Ricardo Salgado usou perdões fiscais para legalizar 34 milhões de euros

Nisopedia / Wikimedia

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado beneficiou de três perdões fiscais que lhe permitiram recuperar para contas em Portugal mais de 34 milhões de euros que estavam na Suíça.

Dados avançados pelo jornal Correio da Manhã revelam que Ricardo Salgado, ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), declarou mais de 34 milhões de euros no âmbito do RERT, o Regime Excepcional de Regularização Tributária, que permitiu recuperar para as contas nacionais elevadas quantias que estavam depositadas no estrangeiro.

Ricardo Salgado terá beneficiado de perdões fiscais nos anos de 2005, 2010 e 2012, argumentando sempre que estes valores, que se encontravam na Suíça, eram provenientes de trabalho feito exclusivamente no estrangeiro.

Além de Ricardo Salgado, outros elementos do universo BES terão usufruído também de perdões fiscais, adianta o Correio da Manhã.

O jornal cita os casos de António Ricciardi, pai de José Maria Ricciardi, de José Manuel Espírito Santo, Manuel Fernando Espírito Santo e de três filhos de Mário Mosqueira do Amaral.

O CM nota que, em conjunto, os membros da família de Salgado declararam às Finanças mais de 54 milhões de euros que estariam em contas na Suíça.

A legalização desta avultada quantia terá rendido ao Fisco 3,42 milhões de euros em impostos.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. 54 milhões de euros terão rendido ao Estado 3,42 milhões de euros em impostos. Parece porreiro, pá! mas eu desconto muito menos a título de IRS, mas a que corresponde uma percentagem muito superior. Obviamente, sou um ilustre desconhecido, não tenho amigos na política. Mas, será que para os partidos socialistas e sociais-democrata esta repartição de taxas observa os princípios da justiça social? Não estarei com os meus poucos milhares de impostos pagos, a contribuir com muito mais esforço?
    Do que os partidos têm dado sinais, é que nada disso está para alterar, é que a lei fiscal tem sido feita para beneficio dos poderosos, do que resulta, o Estado e as instituições (Salgado era uma instituição, pelo que distribuía pelos partidos) não terem estado a cumprir com a Constituição, com os princípios da moral, nem terem mostrado qualquer preocupação com o Interesse Público e o bem comum, quando estão envolvidos os poderosos cá do jardim. É de chancas que tomam decisões

RESPONDER

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …

Provas do caso Luanda Leaks podem ser nulas em Portugal

A Constituição da República Portuguesa determina que as provas obtidas mediantes violação de correspondência são consideradas nulas. Desta forma, os documentos conseguidos por Rui Pinto no caso Luanda Leaks podem vir a ser nulas aos …

Rui Pinto "tropeçou" nos Luanda Leaks sem querer

Foi quando estava à procura de "segredos do futebol" no âmbito dos Football Leaks que o hacker Rui Pinto "tropeçou" nos documentos que incriminam Isabel dos Santos nos Luanda Leaks. É o seu advogado, o …

Líder do assalto às armas de Tancos libertado

João Paulino estava preso preventivamente desde 28 de setembro de 2018. Esta segunda-feira foi libertado por excesso de prisão preventiva. O ex-fuzileiro João Paulino foi hoje libertado por excesso de prisão preventiva. A notícia foi confirmada …

Investigadores desenvolvem tecnologia que permite datar as impressões digitais

Encontrar as impressões digitais numa cena de crime nem sempre é suficiente para haver condenação, podendo os suspeitos alegar que as mesmas foram deixadas antes de o crime ocorrer. Essa realidade pode estar prestes a …

Coronavírus abala mercados mundiais. Petróleo derrapa mais de 3%

A preocupação com as consequências económicas da propagação do coronavírus na China está a ter um efeito devastador nos mercados. A derrapagem nos mercados acontece numa altura em que o número de mortos pelo surto de …

Prémio Tyler 2020: Defensores de políticas verdes ganham "Nobel do Meio Ambiente"

O Prémio Tyler 2020, também conhecido como o "Nobel do Meio Ambiente", foi atribuído à bióloga Gretchen Daily e ao economista ambiental Pavan Sukhdev, foi hoje anunciado. A bióloga especialista em conservação e o economista são …