“A realidade ultrapassou-me”, admite Cavaco Silva

presidencia.pt

O ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

Cavaco Silva assume, na sua primeira entrevista depois da saída da Presidência da República, que “a realidade” da “geringonça” o “ultrapassou”, quando o PS formou Governo com o apoio parlamentar de BE e PCP.

Em entrevista à RTP, na primeira grande conversa com a comunicação social desde que deixou a Presidência, Cavaco Silva abordou alguns dos pontos mais polémicos do livro de memórias “Quinta-feira e outros dias”, que lançou na semana passada.

José Sócrates é figura central da obra, com Cavaco a tecer várias críticas ao ex-primeiro-ministro, que já veio falar de um “ajuste de contas”.

Na RTP, Cavaco garantiu que não precisa de “ajustar contas com ninguém” e justifica que as reuniões que manteve com Sócrates “constituem a parte substancial da magistratura de influência do Presidente da República” e que, portanto, tinha que as mencionar no seu livro de memórias sobre os dois mandatos que passou em Belém.

Sem nunca mencionar o nome de Sócrates, referindo-se sempre ao ex-governante como “o primeiro-ministro do XVIII Governo Constitucional”, Cavaco aproveita para lhe lançar mais algumas “farpas”.

Mais farpas a Sócrates

O ex-Presidente acusa Sócrates de “deslealdade”, notando que não se lembra de que foi ele que evitou “uma grave crise política”, com contactos com o PSD, antes da aprovação do Orçamento de Estado de 2011.

Cavaco comentou ainda o caso das escutas a Belém, em que Sócrates veio acusá-lo de ser “a mão por detrás dos arbustos” que lançou o rumor para a comunicação social com o objectivo de derrubar o seu governo. O ex-Presidente da República nota que não desmentiu a notícia porque a considerou “uma historieta de Verão para atrair leitores, absurda e sem o mínimo fundamento”.

Além disso, diz que estava de “férias com um jipe cheio de diplomas para analisar” e que não quis “alimentar notícias que pretendem criar factos políticos”.

Cavaco admitiu ainda ter ficado “totalmente surpreendido” com a detenção de Sócrates, em 2014, e com o seu envolvimento no processo Operação Marquês, garantindo que nas reuniões que mantiveram nunca se apercebeu de “qualquer actuação legalmente menos correcta”.

Mas o ex-chefe de Estado escusou-se a comentar o caso judicial porque diz que não tem acompanhado a matéria, “a não ser pelos títulos demasiado grandes que aparecem em alguma comunicação social”.

Análise à “geringonça” em próximo livro

Quanto ao actual governo de António Costa, Cavaco Silva recusa-se a tecer comentários e diz apenas que tem uma opinião “muito recatada” sobre a solução política de parceria entre PS, Bloco e PCP. Análises a esta governação só num próximo livro que promete lançar nos meses que aí vêm.

Cavaco foi ainda questionado sobre os seus baixos níveis de popularidade, nomeadamente quando terminou o seu último mandato, e notou que “sondagens, ruídos mediáticos, trepidações políticas e espuma dos dias nunca influenciaram” as suas decisões.

“Quatro maiorias absolutas são suficientes para preencher o meu ego”, acrescentou Cavaco, com a garantia de que pretende viver “uma vida fora dos holofotes” e assegurando que “política nunca mais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Politica nunca mais? Curioso.
    Se vai lançar outro livrinho a falar da “geringonça”, no qual, muito provavelmente, não vai ser simpático, o que é isso se não “fazer politica”. Este senhor sabe bem que, como ex chefe de estado, as suas opiniões têm impacto na sociedade e na politica.
    Lá está, a “mãozinha” a meter veneno quando lhe apetecer….e ainda ganha dinheiro (com a venda dos livrinhos).
    Genial!

  2. Se tem o ego assim tão preenchido porque lança o livro numa altura tão efervescente da vida politica do país?
    parece que esse ego não se satisfez com as manobras de bastidores enquanto fez parte da governação do país.

  3. É preciso ter descaramento e falta de ética para continuar, pela surdina, a tentar influenciar os pobres de espirito.
    Chega de tanto descaramento.

    • Estou de acordo. Este tipo ñ passa de um sonso!!! O que ele está a tentar fazer, são manobras de distracção para esconder coisas graves que cometeu. Ações, Pavilhão Atlântico, BPN, BES, pides, etc

  4. De facto esta triste figura devia desaparecer da vida dos portugueses definitivamente. Ponha os olhos no actual PR e esconda-se de vez. O seu espírito vingativo e vaidoso não trouxe nada de bom ao país que confiou nele. Se fosse hoje não enganaria os portugueses. Conseguiu porque é esperto. Usou os fundos da CE para criar uma imagem que levou os portugueses a votarem nele. Se analisarmos bem, o que é que ele fez? ficou bem na vida, beneficiou os seus amigos e sua família. Por isso desapareça!

  5. “A realidade ultrapassou-me” Também a mim!… E eu a pensar que uma pessoa formada em economia iria ser uma mais valia como presidente.

  6. “O ex-Presidente acusa Sócrates de “deslealdade”, notando que não se lembra de que foi ele que evitou “uma grave crise política””. Foste, foste. e eu fui o primeiro a ir a Marte.
    “Cavaco admitiu ainda ter ficado “totalmente surpreendido” com a detenção de Sócrates, em 2014”. Ficaste, ficaste. E eu fui Billy the Kid noutra vida.
    “Cavaco admitiu ainda ter ficado “totalmente surpreendido” com a detenção de Sócrates, em 2014, e com o seu envolvimento no processo Operação Marquês, garantindo que nas reuniões que mantiveram nunca se apercebeu de “qualquer actuação legalmente menos correcta””. “qualquer actuação legalmente menos correcta”? Legalmente menos correcta? O que é que isso quer dizer? Uma acção legal… que é menos correcta? Então é legal, não é? Só que é menos correcta! Se fosse assim, o Sócrates não seria preso (ou será que seria?). Na Contra-Informação (série de marionetas com vários personagens da vida politica) ele começou por ser o Acabado Silva. Depois foi o Regressado Silva (aquando da sua candidatura a Presidente da República). Agora é o Esclerosado Silva.
    “Análises a esta governação só num próximo livro que promete lançar nos meses que aí vêm.”. Nunca tinha visto a promoção tão descarada (e de mau gosto) de um livro num canal de televisão. Quanto ao próximo livro… Será que vai dar novela?
    “Cavaco foi ainda questionado sobre os seus baixos níveis de popularidade, nomeadamente quando terminou o seu último mandato, e notou que “sondagens, ruídos mediáticos, trepidações políticas e espuma dos dias nunca influenciaram” as suas decisões.”. Pois… Ele nunca deu atenção ao povo… Que o elegeu! Opinião pública? Para que é que isso serve? Talvez ele exlique num próximo livro. Vou comprar meio quilo…
    “Quatro maiorias absolutas são suficientes para preencher o meu ego”. Provavelmente. Também forma suficientes para pôr o país no estado em que está. O seu ego está preenchido, mas os nossos bolsos não!

    É preciso aprender! Aquilo que um Presidente da República NUNCA deve ser! Aquilo que um Primeiro Ministro NUNCA deve ser! Este “senhor” foi mesmo útil para Portugal. Deve figurar nos livros de história e política num capítulo entitulado: O que não se deve fazer (de todo!) às quintas e outros dias!

    Nota: O teu livreco não é mais que uma “historieta (…) para atrair leitores”. No próximo livro, por favor utilize papel macio, absorvente e; de preferência, com picotado. Pelo menos há-de servir para alguma coisa.

    • Estou plenamente de acordo, este Sr. cavaco não é uma sombra do Sócrates, esse sim um grande homem, ” um governante à Portuguesa.
      Politico, HONESTO, SINCERO UM GOVERNANTE QUE LEVANTOU O PAIS, DEIXANDO OS COFRES CHEIOS, O POVO A GANHAR BEM E UMA TAXA DE DESEMPREGO NUNCA VISTA.
      Também à Portuguesa, vitima de uma enerme conspiração , que dá a entender que o Homem, “Sócrates” è um mentiroso compulsivo, criminoso, corrupto, etc…
      A comunicação social chegou a mostrar um processo cortado à tesoura para o Safar, como se alguém acreditasse ser possível em alguma parte do Globo, qualquer tribunal cortar à tesoura partes de processo para safar alguém.
      Até quiseram mostrar que o homem nem era ENG, mais uma grande mentira.
      VIVA O SR. “ENG”. JOSÉ SÓCRATES!
      DESEJO QUE VOLTE RÁPIDA MENTE À POLITICA E A GOVERNAR PORTUGAL,OS PORTUGUESES MERECEM.

RESPONDER

Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos. Na conferência de imprensa do …

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …