8 ex-membros do Governo da Catalunha estão em prisão preventiva

Emilio Naranjo / EPA

O Ministério Público pediu que seja emitido um mandado europeu de detenção contra o ex-presidente e mais quatro membros do Governo catalão, que não compareceram no tribunal por rebelião, sedição e desvio de fundos.

Num pedido feito à juíza da Audiência Nacional que os está a julgar, segundo fontes judiciais, o procurador sustenta que, depois de se constatar que viajaram para a Bélgica, se deve avançar com a decisão judicial de emitir o mandado europeu com vista à detenção e entrega por parte desse país dos cinco ex-membros do Governo catalão, para efeitos de procedimento criminal.

Segundo a acusação, “constam reiteradas tentativas de entregar a citação no seu domicílio, assim como reiteradas chamadas telefónicas” sem resposta por parte dos investigados.

Entretanto, a juíza da Audiência Nacional, Carmen Lamela, deu provimento ao pedido da Procuradoria-Geral e decretou, em Madrid, a prisão preventiva para oito ex-ministros regionais, entre eles o vice-presidente de Puigdemont, Oriol Junqueras.

A juíza estipulou ainda uma fiança de 50 mil euros para que Santi Vila, ex-conselheiro que saiu da Generalitat um dia antes de ter sido declarada a independência, possa esperar pelo julgamento em liberdade.

O tribunal considera que há risco de fuga ao julgamento destes oito membros destituídos, que foram ouvidos hoje de manhã e arriscam penas de prisão até 30 anos.

O Ministério Público acusa 14 antigos membros do executivo catalão, entre os quais Puigdemont, e seis deputados regionais, incluindo a presidente do parlamento, Carme Forcadell, de delitos de rebelião, sedição e desvio de fundos.

No início da semana, o presidente demitido do Governo catalão viajou para a Bélgica e afirma que só regressará a Espanha quanto tiver “garantias imediatas de um tratamento justo, com separação de poderes”, o que considera não ser o caso.

O parlamento regional da Catalunha aprovou na passada sexta-feira a independência da região, numa votação sem a presença da oposição, que abandonou a assembleia regional e deixou bandeiras espanholas nos lugares que ocupava.

O executivo de Mariano Rajoy, apoiado pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, anunciou no mesmo dia a dissolução do parlamento regional, a realização de eleições em 21 de dezembro próximo e a destituição de todo o Governo catalão, entre outras medidas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não consigo entender esta gente do governo catalão. Não consigo.
    Então sabendo eles a lei e as imediatas consequências,vão continuar com esta teimosia?
    Querem ser heróis?
    Bem arrependidos já devem estar. Voltem a tentar outra vez…

  2. Pois é, só quem não percebe e não entende, a Democracia. e a Autodeterminação dos Povos. Só umas pequenas correcções: O Governo da Catalunha foi eleito por quem. O Povo votou mesmo à bastonada, para sufragar a Independência da Catalunha.
    Só uma simples pergunta: “Quem são os mártires aqui”. Na minha singela resposta é o Povo. Quem afinal elegeram democraticamente. Ou sou burro ou então não percebo o que é uma MAIORIA. Quem Governa nos países! O franquismo está vivo e bem vivo. Visitar um país em que as liberdades e garantias dos seus cidadãos está posta em causa e nós alimentamos no turismo estes ditadores. Tenho dito. ! ! !

  3. Carles Puigdemont é um agitador e cobardolas como são todos os agitadores, quando perdem põem-se ao fresco.
    A Catalunha era autônoma e muitos catalães foram na conversa deste agitador e agora não teem nada, é neste momento uma das províncias de Espanha. Foi um tiro de pólvora seca destes agitadores.
    Quem ficou a ganhar? O governo e mais ninguém porque agora domina uma região “rebelde”.

RESPONDER

Descoberta nova lesão pulmonar que poderá estar ligada a cigarros eletrónicos com líquido

Um grupo de investigadores do Canadá anunciou esta quinta-feira a descoberta do que considera ser um novo tipo de lesão pulmonar causado pela vaporização com cigarros eletrónicos com líquido e que é semelhante à bronquiolite …

Professor acusado de agredir aluno surdo em Penafiel

Um estudante surdo foi agredido, na terça-feira, por um professor dentro de uma das salas de aula da escola secundária Joaquim de Araújo, em Penafiel. Um estudante de 16 anos, da escola secundária Joaquim de Araújo, …

Presidente da Colômbia disse que o Governo ouviu protestos em massa

O Presidente da Colômbia, Iván Duque, garantiu que ouviu as exigências dos manifestantes que saíram há rua na quinta-feira para um protesto maciço contra a política económica e social do atual governo. "Hoje [quinta-feira], os colombianos …

Detido mais um suspeito do caso do camião do Reino Unido

Foi detida mais uma pessoa por suspeitas de ligação ao caso do camião encontrado em Essex, Inglaterra, com 39 cadáveres no seu interior. A polícia britânica prendeu, hoje de manhã, um homem de 23 anos, …

Antigo primeiro-ministro da Escócia enfrenta 14 acusações de abuso sexual

Alex Salmond, o antigo primeiro-ministro da Escócia que desencadeou uma tentativa de independência do Reino Unido, compareceu em tribunal para enfrentar 14 crimes de abuso sexual alegadamente cometidos enquanto liderava o país. Entre os crimes está …

César, Louçã, Domingos Abrantes, Rio e Balsemão eleitos para Conselho de Estado

O Conselho de Estado é um órgão de consulta do Presidente da República composto por 19 membros, cinco dos quais eleitos pela Assembleia da República. Carlos César (PS), Francisco Louçã (BE), Domingos Abrantes (PCP), Rui Rio …

China já está a trabalhar no desenvolvimento de redes 6G

As autoridades chinesas divulgaram esta sexta-feira que já iniciaram pesquisas para o desenvolvimento de redes sem fio de sexta geração, apenas algumas semanas depois de as três principais operadoras de telecomunicações do país terem lançado …

Miguel Morgado desiste de se candidatar à liderança do PSD

O ex-adjunto de Pedro Passos Coelho anunciou, esta sexta-feira, que desistiu de avançar com a sua candidatura para liderar o PSD. Miguel Morgado anunciou, esta sexta-feira, através do Facebook, que "não foi infelizmente possível no presente …

Merkel fará a sua primeira visita ao antigo campo de concentração de Auschwitz

A chanceler alemã, Angela Merkel, pretende visitar o antigo campo de concentração nazi de Auschwitz na Polónia, pela primeira vez nos seus 14 anos no cargo, anunciou na quinta-feira um jornal de Munique. Segundo Sueddeutsche Zeitung, …

Bebé encontrado no lixo já está com uma família de acolhimento

O bebé encontrado num ecoponto, no início do mês, e que esteve até quinta-feira hospitalizado, já está com uma família de acolhimento, informou a Santa da Misericórdia de Lisboa esta sexta-feira. A instituição refere numa nota …