Acusação diz que filho de Bolsonaro lavou dinheiro em loja de chocolates

agenciasenado / Flickr

Flávio Bolsonaro, o senador e filho do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro

O Ministério Público do Rio de Janeiro suspeita que o senador Flávio Bolsonaro, filho do Presidente da República Jair Bolsonaro, lavou dinheiro de um esquema de corrupção ainda enquanto vereador naquela cidade, em imóveis na região de Copacabana e numa loja de chocolates de sua propriedade.

Acusado de praticar “rachadinha” (nome que se dá no Brasil ao desvio de salários de assessores), Flávio e a sua mulher, Fernanda, pagaram em dinheiro, de forma ilegal, 638 mil reais (cerca de 140 mil euros) na compra de dois imóveis em Copacabana, noticiou na quinta-feira o Diário de Notícias (DN).

Segundo o pedido de busca e apreensão emitido pelo Ministério Público na quarta-feira, o objetivo era lavar o dinheiro obtido na “rachadinha”.

Uma loja de chocolates do qual o senador é sócio, do grupo Kopenhagen, serviria para o mesmo fim. Já uma empresa de segurança privada ilegal de um polícia militar, Diego Sodré, transferiu dinheiro para a conta da Kopenhagen. Sodré e o casal Bolsonaro estão envolvidos também em transações imobiliárias suspeitas.

Na investigação foi apurado que Glenn Dillard, cidadão norte-americano proprietário dos imóveis de Copacabana, teria recebido 310 mil reais, pagos em cheque pelo casal. Porém, no mesmo dia e na mesma agência bancária, Dillard depositou também os 638 mil reais.

Esta investigado começou há pouco mais de um ano quando, no âmbito de um outro esquema de corrupção na Assembleia Legislativa do Rio. O COAF, órgão público que verifica irregularidades em transferências financeiras, notou “movimentações atípicas” – equivalentes a mais de 300 mil euros – nas contas de Fabrício Queiroz, assessor de Flávio.

Relativamente a essa investigação, Jair Bolsonaro afirmou que não tinha “nada a ver com isso”, embora o nome da esposa, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, também faça parte das investigações, na qualidade de depositária de um cheque de Queiroz.

Segundo os jornais, Bolsonaro queixou-se de estar a ser vítima de uma investida de Wilson Witzel, o governador do Rio de Janeiro, aliado do Presidente até há poucos meses.

Witzel já fora acusado pelo Presidente também no caso do porteiro do seu condomínio. Na ocasião, revelou-se que o porteiro, em depoimento à polícia, disse que Bolsonaro permitiu a entrada de Élcio Queiroz, um dos alegados autores da execução de Marielle, no condomínio onde mora o outro suposto autor material, Ronnie Lessa, no dia do crime.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …

A Alemanha quer tornar o teletrabalho um direito legal

O Governo alemão prepara-se para publicar um projeto de lei que dará aos trabalhadores do país o direito legar de trabalhar a partir de casa. A medida aplicar-se-á a todos as atividades laborais que possam …

Novo surto em lar de Beja e 90 alunos em isolamento em Famalicão

Um surto de covid-19 identificado no Lar de Idosos do Centro Paroquial e Social do Salvador, em Beja, já infetou 31 pessoas, sendo 24 utentes e sete funcionários, divulgou a Unidade Local de Saúde do …

Mais de 600 anos depois, encontram-se (várias) semelhanças entre a covid-19 e a peste negra

Numa altura em que o vírus da covid-19 se tem espalhado por todo o mundo, as comparações com outras doenças pandémicas são inevitáveis. Um exemplo disso foi a peste negra que em 1348 fez com …

Nacionalista apoiado pela Turquia eleito Presidente de Chipre do Norte

O nacionalista Ersin Tatar, apoiado pela Turquia, foi no domingo eleito "Presidente" da autoproclamada República Turca de Chipre do Norte (RTCN), numa vitória surpreendente face ao dirigente cessante, Mustafa Akinci, anunciou o conselho eleitoral. Com 51,74% …