Primeiro-ministro da Suécia foi criticado e admitiu erros. Mas quer manter a sua estratégia

Jonas Ekstromer / EPA

Apesar das críticas que recebeu devido à elevada taxa de mortalidade no país, o primeiro-ministro sueco, Stefan Lofven, quer manter a estratégia inicial que defende ser “a certa”.

Ao contrário dos restantes países europeus, a Suécia optou por não aplicar políticas de isolamento social como forma de travar a propagação da pandemia de covid-19. Esta abordagem tem sido criticada tanto interna como externamente, sobretudo devido ao elevado número de vítimas mortais.

De acordo com o Jornal de Negócios, este domingo, num debate político transmitido na televisão sueca, o líder do principal partido da oposição, conhecido como os “Moderados”, disse que existiram “falhas óbvias e básicas” na resposta dada ao vírus.

O epidemiologista Anders Tegnell, que aconselhou o Governo, admitiu erros, dizendo que havia margem para melhorar o desempenho do país e que a taxa de mortalidade é muito elevada. Na Suécia, morreram 4.500 pessoas infetadas com covid-19.

Desde o início da pandemia, Tegnell aconselhou o Governo a manter a economia aberta, alegando que seria mais sustentável a longo prazo.

As queixas estendem-se, por exemplo, à falta de proteção à população mais idosa. “Não obtivemos equipamento protetor para os lares apesar de todos saberem que os seus residentes eram os mais vulneráveis”, acusou o líder da oposição, Ulf Kristersson.

Porém, apesar das críticas, Lofven disse que “esta estratégia é a certa”. Ao mesmo tempo, contudo, admitiu espaço para melhorias e reconheceu que existem “demasiadas” mortes nos lares.

A oposição está a aproveitar o momento para insistir na mudança, de acordo com o The Hour. O líder do partido Sweden Democrats exigiu que Tegnell fosse demitido. Ebba Busch, líder do partido Christian Democrat, criticou Lofven por falta de liderança. “O governo sueco deliberadamente permitiu uma grande disseminação da doença”, disse Busch. “Numa crise difícil, estaremos sempre sem liderança enquanto este governo estiver no poder”.

Segundo as estatísticas mais recentes, os suecos perderam a confiança na resposta do Governo à crise sanitária.

Enquanto os países vizinhos, que adotaram políticas de isolamento, estão a regressar à normalidade, a Suécia está a enfrentar crescentes restrições de circulação para outros países tendo em conta a taxa de infeção elevada.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Os números falam por si". Fauci critica reação dos Estados Unidos à pandemia e politização das máscaras

O principal epidemiologista norte-americano, Anthony Fauci, criticou a política errática do Governo do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em relação à covid-19, e lamentou o escasso uso de máscaras devido a motivações políticas. Durante uma …

Turistas podem circular entre concelhos apesar das restrições

Apenas os turistas estão autorizados a circular entre concelhos, apesar das restrições que vigoram entre 30 de outubro e 3 de novembro, indicou a AHRESP, citando um esclarecimento do Executivo. Segundo o esclarecimento enviado pelo gabinete …

É preciso esforço grande agora para salvar o Natal, alerta Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira ser necessário “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões …

"É uma treta". Ronaldo publica (e depois apaga) crítica a teste à covid-19

O futebolista Cristiano Ronaldo, capitão da seleção portuguesa, modificou a publicação efetuada esta quinta-feira no Instagram, tendo retirado a frase “PCR é uma treta”, em referência ao teste de despiste à presença do novo coronavírus. Um …

PSD confiante em geringonça, mas Ventura lembra que não tem "duas caras". Carlos César quer PS no poder

Com a solução governativa dos Açores em aberto, André Ventura já disse que está fora de questão integrar uma geringonça com "partidos do sistema", mas admite viabilizar um Governo do PSD na região com algumas …

Lage rasga elogios a João Félix. "Vai ser uma das referências do futebol europeu e mundial"

O antigo técnico do Benfica Bruno Lage teceu rasgados elogios ao internacional português João Félix, que esta terça-feira somou dois golos e fez uma boa exibição no jogo do Atlético de Madrid frente ao RB …

"Sentimo-nos em Itália". Médicos do Tâmega e Sousa contradizem hospital e reiteram situação de rutura

Médicos do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) ouvidos pelo semanário Expresso reiteram que os hospitais que integram o centro, o de Penafiel e o de Amarante, se encontram perto da rutura, contradizendo a …

Vieira reeleito em votação histórica para o sexto (e último) mandato

O presidente do Benfica esta quarta-feira eleito para um sexto mandato, manifestou "orgulho" por vencer o ato eleitoral mais concorrido da história do clube e apelou a que os benfiquistas "respeitem os resultados" do escrutínio. "Vencer …

Bélgica anuncia confinamento parcial. Ministro visita hospital e mostra-se "chocado" com o que viu

O chefe do governo federal na Bélgica anunciou ontem novas medidas de confinamento que entraram em vigor à meia-noite em todo o território. Em causa está uma crescente preocupação com o aumento de infetados que, …

O caso mais antigo de osteopetrose foi descoberto no esqueleto de um homem da Idade do Ferro

Uma equipa de cientistas alemães descobriu o caso mais antigo conhecido de osteopetrose, ou doença dos "ossos da pedra", nos restos mortais de um homem de 20 anos da Idade do Ferro. A osteopetrose é uma …