu estado mental o está a tornar “perigoso”.

Alguns dos especialistas que assinaram esta carta foram Bandy Lee, psiquiatra de Yale, Jerrold Post, ex-profiler da CIA, e John Zinner, psiquiatra da Universidade George Washington.

Os três disseram, de acordo com o semanário Expresso, estar preparados para testemunhar sobre o efeito do impeachment na saúde mental do Presidente. “Imploramos ao Congresso que leve a sério esses sinais de perigo e restrinja os seus impulsos destrutivos”, pode ler-se na carta enviada.

Alguns dos sinais preocupantes são a fragilidade do seu ego, as reações que apelidam de raiva narcísica, a projeção das suas fraquezas como ataques contra os outros e a tomada de decisões sem empatia, sensibilidade e até racionalidade.

Segundo os especialistas, as apreciações agressivas e os insultos frequentes que Trump lança contra os opositores serão, na verdade. a projeção do que ele sente sobre si próprio, um outro sinal da gravidade do seu estado mental.

Assim, o grupo de especialistas avisa que há que considerar os riscos envolvidos, nomeadamente para a segurança nacional e decisões geopolíticas.

Este, porém, não é um alerta novo. Em 2017, um grupo de profissionais de saúde assinou uma carta, na qual diziam estar preocupados com a “grave instabilidade emocional” exibida pelo presidente dos Estados Unidos.

Nesse ano, a germofobia, ou seja, o medo patológico de sujidade, poluição e bactérias, também foi atribuída ao presidente, tendo este medo de apertar as mãos e de carregar em botões no elevador. Donald Trump admitiu evitar tocar nos filhos quando estes não se sentem bem e dar a mão à mulher, Melania, em locais públicos. Ainda nesse ano, Donald Trump admitiu a possibilidade de sofrer de algum tipo de transtorno psicológico.

No ano seguinte, em 2018, o médico da Casa Branca garantiu que a saúde mental do Presidente dos Estados Unidos é “excelente”. Essa visão foi contrariada por uma antiga funcionária da Casa Branca que assegurou que Donald Trump tem exibido “um declínio mental que não pode ser negado”.

ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É lamentável a imaginação e as inúmeras tentativas da oposição para conseguir tirá-lo da presidência. Os problemas mentais não são do sr. Trump. Não só não vão conseguir, como vai haver um segundo mandato ainda com mais votos.

  2. Infelizmente o Sr. Trump, não é o único caso preocupante. Em todos os Continentes, muitos Países estão nas mãos (se assim o posso dizer) de Ditadores, doentes mentias, sociopatas, e mesmo assassinos. A não esquecer o poder de destruição maciça nuclear que que estes “Loucos” podem vir a querer utilizar. Existe o suficiente para destruir o Planeta na totalidade !

Responder a JR Cancelar resposta

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …

Publicidade do Pingo Doce a promoções viola a lei do confinamento

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica está a avaliar incumprimento que visa aumentar clientes em loja durante o fim de semana. Os supermercados da Jerónimo Martins estão a publicitar promoções numa altura em que …

A tomada de posse de Joe Biden deixou os apoiantes do QAnon sem rumo

Com a tomada de posse de Joe Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos, esta quarta-feira, a frustração começou a infiltrar-se entre os apoiantes do QAnon. O QAnon é um movimento nascido, em 2017, no seio …

Pela quarta vez em quase 50 anos, gelo cobriu o deserto do Saara

Na terça-feira passada, um dos lugares mais secos do mundo acordou com uma geada sobrenatural. Foi apenas a quarta vez em quase 50 anos. No deserto do Saara, no noroeste da Argélia, nos arredores da cidade …