Tancos. PSD pede a Ferro reunião urgente na Assembleia

Manuel de Almeida / Lusa

O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão

Fernando Negrão pediu esta segunda-feira uma conferência de líderes extraordinária para marcar um debate de urgência sobre o caso de Tancos.

O PSD quer que Ferro Rodrigues convoque uma reunião extraordinária da Conferência de Líderes para discutir o caso de Tancos, que tem marcado os últimos dias, com o ex-ministro da Defesa, Azeredo Lopes, a ser constituído arguido no processo.

Para o líder parlamentar do PSD, a acusação de Tancos “afeta diariamente um ex-membro do atual Governo, pondo a nu a existência de condutas extremamente graves no exercício de funções”.

Afirmando ser “pouco crível” que Azeredo Lopes “não se tenha articulado com o responsável máximo do Governo, quando é público que o fez com um deputado do PS” [Tiago Barbosa Ribeiro], o PSD considera que fica levantada “uma suspeita de conivência do primeiro-ministro” e que, “mesmo que não tenha havido articulação”, a situação é igualmente “grave”, por mostrar que António Costa foi ultrapassado pelo seu então ministro, adianta o Expresso.

“À Assembleia da República não só foram sonegadas informações (…), como este órgão de soberania terá sido inebriado pelo Governo com informações, no âmbito deste processo, que não correspondem minimamente à realidade. É urgente repor a credibilidade das instituições – Governo e AR – e a normalidade democrática, o que exige uma reunião da Comissão Permanente para debater este assunto”, exige Fernando Negrão.

A Comissão Permanente é um órgão da Assembleia da República que funciona durante as férias parlamentares ou em campanha eleitoral, reunindo um pequeno grupo de deputados de cada partido para discutir os temas mais urgentes.

No entanto, para que isso aconteça, precisa de consentimento da maioria dos grupos parlamentares. Neste caso, não é certo que existe maioria, uma vez que só o CDS mostrou ter a mesma intenção que o PSD.

PS recusa reunião

Numa nota enviada às redações, o grupo parlamentar do PS defende que “não se afigura razoável o pedido formulado pelo PSD, tendo em conta que assenta em insinuações e suposições e procura misturar a esfera política e a judicial de forma pouco respeitadora do princípio da separação de poderes”.

Segundo o Público, o PS considera que o Parlamento “não deve ser instrumentalizado” e por isso vão votar contra a realização de uma reunião da comissão permanente do Parlamento, a pedido do PSD.

Para os socialistas, “a prática constitucional dos últimos 40 anos” mostra que tal nunca aconteceu e não é com “convocatórias em cima da hora e ao arrepio do que são as práticas estabilizadas que se dignifica o debate e o escrutínio parlamentar”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mas que grande palhação!!!
    Que aproveitamento politico mais nojento… É tão evidente o jogo manhoso deste animal que até mete pena!
    Está a usar de todos os truques baixos para atingir um fim…
    Para mim este Rio morreu politicamente, está completamente desesperado só pode!

RESPONDER

Novo lay-off é para "aguentar o emprego e as empresas" (mas agrava cortes dos trabalhadores)

O novo regime de lay-off anunciado pelo Governo, para apoiar as empresas com "perdas mais significativas", nomeadamente na área do turismo, visa "aguentar o emprego e as empresas", segundo o ministro da Economia, Siza Vieira, …

Jornal "The Guardian" sugere que Portugal é um país racista e compara Ventura a Bolsonaro

O jornal britânico "The Guardian" noticiou, esta segunda-feira, alguns dos mais recentes acontecimentos racistas que têm ocorrido no país, afirmando no seu título que "Portugal regista um aumento da violência racista com ascensão da extrema …

Jornal Washington Post declara apoio a Biden e quer afastar "o pior presidente dos tempos modernos"

O jornal de referência Washington Post declarou esta segunda-feira o seu apoio ao candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, para derrotar o republicano Donald Trump, que considera “o pior Presidente dos tempos modernos”. No …

Portugal não recorrerá aos empréstimos do fundo de recuperação da UE

O primeiro-ministro António Costa salientou esta terça-feira que Portugal "recorrerá integralmente" aos cerca de 15,3 mil milhões de euros em subvenções que poderá receber do fundo de recuperação europeu, mas adiantou que não utilizará a …

Isabel dos Santos impugna nacionalização da Efacec

A empresária angolana Isabel dos Santos avançou com uma ação para impugnar a nacionalização da Efacec, decisão que foi anunciada pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, no início de julho. Numa nota enviada às …

Brexit. Na nona e última ronda, Von der Leyen está convencida de que acordo é possível

A União Europeia (UE) e o Reino Unido voltam esta terça-feira às negociações, na nona e última ronda para sair do impasse em questões como as pescas e concorrência e chegar a um acordo de …

Fundo de Resolução deve ser analisado com rigor, diz BCP. Presidente do banco defende moratórias

O presidente da Comissão Executiva do Millennium BCP, Miguel Maya, disse na segunda-feira que o tema do financiamento do Fundo de Resolução deve ser analisado com o "máximo cuidado e rigor", afirmando não ter nenhuma …

Falhas nas escolas: Falta de funcionários, alunos reprovados e Internet lenta condicionam resultados

Dois em cada três estudantes portugueses frequentam escolas onde os diretores apontam a falta de pessoal não docente como um dos fatores que condiciona a capacidade de ensinar. Chumbos ou Internet lenta também são condicionantes …

Há pontos de contacto e linhas vermelhas na relação amor-ódio que desenha o futuro do OE2021

O PCP foge por entre os dedos, o Bloco de Esquerda está cheio de dúvidas e o PSD é o terceiro interveniente à espera de intervir. A viabilização do Orçamento do Estado para 2021 é …

PS recuou e cedeu ao PSD na residência alternada dos filhos de pais separados

O PS e o PSD chegaram a um acordo no âmbito da residência alternada dos filhos de pais separados, de modo a que este regime passe a constar da Lei. Contudo, ao contrário do que …