Falha técnica no registo de 16 mil casos causa alarme no Reino Unido

number10gov / Flickr

O ministro da Saúde do Reino Unido,Matt Hancock

O governo britânico abriu uma investigação para perceber como quase 16 mil novas infeções pelo novo coronavírus não foram registadas devido a uma falha técnica, anunciou o secretário da Saúde, Matt Hancock.

 

Matt Hancock, que esta segunda-feira compareceu perante a Câmara dos Comuns, a câmara baixa do parlamento britânico, explicou que o problema está relacionado com a “transferência automatizada de ficheiros” e ligado às limitações de tamanho dos ficheiros nas folhas de cálculo Excel utilizadas no programa de teste e rastreio.

Este é um problema sério que está a ser investigado exaustivamente. Agora é fundamental que trabalhemos em conjunto para o corrigir e garantir que não volta a acontecer”, disse Hancock.

A presença de Hancock na Câmara dos Comuns ocorreu após a revelação, no fim de semana, de que 15.841 casos de infeção pelo novo coronavírus não foram registados entre 25 de setembro e 2 de outubro.

Apesar de os testes terem sido positivos, os contactos – potencialmente cerca de 50 mil pessoas – não foram rastreados, uma falha que poderá ter permitido que o vírus se propagasse.

Jonathan Ashworth, do Partido Trabalhista (oposição), disse que a falha mostrou como “o plano do Governo conservador para combater a pandemia era ambíguo” e que, em última análise, o regime de testes do país está a “colocar vidas em risco”.

Legisladores de todos os partidos criticaram o Governo do primeiro-ministro Boris Johnson pela falta de capacidade de testagem e pelos atrasos na notificação dos resultados.

Para que o programa de teste e rastreio funcione bem, os contactos devem ser notificados o mais cedo possível, de preferência dentro de horas.

Assim, a falha das autoridades em informar as pessoas potencialmente expostas ao vírus poderá levar a muitos mais casos positivos e à subsequente necessidade de o Governo impor mais restrições.

Ashworth criticou o Executivo pela falha “num dos pontos mais cruciais da pandemia”.

Os casos não comunicados foram adicionados ao total diário de novas infeções do governo durante o fim de semana, aumentando o número de casos de sábado para 12.872 e o de domingo para 22.961.

Isto em comparação com uma média de 7.000 novos casos por dia nos quatro dias anteriores. O número de novos casos comunicados esta segunda-feira caiu para 12.594, mas dado os ajustamentos relacionados com os casos em falta, não é possível identificar uma tendência.

Tal como outros países da Europa, o Reino Unido tem assistido, nas últimas semanas, ao aumento das infeções pelo novo coronavírus, o que levou o governo a anunciar uma série de restrições, tanto a nível nacional como local.

As novas regras limitam o número de pessoas autorizadas a reunir-se e instituem recolher obrigatório nos bares.

O Reino Unido tem o maior número de mortes relacionadas com o vírus da Europa, cerca de 42.400.

Os principais conselheiros científicos do governo avisaram há duas semanas que se não fossem adotadas mais restrições, o país poderia acabar com 50.000 novos casos por dia em meados de outubro, levando a centenas de mortes diárias um mês mais tarde.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A icónica tapeçaria "Guernica" de Picasso foi retirada da ONU. Rockfeller pediu-a de volta

A icónica tapeçaria "Guernica", de Pablo Picasso, foi retirada do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) onde estava há mais de 30 anos. A pintura “Guernica”, considerada uma das obras-primas de Picasso …

Este robô-tartaruga não precisa de circuitos eletrónicos para andar. Basta ar

O robô macio de quatro patas, criado por uma equipa da Universidade da Califórnia, não precisa de nenhum circuito eletrónico para funcionar. Os robôs macios têm captado a atenção dos cientistas e o mais recente, criado …

Norte-americano cria secretária para manter crianças seguras durante os tiroteios nas escolas

Um norte-americano desenvolveu uma secretária à prova de bala para assegurar um lugar seguro às crianças dos Estados Unidos em situações de tiroteio. Passaram três anos desde que, a 14 de fevereiro de 2018, Nikolas Cruz entrou …

A Cidade do México proibiu tampões menstruais com aplicador. Agora, as mulheres estão furiosas

A Cidade do México já tinha proibido outros objetos compostos por plástico, como é o caso de copos e palhinhas, mas agora foi mais longe e resolveu banir os tampões menstruais que contém aplicadores. No …

Benfica 2-0 Rio Ave | Águia volta a voar

O Benfica regressou às vitórias na Liga NOS, três jogos depois. A formação “encarnada” recebeu e venceu o Rio Ave por 2-0, com os dois golos apontados por Haris Seferovic e Pizzi numa segunda parte …

Criança de dois anos cai do 12º andar (mas acaba por ser salva por estafeta)

No passado domingo, em Honói, na capital do Vietname, um estafeta salvou a vida de uma criança de dois anos que caiu do 12° andar de um prédio. Nguyen Ngoc Manh é agora conhecido como …

Em França, livrarias e lojas de discos são agora "comércio essencial"

O decreto de lei do Governo francês, publicado na última sexta-feira, incluiu as livrarias e lojas de discos na lista do chamado "comércio essencial", podendo permanecer abertas em caso de confinamento. Em declarações à agência France-Presse, …

Icebergue maior que Nova Iorque parte-se perto de estação de investigação na Antártida

Um icebergue gigante partiu-se esta sexta-feira na plataforma de gelo de Brunt, na Antártida, perto de um posto de investigação do British Antartic Survey (BAS). O bloco de gelo, com 1.270 quilómetros quadrados, será ainda maior …

A Greenpeace está a atirar pedras gigantes para o Mar do Norte. Eis a razão

Na semana passada, a Greenpeace atirou pedras gigantes ao mar ao redor do Reino Unido. Esta ação faz parte do objetivo da organização de acabar com os barcos de pesca de arrasto no fundo do …

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …