Cavaco só tem um elogio para Sócrates (e é uma crítica a Costa)

Homem de Gouveia / Lusa

O Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva

O ex-Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva.

Cavaco Silva diz que o livro “Quinta-feira e Outros Dias”, lançado precisamente nesta quinta-feira, é um “prestar de contas” aos portugueses, mas mais parece um ajuste de contas com José Sócrates. E no único elogio que lhe faz, critica António Costa.

Na apresentação do livro de memórias de Cavaco Silva, que ocorreu, esta quinta-feira, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, o antigo reitor da Universidade Católica, Manuel Braga da Cruz, afiançou que a obra é uma “prestação de contas” e não um “ajuste de contas”, conforme cita o jornal Público.

Mas não é nada disso que parece, percorrendo as 600 páginas do livro “Quinta-feira e Outros Dias” que se debruça, em especial, sobre as reuniões entre Cavaco e José Sócrates, quando o primeiro era Presidente da República e o segundo primeiro-ministro.

São muitas as “farpas” lançadas por Cavaco a Sócrates e o único elogio que lhe faz, é para criticar António Costa e a actual solução de Governo de aliança parlamentar de esquerda a que deu posse contrariado.

“Devo reconhecer que, na definição e execução das políticas económicas e sociais, o primeiro-ministro [José Sócrates] não se deixou captar pelo PCP ou pelo BE“, escreve Cavaco, citado pelo Diário de Notícias.

“Sempre o vi bem consciente de que o caminho defendido por esses partidos seria desastroso para Portugal e para os portugueses. O modelo leninista que querem implementar só tem gerado miséria e totalitarismo”, prossegue Cavaco.

“Se o primeiro-ministro tivesse ido por aí, a herança deixada pelos governos a que presidiu teria sido muito pior”, conclui o ex-Presidente, continuando, mais à frente, as críticas ao actual governo.

“Não existe na Europa, nem tão-pouco no mundo, qualquer país que seja desenvolvido e que registe um caminho de sucesso tendo partidos de extrema-esquerda a determinar a condução da política económica”, aponta Cavaco.

Desconfianças com negócios da PT e Venezuela

No demais do livro, sobressaem as críticas e desconfianças relativamente a Sócrates, com Cavaco a abordar alguns dos negócios que são alvo da investigação da Operação Marquês.

O ex-Presidente refere, nomeadamente, o negócio da PT da venda da Vivo à Telefónica, e a posterior compra da brasileira Oi, considerando que era para “desconfiar” e sublinhando que avisou Sócrates de que seria um mau negócio, adianta o Correio da Manhã.

Os negócios da PT estão sob suspeita da Justiça, no processo que implica José Sócrates, e o Ministério Público acredita que Ricardo Salgado terá pago 40 milhões de euros a Sócrates e Zeinal Bava, ex-CEO da telefónica, para “enterrar” a empresa.

Cavaco ainda diz que desconfiava também, da relação entre Sócrates e o então Presidente da Venezuela, Hugo Chávez. “Quanto mais via o entusiasmo do primeiro-ministro com os negócios das empresas portuguesas com a Venezuela, mais desconfiado eu ficava. Não me enganei”, atira Cavaco a propósito de outro caso que é alvo das investigações da Operação Marquês e que envolve também o Grupo Lena.

Sócrates queria Cavaco a negociar com a Troika

No livro, Cavaco faz também a revelação surpreendente de que Sócrates queria que fosse o ex-Presidente a liderar as negociações com a Troika, composta por Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional, depois da sua demissão do cargo de primeiro-ministro.

“Respondi-lhe que eu não faria diligências absurdas. Lembrei-lhe que o Presidente da República não tinha competência nem meios para o efeito e acrescentei que o Governo não podia fugir às suas responsabilidades”, escreve Cavaco, segundo a transcrição do Público.

Cavaco relata que Sócrates não queria assinar o acordo com a Troika e que teve que empreender esforços para “o obrigar a pedir o auxílio financeiro”, salienta o jornal.

Sócrates terá ainda sugerido a Cavaco que, se considerasse que “não estava a lidar bem com o problema da obtenção dos meios de financiamento do Estado, poderia nomear um outro Governo, ao qual nem o PS nem ele próprio colocariam quaisquer obstáculos”, escreve o ex-chefe de Estado.

“Senhor primeiro-ministro, não vale a pena desviar a conversa e falar em absurdos constitucionais”, foi a resposta dura de Cavaco, segundo o próprio.

Para breve, o ex-Presidente da República promete um segundo livro que se vai centrar nas suas relações com Passos Coelho e com António Costa.

ZAP //

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. É verdade que não li o livro, nem vou ler.
    Não pretendendo invocar eventuais princípios de ética (parecem estar em desuso, infelizmente), há algo que me faz imensa confusão: como pode ainda haver quem pense que “sobe”, melhora a sua imagem, quando tenta afundar os outros (tendencialmente os que estão, ou se pensa estarem, mais em baixo). É no mínimo lamentável!

  2. “Juiz informou Cavaco de escutas ao genro no caso Face Oculta” FOI AÍ QUE CAVACO SALTOU COM TUDO PARA CIMA DE SÓCRATES enfim um desqualificado.

  3. Até o diabo deve ver-se aflito para lidar com esta cambada.

    Esganem-es todos uns aos outros até que não reste um sequer e deixem os cidadãos viver em paz.

  4. É a primeira vez que um ex-Presidente quebra o sigilo de confidencialidade a que está obrigado quanto às conversas entre membros do Estado.
    Mais uma vez Cavaco mostra que nunca teve nível para exercer o cargo de Presidente. Esse senhor confunde funções de Estado com os de uma alcoviteira. Não está em causa analisar o que A ou B disseram (aliás concordo com o comentário anterior: estão bem uns para os outros) mas cumprir regras de funcionamento e que asseguram a confiança entre órgãos do Estado (independentemente dos seus protagonistas). Deste ponto de vista Cavaco traiu as suas obrigações.

    Nota à parte: o “timming” também é interessante: face à inabilidade manifesta do “lider” da oposição, Cavado não resistiu a procurar ter algum protagonismo no combate ao PS e suas alianças na Assembleia…

    • Meu caro Filipe
      Quando li o titulo da notícia e estava a fazer o ” processamento mental” do conteúdo, pensei EXACTAMENTE o que escreveu, quase que palavra por palavra, não apenas no dominio do “código de conduta” mas sobretudo no “timmimg”. É precisamente isso. É Cavaco a dar a “mãozinha” ao PSD, a tentar unir os cacos de um PSD esfrangalhado que, á falta de coisas verdadeiramente relevantes para todos nós, se dedica a “explorar” o ridiculo, o secundário, as questões laterais que pouca ou nenhuma repercussão têm nas nossas vidas quotidianas.

  5. Lamentável! (Não vou comprar era o que faltava).
    Portugal no seu melhor e ao mais alto nível!
    Poderia publicar um livro de “Economia de futuro”, “criação de novas “Start-up’s”, enfim, alguma coisa da sua área académica!
    Em todos os lados temos os bons e os maus!
    Também tive professores assim.., maus!
    E como se constata mais uma vez, este senhor nunca esteve para servir o País e as pessoas, mas para dar cabo dele e aproveitar-se dele!
    Bem haja o nosso Grande Marcelo Rebelo de Sousa! Assim continue!

  6. Será que ele ” O Snr.Silva “(como lhe chamava o s/companheiro da Madeira o Alberto João) não fala no no livro do negocio escuro da compra e venda das s/s ações do BPN,..??..e troca da casa velha por uma nova no Algarve..??.. Tudo feito com s/s amigos do PSD.. E foi este sujeito presidente da republica 10 anos..

  7. Para descanso da minha consciência, nunca jamais votei nesta coisa por isso durmo tranquilo. Quanto ao resto bem pode o ali bá bá escrevinhar coisas porque fazer mais mal ao país do que já fez não lhe vai ser possível.

  8. Do PSD ao PS e toda a panoplia de escumalha que se vê pelo meio e pelos lados, a conclusão é só uma
    RETIREM-SE TODOS O POVO ESTÁ FARTO DE TANTA GATUNAGEM

    • Não diria tanto! Mais literatura de casa de banho (escrita em papel higiénico).

      Vamos lá a ver se este comentário é publicado.

  9. Espero que nesse livro, ele também revelado o segredo sobre uma parte do Ouro que estava na Reserva do Banco de Portugal que foi penhorado em negócios lá nos USA… Mas se não fala disso ! Devia, porque na altura ele era 1º Ministro de Portugal…

  10. A honestidade e cumprimento do dever parece ainda incomodar muita gente e quando deveríamos caminhar de facto para uma maior valorização do ser humano como pessoa parece estarmos cada vez mais na situação do safe-se quem puder e o resto são tretas.

    • De quem fala, Sr Vasco? Olhe que não se está a referir ao “este” senhor. “honestidade e cumprimento do dever”? De todo! “valorização do ser humano como pessoa”? Só se for a dele. Mas… Gostaria de deixar uma ressalva, caso estivesse a ser irónico. Estava?

  11. Simplesmente DETESTO ESTE INDIVIDUO. Não obstante isto, reconheço que, depois de levarmos com este fulano 20 anos, é coerente, continua igual a ele próprio, ou seja, “Cara de Pau”, cheio de soberba e de certezas, com aquela postura do ” raramente tenho duvidas e nunca me engano”, é venenoso e vingativo. Francamente, é má pessoa. Disse ele que este “livro” era para “prestação de contas”, deveria antes dizer “ajustar contas”, basta ler as passagens referidas na notícia para se perceber quem ele pretende atingir. Claramente toda a esquerda, com enfoque especial no PS. Não é sério.

  12. O sócrates fez muita coisa errada e cometeu crimes, a meu ver, e não deveria ter assinado aquela m€rda de acordo com a troika, isso individou-nos ainda mais e vamos ficar em dívida por mais umas décadas, tou farto de servir de recurso a esses sanguessugas parasitas. Se pudesse isolava-me deste lixo todo, mas não tem como, de uma forma ou de outra sou obrigado a pagar impostos e a ser escravo desses bandidos criminosos. Nada é meu, o meu pai trabalhou e pagou toda uma vida pra ter o que teve e me deixou, e eu vou pelo mesmo caminho e por aí vamos. Se comprar uma casa pago imposto, se vender uma casa pago imposto, se possuo uma casa pago imposto, se possuo um terreno pago imposto, se possuo um carro ou uma moto pago imposto além dos impostos criminosos e absurdos dos combustíveis, tudo o que compro paga imposto, ou seja, o governo absorve impostos em cima de impostos e nunca tem dinheiro, e tá sempre na falência, e o povo (classe média) paga e paga e paga e nunca tem nada seu! OK tenho carro e casa (que já era de meu pai) mas não são meus, tou sempre pagando para os ter, logo não são meus, se não pagar IMI ou o IUC penhoram-me os bens e fico sem nada! Que vida de escravidão miserável, tudo para sustentar os parasitas, uns que se dizem pobres e que gostam de ser pra não fazerem nada e viver às custas do trabalho dos outros, e os outros que ainda são piores que são ricos e gananciosos com sede de poder que só querem mais e mais sem se importar com as gerações que trabalham e morrem a trabalhar (sim porque a idade da reforma falta pouco pra ser o caixão) para que eles tenham os luxos e as futilidades satisfeitas. Ah quem pudesse largar isto tudo e voltar ao tempo do “se trabalhas comes e tens o fruto e benefícios do muito ou pouco que fazes, se não trabalhas … olha não comes”, é que faz falta isto ir a “reset”. Quem necessita como os realmente inválidos, doentes, velhos, e os deficientes não fazem parte desta equação como é óbvio, esses são os que precisam e têm que ser ajudados. Agora o resto que vá trabalhar se quiser comer e ganhem vergonha na cara, ladrões bandidos a viver e enriquecer à custa do suor e sangue de quem trabalha, sociedade lixo!

    • Sabe qual é a alternativa ao que tanto se queixa? Anarquia. Esabe o que quer dizer anarquia? Ausência de leis. É verdade que não há impostos, mas acaba por não haver liberdade também. Os impostos são absolutamente essenciais para governar um país (em democracia ou não). Pode se queixar, e com razão, qua eles não são bem aplicados, mas eles são necessários para gerir um país. O Estado. E TODOS devem ser chamados para contribuir. Se não está satisfeito, mostre-o nas eleições!

RESPONDER

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …