Rio “andou aos bonés” (e a demissão de Barreiras Duarte é mais um problema)

PSD / Flickr

Feliciano Barreiras Duarte, secretário-geral do PSD, com o presidente do partido, Rui Rio

Rui Rio “está-se a deixar queimar em lume brando”, depois de uma semana e meia em que “andou aos bonés” com a “aldrabice” de Feliciano Barreiras Duarte. Palavras duras de Marques Mendes numa altura em que o presidente do PSD tem mais um problema para resolver, depois da demissão do secretário-geral do PSD.

A demissão de Feliciano Barreiras Duarte do cargo de secretário-geral do PSD, após as polémicas com o seu currículo académico e com as ajudas de custo que recebeu enquanto deputado, deixa Rui Rio com a sua imagem fragilizada, como alerta Marques Mendes, no seu habitual espaço de comentário na SIC.

E de resto, cria mais um problema ao presidente do PSD que tem que eleger um novo secretário-geral com o aval do Conselho Nacional (CN), onde não tem maioria.

Na lista conjunta que fez com Santana Lopes para o Conselho Nacional, Rio conseguiu apenas 34 em 70 lugares. E desses 34, alguns são apoiantes de Santana Lopes, o que pode vir a complicar as hipóteses de aprovação de um nome que não se afigure consensual.

As possibilidades em cima da mesa, revela o Diário de Notícias, são Pedro Alves, deputado e presidente da distrital de Viseu, Adão Silva, vice-presidente da bancada parlamentar, e Maló de Abreu, vogal da Comissão Política do PSD. A Renascença avança que Adão Silva é o mais provável sucessor de Barreiras Duarte.

Mas, mesmo que esse processo de eleição do novo secretário-geral do PSD decorra ao gosto de Rui Rio, é certo que a sua imagem ficou prejudicada com a “novela inqualificável” em torno de Barreiras Duarte, nota Marques Mendes na SIC.

Para o comentador é evidente que Barreiras Duarte “falsificou, aldrabou o seu currículo” e, por isso, diz que é “estranho” que Rio tenha demorado a agir, só desafiando o seu secretário-geral para se demitir neste sábado, vários dias depois de estalar a polémica.

“Fica a sensação de que ou tinha medo ou estava condicionado“, considera Marques Mendes, notando que Rio “está-se a deixar queimar em lume brando” enquanto “António Costa assiste de palanque”.

O ex-líder do PSD diz que Rio “devia ter decidido isto de forma mais rápida e eficaz”, uma vez que a sua grande vantagem política é a “imagem de seriedade e de pessoa de princípios”. “Não tem imagem de grande estadista, de grande ideólogo, a imagem é de seriedade e ao pactuar com estas situações, dias e dias a fio, dá cabo do melhor que tem”, constata.

“Tem a imagem de uma pessoa corajosa que corta a direito. Onde é que está a coragem? Onde corta a direito?”, acrescenta Marques Mendes, concluindo que o recente líder do PSD “andou aos bonés” durante semana e meia.

Marques Mendes também alerta o presidente do PSD de que “enquanto não tiver causas para apresentar, vai ter casos como estes”.

“Ataques de pessoas que tinham influência” no PSD

Na sua carta de demissão, Barreiras Duarte justifica a decisão com o facto de ter atingido o limite “face à violência inusitada dos ataques e aos efeitos” que lhe causaram e à sua família. Todavia, o ex-secretário-geral do PSD nota que o principal alvo desses “ataques” é Rui Rio, considerando, assim, que “ficar seria avolumar o problema e não contribuir nada para a solução”.

Saio de consciência tranquila“, constata, entretanto, Barreiras Duarte numa entrevista à TSF. “Não há lugar a arrependimentos”, diz ainda, frisando que os “ataques” de que fala foram perpetrados por “pessoas que no congresso deram nota de que gostariam que Rui Rio tivesse dificuldades”.

“Há pessoas que tinham influência” no PSD “e que percebem que agora com Rui Rio há um estilo diferente”, refere também Barreiras Duarte, concluindo que o objectivo é que “Rui Rio não tenha sucesso“.

O político recusa-se a avançar nomes, para não “dar origem a outro tipo de polémicas”, e constata que já sabe de “outro tipo de situações de que já se fala em relação a outras pessoas do PSD”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Mas se existe falsificação foi agora? Há quantos anos o Sr. tem o curriculum na ARepúiblica?
    E não foi também ao longo desses anos que recebeu as ajudas de custo indevidamente? Só agora é que deram por isso? O que andou a fazer o Sr. Passos Coelho e o Sr Relvas que nunca deram por isso? E ele até pertenceu ao governo dos mesmos . Não foi assessor do Sr. Relvas?…… Pois mas nessa altura, os que andam agora a vasculhar tinham o tacho garantido e não lhes interessou a “falsificação”, mas agora que pensam que o tacho lhes está a acabar, é que são todos muito dignos.

  2. Nada vai impedir Rui Rio de vencer as próximas eleições legislativas, ele é o homem certo para governar Portugal. Os senhores que estiveram antes do Rui Rio (Passos Coelho, Montenegro e Amigos) já sabiam das falsificações e das aldrabices do Barreiras Duarte, mas nessa altura estavam todos caladinhos porque tinham os tachos e mandavam no PSD, agora que estão de foram são eles que fomentam estas noticias para criarem instabilidade na governação de Rui Rio.
    Meus Senhores (Equipa do Montenegro) deixem o Rui Rio governar o PSD para depois governar Portugal. Viva o Rui Rio! Viva o PSD!

      • Viva companheiro!
        Gosto muito do nosso PSD mas tenho pena que os nossos companheiros não deixem o Rui Rio governar em paz até às eleições legislativas. Depois das eleições é que se deve fazer o balanço e ver o caminho que se deve seguir, até lá deixem os grupinhos de lado e foquem-se todos em ajudar o PSD a ganhar e não incomodem o homem porque ele ganhou as eleições de forma democrática.

  3. Viva o PSD!
    Montenegro pára só um bocadinho e não andares a prejudicar mais o nosso PSD. Tu tiveste a tua oportunidade de te candidatares à liderança do Partido mas como sabias que não ganhavas ao Rio ficaste caladinho no buraco, depois apareceste na tomada de posse do Rio a dizer só disparates quando o homem ainda estava para começar. Os verdadeiros lideres aparecem nos bons e maus momentos, são corajosos, tu não tens nenhuma moral para andares a minar o terreno ao Rio. Foste fraco na altura de tomar conta do Partido, não quiseste perder para o Rio, de homens como tu não reza a História.
    Viva o PSD!

  4. Senhores ex-barões do PSD, agora é que aparecem todos os casos que andaram escondidos na gaveta do Passos Coelho? Este mesmo Barreiras Duarte já anda pelos corredores do PSD e pelos corredores da Assembleia da República à muito e muito tempo, mas só agora na governação do Rui Rio é que foi lançada a bomba, não será porque perderam o poder e estão já a planear uma queda do Rui Rio para a lançarem o disciplino do Passos Coelho o ainda muito jovem Montenegro? Tenham juízo e deixem o Rui Rio cumprir a sua missão de governar o País, não dêem tiros nos próprios pés.
    Viva Portugal!

    • Concordo consigo. Os rapazes que ocupam as cadeiras na Assembleia da República são sempre os mesmos, independentemente do partido que ganhe as eleições. Devia haver uma limpeza de cadeiras e fazer a mudança dos rapazes sempre que há eleições, não se percebe porque são sempre os mesmos, ou até se percebe, são tachos vitalícios, ao entrar na Assembleia da República só se sai com a reforma já no bolso.

      • Realmente são sempre os mesmos a comer do tacho. Isto acontece no PSD, no CDS, no PS, no BE, no PCP e mesmo nos partidos pequenos, isto não é democracia.
        Cumprimentos amigos.

RESPONDER

Relatório secreto de Costa Pinto defende que Banco de Portugal podia ter feito mais no BES

O "Relatório Costa Pinto" argumenta que o Banco de Portugal tinha conhecimento dos problemas do BES e tinha poderes para fazer mais, melhor e mais cedo. O "Relatório Costa Pinto" tem vindo a ser negado ao …

Lopetegui viu Corona em Sevilha e pode avançar com proposta

Julen Lopetegui, treinador do Sevilha, está atento a Tecatito Corona. O extremo portista mostrou-se em bom plano frente ao Chelsea. O antigo treinador dos 'dragões' Julen Lopetegui, atualmente no comando técnico do Sevilha, esteve esta terça-feira …

Sob o mote da "prudência", especialistas aconselham Governo a não avançar no desconfinamento

Manuel Carmo Gomes, o epidemiologista que deixou de participar nas reuniões no Infarmed, aconselhou o Governo a não avançar para a terceira fase de desconfinamento. E não é o único a defender a suspensão. De acordo …

Oposição quer redução de portagens. Governo responde com cortes ou aumento de impostos

O Governo disse hoje que a redução de portagens nas ex-SCUT "é legal e constitucional", defendendo que a Assembleia da República deve ajudar a encontrar a compensação para encargos de até 149 milhões de euros …

Bispo do século XVII foi enterrado com um feto. Cientistas já sabem porquê

Cientistas já sabem porque é que foi encontrado o cadáver de um feto junto dos restos mortais de um antigo bispo de Lund, na Suécia. Peder Pedersen Winstrup foi um bispo de Lund, cidade na atual …

Detenção da autarca de Vila Real de Santo António surpreende PSD. Deputado do PS suspeito no negócio

Esta terça-feira, a presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Cabrita, foi detida por suspeitas do crime de corrupção num negócio de imobiliário em Monte Gordo.  Fonte da direção do PSD disse, …

Atraso com vacina da Johnson não altera metas do plano de vacinação

O anúncio desta terça-feira do atraso da distribuição da vacina da Johnson & Johnson na Europa não vai afetar o plano de vacinação em Portugal, garantiu a task force. Mais um contratempo para o processo de …

Descoberta de bactérias comedoras de metano numa árvore comum pode ser boa notícia

A descoberta de bactérias que "comem" metano numa árvore australiana comum pode ser uma boa notícia no desafio de reduzir a emissão de gases com efeito de estufa. As árvores são os pulmões da Terra, uma …

Rio diz ser "desejável" que PSD Madeira e Açores excluam Chega de coligações

Em Portugal Continental, o PSD não aceita coligações com o Chega para as próximas autárquicas, sublinhou Rui Rio, que deseja que o mesmo princípio seja seguido nas Regiões Autónoma. Esta terça-feira, Rui Rio reiterou que …

Marcelo começa a despedir-se da emergência e passa a bola ao Governo

Depois do 15.º estado de emergência e com a situação mais controlada, o Presidente da República entende que o ideal é o Governo começar a procurar alternativas legais. Marcelo Rebelo de Sousa espera que o 15.º …