8 ex-membros do Governo da Catalunha estão em prisão preventiva

Emilio Naranjo / EPA

O Ministério Público pediu que seja emitido um mandado europeu de detenção contra o ex-presidente e mais quatro membros do Governo catalão, que não compareceram no tribunal por rebelião, sedição e desvio de fundos.

Num pedido feito à juíza da Audiência Nacional que os está a julgar, segundo fontes judiciais, o procurador sustenta que, depois de se constatar que viajaram para a Bélgica, se deve avançar com a decisão judicial de emitir o mandado europeu com vista à detenção e entrega por parte desse país dos cinco ex-membros do Governo catalão, para efeitos de procedimento criminal.

Segundo a acusação, “constam reiteradas tentativas de entregar a citação no seu domicílio, assim como reiteradas chamadas telefónicas” sem resposta por parte dos investigados.

Entretanto, a juíza da Audiência Nacional, Carmen Lamela, deu provimento ao pedido da Procuradoria-Geral e decretou, em Madrid, a prisão preventiva para oito ex-ministros regionais, entre eles o vice-presidente de Puigdemont, Oriol Junqueras.

A juíza estipulou ainda uma fiança de 50 mil euros para que Santi Vila, ex-conselheiro que saiu da Generalitat um dia antes de ter sido declarada a independência, possa esperar pelo julgamento em liberdade.

O tribunal considera que há risco de fuga ao julgamento destes oito membros destituídos, que foram ouvidos hoje de manhã e arriscam penas de prisão até 30 anos.

O Ministério Público acusa 14 antigos membros do executivo catalão, entre os quais Puigdemont, e seis deputados regionais, incluindo a presidente do parlamento, Carme Forcadell, de delitos de rebelião, sedição e desvio de fundos.

No início da semana, o presidente demitido do Governo catalão viajou para a Bélgica e afirma que só regressará a Espanha quanto tiver “garantias imediatas de um tratamento justo, com separação de poderes”, o que considera não ser o caso.

O parlamento regional da Catalunha aprovou na passada sexta-feira a independência da região, numa votação sem a presença da oposição, que abandonou a assembleia regional e deixou bandeiras espanholas nos lugares que ocupava.

O executivo de Mariano Rajoy, apoiado pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, anunciou no mesmo dia a dissolução do parlamento regional, a realização de eleições em 21 de dezembro próximo e a destituição de todo o Governo catalão, entre outras medidas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não consigo entender esta gente do governo catalão. Não consigo.
    Então sabendo eles a lei e as imediatas consequências,vão continuar com esta teimosia?
    Querem ser heróis?
    Bem arrependidos já devem estar. Voltem a tentar outra vez…

  2. Pois é, só quem não percebe e não entende, a Democracia. e a Autodeterminação dos Povos. Só umas pequenas correcções: O Governo da Catalunha foi eleito por quem. O Povo votou mesmo à bastonada, para sufragar a Independência da Catalunha.
    Só uma simples pergunta: “Quem são os mártires aqui”. Na minha singela resposta é o Povo. Quem afinal elegeram democraticamente. Ou sou burro ou então não percebo o que é uma MAIORIA. Quem Governa nos países! O franquismo está vivo e bem vivo. Visitar um país em que as liberdades e garantias dos seus cidadãos está posta em causa e nós alimentamos no turismo estes ditadores. Tenho dito. ! ! !

  3. Carles Puigdemont é um agitador e cobardolas como são todos os agitadores, quando perdem põem-se ao fresco.
    A Catalunha era autônoma e muitos catalães foram na conversa deste agitador e agora não teem nada, é neste momento uma das províncias de Espanha. Foi um tiro de pólvora seca destes agitadores.
    Quem ficou a ganhar? O governo e mais ninguém porque agora domina uma região “rebelde”.

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …