Reivindicações da Função Pública não foram atendidas (e luta pode começar em fevereiro)

José Sena Goulão / Lusa

A coordenadora da Federação dos Sindicatos da Função Pública, Ana Avoila

O Governo não recuou na intenção de aumentar apenas os salários mais baixos. Frente Comum pode avançar para greve no fim de fevereiro e FESAP não descarta acompanhar.

As negociações estarão fechadas e a nova tabela remuneratória única da função pública poderá ir já na próxima semana a Conselho de Ministros, sem que os sindicatos tenham visto as reivindicações atendidas.

A Frente Comum decide na próxima segunda-feira se avança para uma greve nacional e a FESAP, que já antes prometeu dar uma primavera quente ao governo, vai ainda decidir se a acompanha. O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado não avança, de acordo com o Diário de Notícias.

Depois de uma nova reunião, na quinta-feira, liderada pela secretária de Estado da Administração Pública, Fátima Fonseca, o governo mantém a posição de mexer apenas no fundo da tabela, com uma valorização salarial para os 635,07 euros a incidir nas remunerações mais baixas – os três níveis inferiores, que atualmente alcançam os 583,58 euros, e que serão eliminados.

O objetivo é gastar no máximo 50 milhões de euros, acolhendo na atualização 70 mil trabalhadores e deixando mais de 600 mil de fora.

A mudança irá anular também a progressão a quem, nos salários mais baixos, tenha reunido créditos para subir de escalão até aqui. Para a Frente Comum, “isso foi clarinho e foi assumido” na reunião. A estrutura reúne-se em plenário na segunda-feira para decidir formas de luta a adotar no final de fevereiro.

A FESAP, no entanto, ainda acredita numa solução e faz depender dela a decisão de avançar para greve ou manifestação, sozinha ou com a Frente Comum. “No dia em que soubermos que as pessoas deitam os pontos fora e que se verifica um apagão, não tenham dúvidas de que no dia seguinte temos de decidir todas as formas de luta. Não é só de um dia nem será só para os próximos tempos”, avisou o secretário-geral, José Abraão.

Para o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, que acusou o governo de não ser claro no processo negocial, a última reunião do processo significou também um desfecho pouco certo. “Na próxima semana será provavelmente aprovado em Conselho de Ministros e, portanto, está encerrado”, afirmou Helena Rodrigues, presidente do STE. Mas “é uma coisa que não percebemos, que não está clara. Tem um desenvolvimento futuro que nós vamos ver o que é”.

Helena Rodrigues avisou que a proposta do governo deixa de fixar que a posição mais baixa da tabela é equivalente ao salário mínimo – determina agora que “é igual ou superior a 635,07 euros”. Esta proposta não é clara e não conseguimos perceber o que é que ela quer significar. Provavelmente, uma desconstrução da tabela remuneratória única. Diz-nos que o futuro nos trará surpresas, mas não sabemos quais são”, disse.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A primeira exolua alguma vez descoberta vai ficar escondida durante a próxima década

Uma boa exolua é difícil de encontrar e provar que a primeira lua em torno de um exoplaneta realmente existe pode levar até uma década. "Estamos a enfrentar alguns problemas difíceis em termos da confirmação da …

Por um euro, é possível comprar casa na cidade italiana do "Esplendor"

O município italiano de Sambuca, localizado na região italiana da Sicília, está a vender casas por um euro (1,14 dólares), visando travar o declínio populacional que a zona tem sofrido nos últimos anos.  A pequena cidade, cheia …

Pela felicidade dos professores, escola chinesa cria “licença do amor”

A escola secundária de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta terça-feira a "licença do amor", que visa melhorar o humor dos seus professores e, consequentemente, o trabalho que fazem com os alunos. …

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta quarta-feira nas revistas ScienceAdvances e Global …

Norte-americanos morrem mais por overdose do que por acidente de carro

Pela primeira vez na História, os norte-americanos estão mais propensos a morrer por 'overdose' de opióides do que por acidente de carro, sendo a morte devido ao consumo excessivo destas substâncias considerada uma epidemia que …

Choques elétricos e chicotadas: relatório denuncia tortura de mulheres sauditas

Um relatório da Human Rights Watch ​​​​​denuncia que a Arábia Saudita prendeu e torturou ativistas e dissidentes, nomeadamente mulheres que lutam pelos seus direitos. Segundo o "Relatório Mundial 2019" da organização não governamental Human Rights Watch …

"Robôs" podem eliminar um milhão de empregos (e criar outros tantos) até 2030

A adoção da automação em Portugal pode levar à perda de 1,1 milhões de empregos na indústria e comércio até 2030, mas criar outros tantos na saúde, assistência social, ciência, profissões técnicas e construção. Segundo um …

Hacker Rui Pinto admite ser denunciante no Football Leaks

Os advogados de Rui Pinto, o alegado 'hacker' que terá acedido ilegalmente a e-mails do Benfica, defenderam esta quinta-feira a sua conduta, por denunciar "práticas criminosas", e vão opor-se à sua extradição da Hungria, onde …

Duarte Lima recorre para plenário do Constitucional e suspende ida para a prisão

Duarte Lima recorreu esta quinta-feira para o plenário do Tribunal Constitucional (TC) evitando que comece a cumprir a pena de seis anos de prisão a que foi condenado no caso BPN/Homeland, disse à agência Lusa …

Coreia do Norte pede assinatura de tratado de paz antes de nova cimeira com EUA

A imprensa norte-coreana pediu a assinatura do tratado de paz inter-coreano, numa altura em que é esperado nos Estados Unidos um alto dirigente norte-coreano, no âmbito da preparação de uma segunda cimeira bilateral. No editorial, o …