A próxima vítima do coronavírus pode ser o chá das cinco

Frank Busch / Flickr

Plantação de chá na Índia.

O confinamento leva a que, em alguns países, as plantações de chá estejam interrompidas. O fornecimento mundial de chá está sob ameaça caso a situação não se reverta.

O confinamento obrigatório devido à pandemia de covid-19 está a fazer com que as plantações de chá na Índia e no Quénia fiquem paradas. Desta forma, o fornecimento mundial de chá está sob ameaça e há pouco que se possa fazer para inverter isto caso a situação de saúde pública não melhore.

Com a época da colheita a começar, a produção de chá na Índia está interrompida. O país está a meio da sua terceira semana de confinamento imposto pelo Governo. Os produtores estão entre a espada e a parede, sem saber o que fazer para salvar as suas plantações, que dão já a primeira vaga da colheita como perdida.

Com o confinamento alargado até dia 3 de maio, os agricultores garantem que são necessárias semanas até que as plantas estejam prontas a colher novamente.

“Vamos perder uma quantidade enorme da colheita”, lamenta Prabhat Bezboruah, presidente do Conselho de Chá da Índia, citado pelo OZY. “Muitas plantações estão em perigo”.

Inicialmente, o Governo indiano tinha anunciado que a produção de chá ia ser considerada um serviço essencial, tornando-a uma exceção à interrupção da atividade. No entanto, as autoridades locais de Assam e Darjeeling, duas das maiores regiões produtores do país, não conseguiram as permissões necessárias para manter as plantações abertas.

O mesmo cenário está a verificar-se no Quénia, um dos principais produtores africanos e mundiais de chá. O país entrou em confinamento parcial na semana passada, que inclui a cidade portuária de Mombasa, um grande centro de expedição de chá. Além disso, o coronavírus também interrompeu o comércio de chá naquele que é o maior produtor do mundo: a China.

Espera-se agora que, entre os próximos três a seis meses, o fornecimento de chá diminua em todo o mundo. Calcula-se que a Índia poderá perder 165 mil toneladas de chá devido ao confinamento, cerca de 10% de toda a sua produção.

“Se não estivesse a acontecer após dois anos terríveis, acho que teríamos conseguido mitigá-la”, diz Nazrana Ahmed, plantador de chá em Assam. “Mas agora é absolutamente stressante”.

Nos últimos anos, o preço do chá caiu drasticamente, atingindo mínimos históricos nos últimos 11 anos, muito devido ao excesso de oferta.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Por cá pode-se fazer chá de várias ervas aromáticas, algumas delas cultivá-las mesmo no quintal ou até mesmo chá de limão, não será por aí que iremos ter crise e os asiáticos que nos deixem em paz.

RESPONDER

Estudo europeu releva que carros híbridos são “desastre ambiental”

Um estudo europeu chamou aos carros híbridos plug-in um "desastre ambiental" - as emissões de dióxido de carbono destes carros encontrar-se-ão acima do legalmente declarado e a associação ambientalista Zero pede o fim dos benefícios …

Fisco alerta para mensagens falsas enviadas a contribuintes

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou os contribuintes, numa mensagem no portal das Finanças, para o envio de mensagens falsas para o telemóvel nas quais é pedido que se carregue em 'links' que são …

"Pandemia do medo". Crianças brincam cada vez menos e isso pode aumentar a ansiedade

A pandemia assim o obriga. Mais tempo fechadas em salas de aula e sem oportunidades para brincarem com os amigos, as crianças estão cada vez mais sedentárias e isso não é positivo para o seu …

Convívio deve ser limitado às pessoas com quem se vive, apela DGS

A diretora-geral da Saúde apelou aos portugueses, esta segunda-feira, na conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, para limitarem os contactos físicos às pessoas com quem vivem. "Ao conviver em presença com familiares …

"Lembranças da Lua." China prepara missão para recolher amostras do solo lunar

A China vai fazer a primeira tentativa desde os anos 70 de ir à Lua recolher rochas. A missão ficará a cargo da Chang'e 5, que será lançada esta terça-feira. A Chang'e 5 vai realizar a …

Hotéis já podem ser usados como escritórios e centros de dia

Os estabelecimentos hoteleiros, de turismo de habitação e resorts já estão autorizados a serem temporariamente usados como escritórios, showrooms e centros de dia, segundo o decreto-lei publicado em Diário da República. O diploma publicado no domingo, …

Bolsonaro critica "ataques injustificados" sobre a desflorestação da Amazónia

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, considerou durante a cimeira virtual do G20, que as críticas sobre o aumento da desflorestação são "ataques injustificados" e "demagógicos" que surgem de países "menos competitivos". “Eu apresento factos, dados …

Dois novos casos de legionella diagnosticados no Grande Porto

Mais duas pessoas foram diagnosticadas com legionella, esta segunda-feira, na região do Grande Porto, elevando para 87 o número de casos identificados desde o início do surto. Fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) …

Reformaram-se 1.649 professores este ano. É o valor mais alto desde 2013

Este ano, reformaram-se mais 1.649 professores em Portugal continental. É o valor mais alto dos últimos sete anos. De acordo com o Correio da Manhã, entre janeiro e dezembro deste ano, aposentaram-se 1.649 professores em Portugal …

Já foram assassinadas 30 mulheres este ano, metade por violência doméstica

O Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA) contabilizou 30 mulheres assassinadas entre 1 de janeiro e o dia 15 de novembro, 16 das quais em contexto de relações de intimidade, um valor abaixo das 21 registadas …