Quase todos os pacientes que precisaram de ventilador em Nova Iorque morreram

Alejandro Garcia / EPA

Quase todos os pacientes que precisaram de um ventilador enquanto lutavam contra o novo coronavírus (covid-19) no Northwell Health, o maior sistema de saúde de Nova Iorque (Estados Unidos), acabaram por morrer.

Os números são de um novo estudo recentemente publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) e cujos resultados são citados pelo portal Futurism.

Cerca de 88% dos pacientes internados com covid-19 em Nova Iorque que precisaram de ventiladores – aparelhos médicos utilizados para controlar a respiração dos pacientes com pneumonia grave ou síndrome do desconforto respiratório agudo – acabaram por morrer na sequência da infeção por covid-19.

A utilização de um ventilador parece apontar um diagnóstico sombrio contudo, importa frisar, estes aparelhos só costumam ser utilizados em casos mais graves da doença.

Dos 2.635 pacientes hospitalizados cujos resultados são conhecidos (o estudo observou 5.700 pacientes no total), apenas 12% receberam “ventilação mecânica invasiva”.

A nível global, morreram 21% dos doentes.

“Nova Iorque tornou-se o epicentro desta pandemia (…) Clínicos, cientistas, estatísticos e profissionais de laboratório estão a trabalhar incansavelmente para oferecer os melhores cuidados de saúde e o máximo conforto aos milhares de pacientes com covid-19 que estão nos nossos hospitais em Northwell”, disse Karina Davidson, co-autora do estudo.

Os mesmos dados revelam que a doença tende a ser mais mortal entre as pessoas mais velhas. Em toda a população estudada no presente estudo, não houve registo de nenhum óbito em pessoas com menos de 18 anos.

ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Deve ser porque os técnicos de saúde não receberam formação. Tinham que o descobrir na prática (on-the-job training).
    Pelos vistos ainda estão a praticar

  2. Compreende-se porque aqui houve uma agonia tão grande em comprar ventiladores a qualquer custo, os que existiam, os que ofereceram, os 500 comprados à China e que nunca mais vêm, uma empresa portuguesa que passou a fabricar ventiladores, grandes negociatas.
    Agora são as máscaras, está a ser outra negociata.
    E as viseiras que dão uma falsa protecção, outra negociata.
    Temos até as pessoas que adquirem máscaras sofisticadas, com válvula de exaustão, que servem para proteger em lugares com poeiras, e deixam passar o ar livremente quando se expira, mas têm um carimbo…
    É o país que temos.

  3. É impressionante como os detratores militantes até num artigo sobre os EUA aparecem para tentar denegrir o seu próprio país usando as vezeiras generalizações! Com certeza que se deverá tratar de algum complexo já descrito num qualquer tratado de Psicologia.
    Nos EUA dizem “USA, or you love it, or you leave it”. Por cá é o mesmo mas em bom português que não seria de bom tom transcrever neste local público.

Na Colômbia, a "rebelião dos grisalhos" lutou contra o confinamento e a juíza deu-lhes razão

Um grupo de ilustres septuagenários, que liderou a iniciativa local da "rebelião dos grisalhos", na Colômbia, conseguiu uma grande vitória judicial. Na Colômbia, a "rebelião dos grisalhos" lutou contra o confinamento, exigindo mais tempo na rua …

EUA ponderam bloquear o TikTok e outras redes sociais chinesas

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, admitiu esta semana que os Estados Unidos estudam a possibilidade de bloquear a rede social de vídeos TikTok, bem como outras plataformas do género chinesas. Em entrevista à emissora …

Salgado acusa Banco de Portugal de "deslealdade" e "desonestidade"

Na contestação à coima aplicada pelo supervisor por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais, a defesa de Ricardo Salgado acusou o Banco de Portugal de ter sido “desleal e desonesto” na forma …

No Reino Unido, só 22% das pessoas que testaram positivo relataram ter sintomas

Um novo estudo acaba de revelar que, no Reino Unido, apenas 22% dos casos positivos tinha sintomas da covid-19 no dia em que fizeram o teste. Um estudo do Office for National Statistics (ONS) britânico, divulgado …

Administração Trump notifica formalmente o Congresso sobre saída da OMS

O Governo norte-americano informou esta terça-feira o Congresso sobre a sua saída forma da Organização Mundial da Saúde (OMS). A Administração Trump já notificou formalmente o Congresso norte-americano de que os Estados Unidos vão sair da …

“Não vou ser infetado e propagar a covid-19”. Burundi anuncia triagem maciça da população

O Governo do Burundi começou esta segunda-feira uma campanha de triagem maciça da covid-19, decisão que demonstra uma alteração das políticas implementadas pelo novo Presidente do país no sentido de combater mais assertivamente a propagação …

Despedida de Centeno e estreia de Leão. Eurogrupo elege presidente na quinta-feira

A eleição para a presidência do Eurogrupo, na quinta-feira, será a última reunião presidida por Mário Centeno e a estreia europeia de João Leão como ministro das Finanças. A eleição para a presidência do Eurogrupo é …

Governo está a preparar um programa específico de apoio ao Algarve

O Algarve terá um programa específico de apoio, que já está a ser preparado pelo Governo, avançou o ministro da Economia esta terça-feira. O ministro da Economia disse, esta terça-feira, que o Governo está a preparar …

OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

Depois do alerta de 239 especialistas, a Organização Mundial de Saúde diz que há novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu, esta terça-feira, haver novas …

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos (e reduzir novas aeronaves a metade)

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos. A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o …