Presidente indigita Passos Coelho como primeiro-ministro

Pedro Nunes / Lusa

O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho

O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, anunciou hoje numa comunicação ao país que indigitou o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, para o cargo de primeiro-ministro.

Depois de concluída a audição dos partidos sobre a formação do novo Governo, o presidente da República anunciou ao país ter indigitado Passos Coelho para formar governo.

Lamento profundamente que, num tempo em que importa consolidar a trajetcória de crescimento e criação de emprego e em que o diálogo e o compromisso são mais necessários do que nunca, interesses conjunturais se tenham sobreposto à salvaguarda do superior interesse nacional”, referiu o presidente.

“Esta situação é tanto mais singular quanto as orientações políticas e os programas eleitorais desses partidos não se mostram incompatíveis, sendo, pelo contrário, praticamente convergentes quanto aos objetivos estratégicos de Portugal”, acrescentou Cavaco Silva.

Neste contexto, acrescentou, depois de ouvir os sete partidos com assento parlamentar e tendo presente que nos 40 anos de democracia portuguesa a responsabilidade de formar Governo foi sempre atribuída a quem ganhou as eleições, “indigitei hoje, como primeiro-ministro, o doutor Pedro Passos Coelho, líder do maior partido da coligação que venceu as eleições do passado dia 04 de outubro”, anunciou o presidente.

O Presidente lembrou que “a última palavra” na formação do Governo cabe aos deputados, a quem compete decidir “em consciência tendo em conta superiores interesses da nação” se o Governo deve assumir as suas funções.

A nomeação do primeiro-ministro pelo Presidente não encerra o processo de formação do Governo”, afirmou o chefe de Estado.

“A última palavra cabe à Assembleia da República ou, mais precisamente, aos deputados à Assembleia da República. A rejeição do Programa do Governo, por maioria absoluta dos deputados em efetividade de funções, implica a sua demissão”, concluiu.

Inevitavelmente, “Passos Coelho vai ser derrubado”

Entretanto, a Comissão Política do Partido Socialista encontra-se reunida, aguardando-se uma reacção dos socialistas à decisão do Presidente.

Mas o deputado socialista João Soares reagiu já hoje, lamentando que o Presidente da República tenha indigitado o líder do PSD como primeiro-ministro, numa decisão que faz o país “perder tempo” porque “inevitavelmente Passos Coelho vai ser derrubado” no parlamento.

“Penso muito sinceramente que esta decisão do Presidente faz o país perder tempo porque inevitavelmente quem foi indigitado como futuro primeiro-ministro vai cair nesta Assembleia da República, não tenho sobre isso qualquer espécie de dúvidas”, afirmou João Soares aos jornalistas.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Claro! A coligação teve maioria absoluta!… Não?… Iiiiiihhh…. A “primeira” do “melhor Presidente da República que alguma vez tivemos! Enganou-se. Acontece aos melhores (?)… Enfim…
    Numa nota totalmente á parte…
    “interesses conjunturais”? Só se forem os dele…
    Mas faz sentido. Alguém que não pode com a democracia e a República, como tantas vezes tem demonstrado, só poderia actuar assim, desrrespeitando a maioria (absoluta, embora dividida) da vontade do portugueses. Mas foi como ele disse… Os compromissos internacionais são os mais importantes, os portugueses… naaaaa (não foi exactamente o que ele disse, mas foi aquilo que ele queria dizer).
    Por fim, anunciar algo que já estava decidido muito antes da campanha eleitoral? Nem valia a pena os 9 minutos usados!
    Para finalisar, ficou-lhe muito mal, aquilo que disse ácerca dos “outros” partidos (BE, CDU e PAN). Parece que lhe cabe a ele definir a política que esses partidos “professam”…
    Votem no Marcelo e vão ver o Cavaco a triplicar!

    • Qual o líder do partido que tenha ganho as eleições e não foi eleito 1º Ministro mesmo em minoria parlamentar nos últimos 40 anos? Que raio de zoada lhe saiu da cabeça dos dedos pá!

      • Nunca aconteceu, mas está previsto na Constituição. Ganha quem elege mais deputados! O PS, BE e CDU, têm bastantes mais que a Coligação. O Cavaco é que não quer! Não é uma questão de tradição! É uma questão de simples matemática. Nunca aconteceu, mas não quer dizer que não possa aconteçer. E é perfeitamente legal e democrático! Vá ler a Constituição! Ah! É verdade! Ninguém (o anterior e este Governo que infelizmente vem aí…) respeita a Constituição! Para que serve senão para criar obstáculos? A Ferreira Leite bem disse que era preciso suspender a Constituição (temporariamente?) para se fazer as reformas que ela achava necessárias. Nem mesmo o maior garante desta (o PR, caso não saiba). Se não fosse o Tribunal Constitucional, as alarvidaes que teriam acontecido no país… Ainda bem que ela existe! E é ela que pode permitir aquilo que diz ser uma zoada.

  2. Então vai ser assim: Passos forma governo. O governo cai e o orçamento não passa. Cavaco não empossa um governo de esquerda. O país entra em auto gestão. O Costa vai à vidinha. O próximo presidente (Marcelo Rebelo de Sousa, como é óbvio) convoca eleições. A PaF ganha com uma larguíssima maioria. Em jeito de conclusão diria que é um déjà vu de 1988, que antecedeu às duas maiorias claríssimas de Cavaco Silva.
    E pronto, era tudo que eu tinha para dizer hoje!

  3. A história repete-se… Pelo poder alguns socialistas a coberto da gravata e postura oratória não passam de paladinos de “contos de vigário”…
    António Barreto antevê governo de esquerda a “rebentar com toda a força”(RTP). Alguns comissários desabotoam o colarinho, descem a gravata e querem ver que ainda vem por aí um MOVIMENTO REFORMADOR ou um novo Partido Renovador Democrático (PRD) Eanista (47 deputados) ? Lembram-se porquê?
    Cheira-lhes bem. Cheira-lhes a P O D E R.

    • E aos actuais, não? Olha só para o “irrevogável”. Quando lhe cheirou a mais poder, decidiu (para bem do País…) alterar o significado da palavra. A mesma pessoa que há uns anos largos (ainda era jornalista e bom) disse que era anti poder!
      Você deve ser daqueles que lucrou com esta política (e a sua continuidade) ou… é burr……..
      Todos querem o Poder! Vermelhos, Rosa, Laranjas, Azuis. O que interessa é o que vão fazer com ele e de que maneira isso nos afectará. Quem não pensa assim, vive no mundo (de fantasia) do Passos Coelho onde não há desemprego, a Educação está óptima, a Economia fantástica, a Saúde… com saúde… e por aí adiante. Ou é burr… E o CDS não será uma espécie de PRD (que viabiliza o Governo)?

Responder a VIÉS Cancelar resposta

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …