8 ex-membros do Governo da Catalunha estão em prisão preventiva

Emilio Naranjo / EPA

O Ministério Público pediu que seja emitido um mandado europeu de detenção contra o ex-presidente e mais quatro membros do Governo catalão, que não compareceram no tribunal por rebelião, sedição e desvio de fundos.

Num pedido feito à juíza da Audiência Nacional que os está a julgar, segundo fontes judiciais, o procurador sustenta que, depois de se constatar que viajaram para a Bélgica, se deve avançar com a decisão judicial de emitir o mandado europeu com vista à detenção e entrega por parte desse país dos cinco ex-membros do Governo catalão, para efeitos de procedimento criminal.

Segundo a acusação, “constam reiteradas tentativas de entregar a citação no seu domicílio, assim como reiteradas chamadas telefónicas” sem resposta por parte dos investigados.

Entretanto, a juíza da Audiência Nacional, Carmen Lamela, deu provimento ao pedido da Procuradoria-Geral e decretou, em Madrid, a prisão preventiva para oito ex-ministros regionais, entre eles o vice-presidente de Puigdemont, Oriol Junqueras.

A juíza estipulou ainda uma fiança de 50 mil euros para que Santi Vila, ex-conselheiro que saiu da Generalitat um dia antes de ter sido declarada a independência, possa esperar pelo julgamento em liberdade.

O tribunal considera que há risco de fuga ao julgamento destes oito membros destituídos, que foram ouvidos hoje de manhã e arriscam penas de prisão até 30 anos.

O Ministério Público acusa 14 antigos membros do executivo catalão, entre os quais Puigdemont, e seis deputados regionais, incluindo a presidente do parlamento, Carme Forcadell, de delitos de rebelião, sedição e desvio de fundos.

No início da semana, o presidente demitido do Governo catalão viajou para a Bélgica e afirma que só regressará a Espanha quanto tiver “garantias imediatas de um tratamento justo, com separação de poderes”, o que considera não ser o caso.

O parlamento regional da Catalunha aprovou na passada sexta-feira a independência da região, numa votação sem a presença da oposição, que abandonou a assembleia regional e deixou bandeiras espanholas nos lugares que ocupava.

O executivo de Mariano Rajoy, apoiado pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, anunciou no mesmo dia a dissolução do parlamento regional, a realização de eleições em 21 de dezembro próximo e a destituição de todo o Governo catalão, entre outras medidas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não consigo entender esta gente do governo catalão. Não consigo.
    Então sabendo eles a lei e as imediatas consequências,vão continuar com esta teimosia?
    Querem ser heróis?
    Bem arrependidos já devem estar. Voltem a tentar outra vez…

  2. Pois é, só quem não percebe e não entende, a Democracia. e a Autodeterminação dos Povos. Só umas pequenas correcções: O Governo da Catalunha foi eleito por quem. O Povo votou mesmo à bastonada, para sufragar a Independência da Catalunha.
    Só uma simples pergunta: “Quem são os mártires aqui”. Na minha singela resposta é o Povo. Quem afinal elegeram democraticamente. Ou sou burro ou então não percebo o que é uma MAIORIA. Quem Governa nos países! O franquismo está vivo e bem vivo. Visitar um país em que as liberdades e garantias dos seus cidadãos está posta em causa e nós alimentamos no turismo estes ditadores. Tenho dito. ! ! !

  3. Carles Puigdemont é um agitador e cobardolas como são todos os agitadores, quando perdem põem-se ao fresco.
    A Catalunha era autônoma e muitos catalães foram na conversa deste agitador e agora não teem nada, é neste momento uma das províncias de Espanha. Foi um tiro de pólvora seca destes agitadores.
    Quem ficou a ganhar? O governo e mais ninguém porque agora domina uma região “rebelde”.

RESPONDER

BPI quer cobrar dívida de quase 5 milhões ao marido de Isabel dos Santos

O BPI interpôs um processo no Tribunal do Funchal, na Madeira, para cobrar uma dívida de 5 cinco milhões de euros ao marido da empresária Isabel dos Santos. A notícia é avançada este sábado pelo Diário …

Mais 13 mortes e 257 infetados. Região de Lisboa concentra 90% dos novos casos

Portugal regista este sábado 1.396 mortes relacionadas com a covid-19, mais 13 do que na sexta-feira, e 32.203 infetados, mais 257, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Registou-se um aumento de 0,8% no …

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …