/

Reino Unido tem mais casos do que pensava. Uma folha de Excel foi a culpada

4

O SNS britânico usou uma folha de cálculo Excel para contabilizar os casos de covid-19 no país. Isso levou a um erro que deixou passar ao lado cerca de 16 mil infeções.

O governo britânico abriu uma investigação para perceber como quase 16 mil novas infeções pelo novo coronavírus não foram registadas devido a uma falha técnica, anunciou o secretário da Saúde, Matt Hancock.

Os números ausentes foram posteriormente adicionados aos totais diários, mas dada a importância desses números para monitorizar o surto e tomar decisões importantes, os resultados do erro são sérios.

Não só leva a subestimar a escala do coronavírus no Reino Unido, mas talvez mais importante seja o atraso subsequente em inserir os detalhes dos casos positivos no sistema NHS Test and Trace.

Embora todos aqueles com teste positivo tenham sido informados de seus resultados, outras pessoas em contacto próximo com eles e potencialmente em risco de exposição não foram acompanhados imediatamente. Este foi um erro grave. O que poderia ter causado isso?

Em causa esteve uma “falha técnica”. Para se ser mais específico, os resultados dos testes de laboratório estavam a ser transferidos para modelos de Excel. Os modelos atingiram um limite no número de linhas que podiam manipular e depois falharam em atualizar com mais casos adicionados. O problema foi resolvido com todos os novos casos adicionados aos totais relatados no fim de semana, dividindo os dados em folhas de cálculo menores.

Nos dias de hoje, temos fábricas e cidades inteligentes. Ainda assim, o SNS britânico, o Public Health England (PHE), usou o Microsoft Excel para gerir um grande volume de dados confidenciais. E aqui reside o problema.

Embora o Excel seja popular e comummente usado para análise, tem várias limitações que o tornam inadequado para grandes quantidades de dados e análises mais sofisticadas.

As empresas que analisaram os testes enviaram os seus resultados como arquivos de texto separados por vírgulas para o SNS britânico. Em seguida, eles foram inseridos em modelos do Excel para serem carregados num sistema central para serem disponibilizados para a equipa de teste e rastreamento e para o governo.

Embora as folhas de cálculo de Excel atuais possam lidar com 1.048.576 linhas e 16.384 colunas, os criadores do PHE usaram um formato de arquivo Excel mais antigo (XLS em vez de XLSX), resultando em cada modelo capaz de armazenar apenas cerca de 65.000 linhas de dados (ou cerca de 1.400 casos).

Quando o limite foi atingido, quaisquer outros casos foram deixados de fora do modelo e, portanto, casos positivos de coronavírus foram perdidos no boletim diário.

  ZAP // The Conversation

4 Comments

  1. Planilha? A sério?

    pla·ni·lha
    (espanhol planilla)
    nome feminino
    1. [Brasil] [Tipografia] Cada uma das faces de um bilhete de identidade.

    2. [Brasil] Folha ou formulário para registar cálculos.

    3. [Brasil] [Informática] Programa informático que permite fazer cálculos matemáticos, contabilísticos, estatísticos, etc. (Equivalente no português de Portugal: folha de cálculo.)

    “planilha”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

    E que tal usar Folha de cálculo?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.