No outono, o Reino Unido vai dar uma terceira dose da vacina aos mais vulneráveis

Jacob King / EPA

William Shakespeare, primeiro homem a receber a vacina contra a covid-19 no Reino Unido

O Reino Unido está a avaliar qual das vacinas contra a covid-19 será a mais indicada para administrar uma dose de reforço no outono para pessoas mais vulneráveis.

Nadhim Zahawi, secretário de Estado responsável pela vacinação, revelou ainda que nada está ainda decidido, mas confirmou que esta possibilidade está em cima da mesa.

“Os médicos ainda não tomaram decisões sobre quando será necessário o reforço, se o objetivo será dar mais imunidade aos mais vulneráveis, aumentar a duração da proteção conferida pelas vacinas, ou fazer uma escolha mais adequada para lidar com as variantes”, disse Zahawi à televisão Sky News.



No entanto, a decisão deverá estar tomada em setembro – altura em que deverão começar a ser aplicadas estas doses de reforço, disse o governante, citado pela BBC.

O que não é certo é que se serão administradas a toda a população acima dos 50 anos, ou apenas a alguns grupos populacionais, consoante os critérios apreciados pelos especialistas, escreve o The Times.

O Reino Unido anunciou já em abril ter comprado 60 milhões de doses adicionais da vacina da Pfizer-BioNtech em antecipação desta campanha de reforço da imunização, recorda o Financial Times.

Contudo, Zahawi disse que outras vacinas estão a ser consideradas, incluindo a da AstraZeneca, e outras que ainda não receberam autorização de uso mas que estão na fase final de desenvolvimento, como as da Novavax, Valneva e Curevac, adianta a Reuters.

O Governo de Boris Johnson assumiu também nesta quarta-feira como prioritária a investigação científica sobre as novas variantes do SARS-CoV-2, e foi anunciado um investimento de 30 milhões de libras (34,5 milhões de euros) nos laboratórios da Public Health England de Porton Down.

Neste momento, o Reino Unido está a registar o mais baixo número de mortes devido à covid-19 desde setembro de 2020.

Cerca de 34,6 milhões de britânicos já tomaram pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 e 15 milhões a segunda.

Isto quer dizer que 30% de todos os adultos britânicos têm já algum grau de imunização, segundo números avançados pela BBC.

Biden quer vacinar 70% dos adultos até 4 de julho

O Presidente norte-americano fixou um novo objetivo para a vacinação contra a covid-19 nos Estados Unidos, ao indicar que pretende vacinar com pelo menos uma dose 70% dos adultos até ao Dia da Independência, a 4 de julho.

Joe Biden, que tem previsto falar esta terça-feira sobre o tema da pandemia, também vai anunciar a meta de 160 milhões de norte-americanos totalmente vacinados até a mesma data.

Segundo fontes da Casa Branca, citadas pela agência noticiosa France-Presse (AFP), se se alcançarem essas metas, tal mudará significativamente a maneira como os norte-americanos irão passar as férias do verão, uma vez que haverá muito menos restrições.

Após os níveis recordes de vacinação, o número diário de pessoas que estão a receber uma dose de uma vacina contra a covid-19 está a diminuir nos Estados Unidos, forçando as autoridades a rever a estratégia para alcançar os indiferentes e os céticos.

Em vez dos enormes centros de vacinação nos estádios, as autoridades estão agora a priorizar as clínicas móveis e a multiplicação dos pontos de vacinação o mais próximo possível das residências dos norte-americanos.

Os Estados Unidos são o país mais afetado em termos de mortes e de casos, com 577.500 óbitos entre os 32.471.116 de casos, de acordo com o levantamento realizado pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Arranca hoje a conferência dos Trabalhistas - num clima de "guerra civil" entre Starmer e os Corbynistas

A proposta de Starmer de mudar a sistema de eleição do líder dos Trabalhistas tem suscitado muitas críticas, num partido que já estava profundamente dividido entre os membros mais conservadores e os membros leais a …

Multinacional oferece emprego qualificado em Portugal mas não tem candidatos

Um engenheiro de Mirandela regressou à terra para instalar na cidade transmontana o polo principal de uma nova multinacional na área da energia que está a recrutar, mas não consegue candidatos para emprego qualificado. Manuel Lemos …

Austrália, Japão, EUA e Índia reúnem-se "sem objetivos militares", mas China sente-se ameaçada

Estados Unidos, Austrália, Japão e Índia reuniram-se naquela que foi a primeira reunião do chamado Quad. A China sente-se ameaçada e avisa que o grupo está "fadado ao fracasso". Joe Biden liderou esta sexta-feira a primeira …

"Escândalo". FCSH acusada de abrir concurso à medida de Raquel Varela

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa está a ser acusada de abrir um concurso à medida da historiadora Raquel Varela. A polémica com a historiadora começou na segunda-feira, 20 de …

Descobertos cadáveres de guerreiros do século XIII. Podem ter sido enterrados pelo Rei Luís IX

Cientistas britânicos acreditam que os cadáveres dos guerreiros cristãos tenham sido enterrados por Luís IX, rei de França, no século XIII. Um grupo de arqueólogos internacionais encontrou no castelo de Sidon, no Líbano, valas comuns com …

Hidroavião de Sacadura Cabral e Gago Coutinho é único no mundo e está em Lisboa

Um dos hidroaviões que há quase 100 anos transportaram Sacadura Cabral e Gago Coutinho na primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul está exposto no Museu da Marinha, em Lisboa, e é o único aparelho original …

Programa da SIC Notícias comentou eleições em dia de reflexão. CNE deixou aviso

O "Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer", da SIC Notícias, falou sobre as eleições em dia de reflexão, porque "comentário não é propaganda eleitoral". As eleições autárquicas estão marcadas para este domingo e, como …

Os dentes das formigas-cortadeiras são tão resistentes como facas

Um novo estudo indica que as formigas-cortadeiras têm uma teia de átomos de zinco entrelaçados na estrutura biológica das mandíbulas, o que lhes dá a durabilidade de um conjunto de facas de aço inoxidável. De acordo …

Francisco George defende vacinação de crianças com menos de 5 anos contra a covid-19

As crianças maiores de cinco anos devem ser vacinadas contra a covid-19, desde que a segurança e a eficácia da vacina estejam comprovadas cientificamente nestas idades, defende o médico especialista em saúde pública Francisco George. A …

Cientistas imprimiram, pela primeira vez, células cerebrais vivas em 3D

Uma equipa de cientistas usou uma nova técnica laser e conseguiu imprimir em 3D células cerebrais vivas. A maioria dos neurónios sobreviveram durante mais de dois dias após terem sido impressos em 3D, o que significa …