Rússia testou a sua própria Internet (e quase ninguém reparou na diferença)

Sergei Karpukhin / POOL / EPA

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O governo russo anunciou que o país testou, com sucesso, a sua própria rede de Internet e que a maior parte dos utilizadores nem reparou na diferença.

O chefe do Ministério das Comunicações confirmou, de acordo com a agência de notícias Pravda, que os testes decorreram conforme o planeado. “Os resultados dos exercícios demonstraram que, em geral, tanto as autoridades como os operadores estão prontos para responder eficazmente a riscos e ameaças e a assegurar o funcionamento estável da Internet e da rede de telecomunicações”, disse Alexey Sokolov.

A Rússia segue, assim, o exemplo de países como a China — em que o acesso aos serviços de muitos países estrangeiros está bloqueado — e o Irão, onde a Rede Nacional de Informação controla todo o conteúdo e limita a informação exterior.

Esta segunda-feira, a Rússia anunciou que concluiu um conjunto de testes durante os quais se desconectou com sucesso o país da Internet mundial. O Governo russo não revelou detalhes técnicos sobre os testes, adiantando apenas que testou vários cenários de desconexão, incluindo um cenário que simulava um ciberataque de um país estrangeiro.

Estes testes bem-sucedidos são o culminar de vários anos de planeamento, elaboração de leis pelo Governo russo e modificações físicas na infraestrutura de Internet local. Inicialmente, os testes foram agendados para abril deste ano, mas foram adiados até agora para dar ao Kremlin mais tempo para aprovar uma lei que os acompanha – a lei da soberania da Internet.

Esta lei concede ao Governo o poder de desconectar o país do resto da Internet com poucas explicações, apenas com base no argumento de “segurança nacional”. A lei determina que todos os provedores locais de serviços de Internet devem redirecionar o tráfego por meio de pontos de obstrução estratégicos sob a administração do Ministério das Comunicações da Rússia.

De acordo com a BBC, alguns especialistas estão preocupados com a tendência de desmantelamento da rede global da Internet.

“Infelizmente, a decisão russa é mais um passo para a destruição da Internet“, disse Alan Woodward, professor e cientista de computação na Universidade de Surrey. “Os países autoritários que querem controlar os que os cidadãos visualizam, já o fazem”, continuou, acrescentando ainda que estas medidas limitam o “acesso ao diálogo sobre o que se passa na própria nação” e que os mantém “na sua própria bolha”. A nova política pode vir mesmo a condicionar a liberdade de expressão.

Por outro lado, de acordo com um especialista em cibersegurança, os técnicos russos depararam-se com alguns problemas. “O governo russo teve alguns desafios técnicos na tentativa de aumentar o controlo online, sendo que foi incapaz de descodificar a encriptação da aplicação de mensagens Telegram”, garantiu Justin Sherman.

Ainda assim, o sucesso do teste russo pode ter implicações mundiais: outros países podem sentir-se tentados a seguir o mesmo caminho, fragmentando o acesso à Internet e acabando assim com a ideia de uma rede livre e mundial – que, desde sempre, foi o objetivo da existência da Internet.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como todos os ditadores, querem o “controlo total” de tudo.
    O problema – para esta gente – é que não há forma de controlar o pensamento nem a inteligência nem a criatividade.
    A internet recompõe-se. Será talvez mais lenta, mas só isso.
    Os radioamadores têm alternativas e mesmo que se regresse à velha tecnologia dos modems, haverá sempre forma de ligar-se a alguém que está ligado a alguém que está ligado à internet.

  2. Situação delicada de analisar.
    Quem assistiu o filme de Eduard Snowden?
    De fato os americanos controlam o mundo com a rede mundial e informações priveligiadas.
    Isto é correto?
    Putin estaria errado?

Responder a Eu! Cancelar resposta

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …