/

República Checa supera Espanha na taxa de casos. Reino Unido impõe novas restrições

A República Checa divulgou esta quarta-feira 4.457 infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, um novo recorde que eleva a taxa acumulada nas últimas duas semanas para 327 por cem mil habitantes, superando os números de Espanha (302 casos por cem mil habitantes).

Esta taxa de casos positivos acumulados dos checos é a mais alta da União Europeia (UE).

O país está em estado de emergência desde a segunda-feira, uma vez que as novas restrições decretadas em setembro para conter o novo coronavírus tiveram pouco impacto, incluindo antecipar o encerramento de bares e restaurantes ou impor a máscara em todos os espaços públicos interiores e nos meios de transporte.

De acordo com o Ministério da Saúde checo, um total de 90.022 casos positivos foram registados desde o início da pandemia no país; entre estes, 48 788 pessoas já foram consideradas curadas e 794 acabaram por morrer.

Atualmente, o país regista 1.397 pacientes com covid-19 hospitalizados, 3,8% das infeções ativas, situação que põe em risco a capacidade de resposta dos centros hospitalares.

Por isso, o ministro da Saúde checo, Roman Prymula, avisou que anunciará na sexta-feira um novo pacote de medidas severas para conter a pandemia no país.

Reino Unido impõe novas restrições

De acordo com a BBC, a República Checa não é a única impor novas restrições. O Reino Unido vai aplicar novas medidas devido ao o número crescente de infeções no país. Em causa poderá estar o encerramento de bares e discotecas em algumas regiões do país. Além disso, pode haver uma proibição de pernoitas fora de casa em algumas áreas.

O Governo britânico deverá introduzir um sistema de três níveis para confinamentos locais

As novas restrições ainda não estão completamente definidas e o anúncio oficial não deve acontecer até segunda-feira.

Em declarações à BBC, o secretário de Comunidades, Robert Jenrick, disse que o governo está atualmente a considerar “quais medidas tomar” e as medidas específicas para cada região serão anunciadas “nos próximos dias”. Porém, não descartou a possibilidade de encerramento de bares, mas disse que as medidas seriam “proporcionais e localizadas”.

Na quarta-feira, o Reino Unido registou 14.162 novos casos e 70 mortes.

A Escócia também vai introduzir medidas mais rigorosas para travar o avanço da pandemia. A partir de sexta-feira, todos os pubs e restaurantes no centro da Escócia, incluindo Glasgow e Edimburgo, devem fechar, enquanto no resto da Escócia os locais de socialização devem encerrar às 18h e as bebidas alcoólicas só podem ser servidas ao ar livre.

Os médicos já alertaram que o sistema de saúde britânico (NHS) está em risco de ficar sobrecarregado.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.