Relação anula caução de meio milhão de euros a Armando Vara

Miguel A. Lopes / Lusa

O Tribunal da Relação de Lisboa indeferiu um pedido do Ministério Público (MP) para que o ex-ministro Armando Vara, arguido no processo Operação Marquês, pagasse uma caução económica de meio milhão de euros, informou esta terça-feira o seu advogado.

O acórdão da Relação vem confirmar a decisão do juiz de instrução Ivo Rosa que já tinha indeferido o pedido do MP. “O MP queria uma prestação de uma caução económica de 500 mil euros. Essa pretensão foi indeferida pelo juiz Ivo Rosa e a decisão foi agora confirmada pelo Tribunal da Relação”, disse à Lusa, o advogado Tiago Rodrigues Bastos.

A caução económica destinava-se a garantir o pagamento por parte de Armando Vara de uma eventual indemnização ao Estado, no âmbito da Operação Marques, que se encontra na fase de instrução. “É uma vitória nossa. A única em dez anos”, afirmou o advogado, reagindo à decisão que, segundo o mesmo, não é passível de recurso.

Além da caução económica, o MP também pediu o pagamento de uma caução carcerária no valor de 300 mil euros, que ainda está em discussão na Relação. “Já houve uma decisão desfavorável e estamos neste momento a arguir a nulidade dessa decisão”, declarou Tiago Rodrigues Bastos.

A caução carcerária é uma medida de coação que consiste na garantia patrimonial imposta ao arguido para prevenir o cumprimento dos seus deveres processuais. O juiz Ivo Rosa tinha anulado essa medida de coação, mas o MP recorreu para a Relação que ordenou ao magistrado do Tribunal Central de Instrução Criminal que volte a repor a referida caução.

Armando Vara, que se desvinculou do PS no passado mês de abril, está a cumprir uma pena de prisão de cinco anos a que foi condenado no Tribunal de Aveiro, no âmbito do processo Face Oculta.

O coletivo de juízes deu como provado que o antigo ministro e ex-vice-presidente do BCP recebeu 25 mil euros do sucateiro Manuel Godinho, o principal arguido no caso, como compensação pelas diligências empreendidas em favor das suas empresas.

Armando Vara é também um dos 28 arguidos no processo Operação Marquês em que responde por dois crimes de branqueamento de capitais, um de corrupção passiva de titular de cargo político e dois de fraude fiscal qualificada.

O processo Operação Marquês, que tem como principal arguido o ex-primeiro-ministro José Sócrates, teve início há mais de cinco anos e investigou a alegada prática de quase duas centenas de crimes de natureza económico-financeira.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …