Rui Rio à espera que Barreiras Duarte se demita

PSD / Flickr

Feliciano Barreiras Duarte, secretário-geral do PSD, com o presidente do partido, Rui Rio

A direcção do PSD está descontente com a polémica em torno do currículo de Feliciano Barreiras Duarte, e a sua posição como secretário-geral do partido está cada vez mais em causa. Mas terá que ser o próprio a demitir-se.

A posição de Feliciano Barreiras Duarte como secretário-geral do PSD está por um fio. Segundo apurou o Diário de Notícias, a direcção do partido está descontente com o arrastar da polémica em torno do curriculum do deputado.

A maioria dos dirigentes social-democratas considera que Barreiras Duarte geriu mal todo o processo em torno das dúvidas levantadas pelo seu curriculum, permitindo o arrastar da polémica, e defende que o secretário-geral deve sair.

O presidente do PSD, Rui Rio, está à espera que Barreiras Duarte tome a iniciativa de deixar o cargo. Segundo o DN, Rio não irá pedir ao seu braço direito que abandone o cargo, mas “aceitará um pedido de demissão” do secretário-geral.

Um dos dirigentes que já manifestou publicamente o seu desconforto com o arrastar da polémica é o vice-presidente Castro Almeida, que reconheceu em entrevista à Antena 1 que “as coisas não estão a correr bem“, um mês após a vitória de Rio, e que casos como o do currículo do secretário-geral não podem durar muito tempo.

“Assumo que as coisas não estão a correr bem, estamos num período de adaptação e este arranque é um período de adaptação que tem tido alguns incidentes dispensáveis. Alguns são naturais de um período de arranque, e outros eram dispensáveis”, admitiu Manuel Castro Almeida

O vice-presidente diz ter a certeza de que o seu companheiro Feliciano Barreiras Duarte “estará a avaliar se tem ou não tem condições de poder exercer uma função tão importante e tão exigente como é a de secretário-geral do partido”, mas defende que esta é uma situação que não pode durar muito mais tempo.

“Creio que todos compreendemos as circunstâncias particulares em que ele Barreiras Duarte está neste preciso momento, isto não pode é durar muito tempo como é obvio. Não é comigo…isto não aconteceria comigo“, diz o dirigente social-democrata.

No passado sábado, o semanário Sol levantou suspeitas de que Barreiras Duarte teria falsificado o seu currículo oficial, onde incluiu nas notas biográficas o estatuto de visiting scholar da Universidade da Califórnia, em Berkeley, na qual nunca esteve.

No dia seguinte, o jornal Observador revelou que o secretário-geral do PSD também teria mentido na tese de mestrado em Direito, na Universidade Autónoma de Lisboa, no qual usou o mesmo falso estatuto de professor convidado na Universidade norte-americana.

Na terça-feira, a Procuradoria-Geral da República remeteu para inquérito no Departamento de Investigação e Ação Penal os elementos que recolheu sobre o caso.

“Na sequência de notícias vindas a público, a Procuradoria-Geral da República procedeu à recolha de elementos. Esses elementos foram encaminhados para o DIAP de Lisboa com vista a inquérito”, revelou a PGR, em resposta à Lusa, sem adiantar mais pormenores.

À noite, em comunicado, o secretário-geral do PSD reiterou que “nada fez de errado” e que irá “esperar serenamente” os resultados do inquérito aberto pela Procuradoria-Geral da República ao caso do seu currículo.

Nada fiz de errado no chamado processo de Berkeley. Todos os movimentos e ações relacionados com esse caso estão devidamente documentados e são inequívocos quanto à minha inocência”, lê-se num comunicado divulgado na terça-feira por uma agência de comunicação em nome de Feliciano Barreiras Duarte.

Fui convidado para visiting scholar, estatuto que não confere qualquer grau académico, e não me fiz convidado. Não tirei qualquer proveito da Universidade de Berkely – nem financeiro, nem académico, nem profissional, nem político”, acrescenta a nota.

Barreiras Duarte, que preside à Comissão de Trabalho e Segurança Social da Assembleia da República, foi entretanto substituído na agenda da reunião plenária que se realizou esta quarta-feira, cujo tema era a legislação laboral.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

A Segurança Social tem nova App que permite consultar valor e data de pagamento de prestações

A Segurança Social tem uma nova aplicação móvel que permite aos cidadãos e empresas acederem a vários serviços, como consultar o valor e a data de pagamento de várias prestações sociais. Segundo o Ministério do Trabalho, …

Enfermeiros querem angariar um total de 700 mil euros para financiar greve

Na greve em curso, os enfermeiros angariaram 300 mil euros, conseguindo mesmo ultrapassar o objetivo ao recolherem 360 mil euros até 22 de novembro. Para uma nova greve estabeleceram a meta de 400 mil euros …

Roménia quer adotar o euro até 2024

A Roménia espera adotar o euro até 2024 e pretende contribuir durante a sua presidência da União Europeia, que começa a 1 de janeiro, para reduzir as distâncias entre antigos e novos membros. "O nosso objetivo …

Há risco de irrealismo no preço das casas em Lisboa e Porto, alerta a Moody's

A Moody's prevê que os preços das casas continuem a subir em Portugal, mas adianta que em algumas zonas os aumentos não foram normais. De acordo com a agência de rating Moody's, os preços das casas …

PSD quer cortar metade do IRS dos senhorios nos contratos com mais de 10 anos

O PSD leva esta quinta-feira à Assembleia da República dez projetos-lei sobre habitação e arredamento. Um dos projetos que vai a votos propõe que se reduza a taxa de IRS para senhorios em metade nos …

Antiga Feira Popular dá "jackpot" à Câmara de Lisboa. Medina quer gastar em casas acessíveis

A Câmara de Lisboa arrecadou esta quarta-feira mais 85,5 milhões do que estimava no leilão dos terrenos de Entrecampos, dinheiro que será investido em habitação a custos acessíveis, adiantou o presidente, Fernando Medina "O resultado desta …

Um cometa verde vai passar pela Terra na segunda-feira (e qualquer pessoa vai poder vê-lo)

A cada 5,4 anos, o cometa 46P/Wirtanen orbita o Sol, passando pelos céus da Terra durante o caminho. Este ano, a sua visita é este mês. Geralmente, o cometa 46P/Wirtanen está demasiado longe para o podermos …

May consegue adiar a sua queda, mas não tira o Brexit da corda bamba

Mais de treze horas de incerteza em que o coração de Theresa May voltou a bater depressa demais. A primeira-ministra sobreviveu à moção de censura, mas tem pela frente mais um osso duro de roer: …

Ministra da Saúde reage às demissões no D. Estefânia (e acaba por criticar a sua secretária de Estado)

A ministra da Saúde, Marta Temido, assumiu esta quarta-feira que o Hospital pediátrico D. Estefânia é “uma das jóias da coroa” e não pode ser desfalcado, mas lembrou que “não abundam pediatras no país” e …

Sócios do Sporting vão decidir em AG se Bruno de Carvalho continua suspenso

Os sócios do Sporting vão decidir no sábado em Assembleia Geral se Bruno de Carvalho vai permanecer suspenso, na apreciação do recurso do ex-presidente do clube. Da ordem de trabalho para a reunião magna, marcada para …