Rússia testou a sua própria Internet (e quase ninguém reparou na diferença)

Sergei Karpukhin / POOL / EPA

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O governo russo anunciou que o país testou, com sucesso, a sua própria rede de Internet e que a maior parte dos utilizadores nem reparou na diferença.

O chefe do Ministério das Comunicações confirmou, de acordo com a agência de notícias Pravda, que os testes decorreram conforme o planeado. “Os resultados dos exercícios demonstraram que, em geral, tanto as autoridades como os operadores estão prontos para responder eficazmente a riscos e ameaças e a assegurar o funcionamento estável da Internet e da rede de telecomunicações”, disse Alexey Sokolov.

A Rússia segue, assim, o exemplo de países como a China — em que o acesso aos serviços de muitos países estrangeiros está bloqueado — e o Irão, onde a Rede Nacional de Informação controla todo o conteúdo e limita a informação exterior.

Esta segunda-feira, a Rússia anunciou que concluiu um conjunto de testes durante os quais se desconectou com sucesso o país da Internet mundial. O Governo russo não revelou detalhes técnicos sobre os testes, adiantando apenas que testou vários cenários de desconexão, incluindo um cenário que simulava um ciberataque de um país estrangeiro.

Estes testes bem-sucedidos são o culminar de vários anos de planeamento, elaboração de leis pelo Governo russo e modificações físicas na infraestrutura de Internet local. Inicialmente, os testes foram agendados para abril deste ano, mas foram adiados até agora para dar ao Kremlin mais tempo para aprovar uma lei que os acompanha – a lei da soberania da Internet.

Esta lei concede ao Governo o poder de desconectar o país do resto da Internet com poucas explicações, apenas com base no argumento de “segurança nacional”. A lei determina que todos os provedores locais de serviços de Internet devem redirecionar o tráfego por meio de pontos de obstrução estratégicos sob a administração do Ministério das Comunicações da Rússia.

De acordo com a BBC, alguns especialistas estão preocupados com a tendência de desmantelamento da rede global da Internet.

“Infelizmente, a decisão russa é mais um passo para a destruição da Internet“, disse Alan Woodward, professor e cientista de computação na Universidade de Surrey. “Os países autoritários que querem controlar os que os cidadãos visualizam, já o fazem”, continuou, acrescentando ainda que estas medidas limitam o “acesso ao diálogo sobre o que se passa na própria nação” e que os mantém “na sua própria bolha”. A nova política pode vir mesmo a condicionar a liberdade de expressão.

Por outro lado, de acordo com um especialista em cibersegurança, os técnicos russos depararam-se com alguns problemas. “O governo russo teve alguns desafios técnicos na tentativa de aumentar o controlo online, sendo que foi incapaz de descodificar a encriptação da aplicação de mensagens Telegram”, garantiu Justin Sherman.

Ainda assim, o sucesso do teste russo pode ter implicações mundiais: outros países podem sentir-se tentados a seguir o mesmo caminho, fragmentando o acesso à Internet e acabando assim com a ideia de uma rede livre e mundial – que, desde sempre, foi o objetivo da existência da Internet.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como todos os ditadores, querem o “controlo total” de tudo.
    O problema – para esta gente – é que não há forma de controlar o pensamento nem a inteligência nem a criatividade.
    A internet recompõe-se. Será talvez mais lenta, mas só isso.
    Os radioamadores têm alternativas e mesmo que se regresse à velha tecnologia dos modems, haverá sempre forma de ligar-se a alguém que está ligado a alguém que está ligado à internet.

  2. Situação delicada de analisar.
    Quem assistiu o filme de Eduard Snowden?
    De fato os americanos controlam o mundo com a rede mundial e informações priveligiadas.
    Isto é correto?
    Putin estaria errado?

RESPONDER

Ação judicial contra ordem executiva de Trump de restrição às redes sociais. Viola a Primeira Emenda

O Centro para a Democracia e Tecnologia (CDT) apresentou uma ação judicial contra a ordem executiva de Donald Trump cujo alvo eram as redes sociais, alegando que viola a Primeira Emenda da Constituição norte-americana. O The …

Grécia suspende voos com o Qatar após chegada de 12 passageiros infetados

A Grécia anunciou, esta terça-feira, a suspensão dos voos de e para o Qatar até 15 de junho, depois de ter detetado vários casos de coronavírus numa ligação de Doha para Atenas. Pelo menos 12 dos …

Norte e Porto são demasiado importantes para que TAP não olhe para região "com respeito"

Pedro Nuno Santos adiantou, esta quarta-feira, que o novo plano de retoma da atividade da TAP está a ser trabalhado e o objetivo é que a TAP "dê resposta às necessidades nacionais". O ministro das Infraestruturas …

Se Chega vencer eleições, "ofender polícias, magistrados ou guardas prisionais vai dar prisão"

Tal como Donald Trump, André Ventura abriu guerra contra o Twitter e deixou um aviso: "Se o Chega vencer as eleições, ofender polícias, magistrados ou guardas prisionais vai dar mesmo prisão". Numa altura em que os …

Reestruturação do Novo Banco é para terminar este ano, garante António Ramalho

António Ramalho, presidente do Novo Banco, garante que o processo de reestruturação ficará concluído ainda este ano. Desde a venda do Novo Banco ao fundo Lone Star a história repete-se todos os anos: a administração ativa …

Dívida pública pode atingir 141,8% do PIB em 2020

Esta quarta-feira, o Conselho das Finanças Públicas (CFP) apresentou dois cenários para a evolução da economia e das finanças públicas no período 2020-2022. De acordo com as estimativas divulgadas esta quarta-feira pelo Conselho das Finanças Públicas …

Portugal entre incumpridores de recomendações anti-corrupção do Conselho da Europa

No final de 2019 Portugal só tinha implementado integralmente uma das 15 recomendações emitidas pelo Grupo de Estados contra a Corrupção (GRECO). Das restantes 14 recomendações, oito foram implementadas parcialmente e seis recomendações não foram …

André Ventura "é declaradamente uma pessoa racista", atira socialista Isabel Moreira

Numa discussão na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, esta quarta-feira, a deputada socialista Isabel Moreira afirmou que o líder do Chega "é declaradamente uma pessoa racista". Esta quarta-feira, numa discussão na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, …

Chegaram 108 ventiladores da China esta quarta-feira

Do total de 1.151 ventiladores comprados pelo Ministério da Saúde à China, só 264 é que terão chegado a Portugal até esta quarta-feira, avança o Correio da Manhã. O secretário de Estado da Internacionalização garantiu, …

Parlamento prepara-se para alargar proteção a diabéticos e hipertensos

O Parlamento prepara-se para alargar a proteção a doentes diabéticos e hipertensos no atual contexto de pandemia de covid-19. PSD, PCP e BE entendem que as pessoas com estes problemas de saúde e que não tenham …