Em rota de colisão com Bolsonaro, Sergio Moro vai demitir-se com discurso “contundente”

Marcelo Camargo / Abr

O ministro da Justiça e da Segurança Pública do Brasil, Sergio Moro, vai fazer um discurso “contundente” ao pedir a demissão do governo de Jair Bolsonaro.

A informação é avançada por assessores do ministro citados pela imprensa brasileira.

Em causa está a colisão entre Sergio Moro e Jair Bolsonaro, Presidente brasileiro, a exoneração de Maurício Valeixo, diretor-geral da polícia federal.

Sergio Moro chegou a pedir, na quinta-feira, a demissão do governo de Bolsonaro, depois de ser informado que o presidente tinha intenção de aceitar a saída do diretor-geral da polícia federal. Como Bolsonaro aceitou mantê-lo ou escolher alguém da confiança do ministro para o lugar, Moro, que ouviu também pedidos da ala militar do governo para continuar, acabou por recuar na sua decisão. Porém, esta sexta-feira, a saída de Valeixo estava oficializado no Diário Oficial da União.

De acordo com o jornal brasileiro A Folha de São Paulo, a demissão do diretor-geral da Polícia Federal foi publicada no Diário Oficial da União com as assinaturas eletrónicas de Bolsonaro e Moro, mas o juiz não só não terá assinado formalmente, como não foi informado sobre a publicação da decisão.

A demissão do diretor-geral da Polícia Federal tornou-se numa questão de honra para Moro, numa altura em que aquele órgão investiga casos em torno de Jair Bolsonaro, dos filhos do Presidente e de pessoas da sua confiança, como é o caso de uma campanha de notícias falsas propositadamente dirigidas contra juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) e das manifestações realizadas no domingo onde foram feitos apelos a uma intervenção militar ao fim do confinamento.

Valeixo, que teria um cargo diplomático em Portugal à sua espera, tem sido questionado por Bolsonaro desde meados do ano passado. O presidente não tem gostado da ação do diretor da polícia em casos judiciais que lhe dizem respeito, nomeadamente na investigação ao seu filho, senador Flávio Bolsonaro, acusado de associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Noutro caso de polícia, o da execução da vereadora Marielle Franco, a ação de Valeixo também é mal vista pelo Palácio do Planalto.

Sergio Moro tornou-se famoso no Brasil e internacionalmente, a partir de 2014, quando passou a comandar uma força que desvendou esquemas de corrupção milionários na empresa estatal petrolífera Petrobras e noutros órgão públicos do Governo brasileiro, tornando-se uma espécie de herói nacional e expoente máximo da Operação Lava Jato.

A Lava Jato tornou-se um símbolo de combate à corrupção por ter levado para a prisão empresários poderosos, como o herdeiro da construtora Odebrecht, políticos como o antigo governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e ex-funcionários da alta cúpula da Petrobras.

Na semana passada, Bolsonaro demitiu outro ministro popular, Luiz Henrique Mandetta, o titular da saúde, que estava em destaque no combate ao coronavírus mas defendia o isolamento social, chocando com o presidente. Após essa demissão, segundo fontes do governo, “Bolsonaro sentiu-se empoderado”.

ZAP //

 

 

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Enfim! Sai mal tal como entrou. Nunca teve a verticalidade de sair de um governo de corruptos iguais àqueles que combateu enquanto juiz. Sai corrido por quem o convidou. Nunca entendeu os verdadeiros motivos de ter sido convidado ou, simplesmente, não quis entender porque a sua vaidade e a sua conta bancária se sentiam bem no cargo. Homem de espinha mole.

  2. muito mal vai o barco quando os ratos fundadores o abandonam. o que irá ele plantar agora para apanhar o próximo barco? um pé de feijão que o eleve até ao planalto, mantenha-se o crápula sob vigilância permanente.

RESPONDER

Governo russo exige 1,8 mil milhões de euros a empresa mineira por poluição no Ártico

A agência russa de defesa do ambiente exigiu uma indemnização de 147,8 mil milhões de rublos (1,8 mil milhões de euros) ao conglomerado mineiro Norilsk Nickel, pela grave poluição do Ártico com hidrocarbonetos. Em comunicado, a …

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …